fbpx
Revista Attalea Agronegócios
NOTÍCIAS

Frio começa a diminuir. Nova onda de frio acontece na 1ª quinzena de Agosto.

O frio intenso provocou geadas amplas no café, trigo, cevada, aveia, milho e pastagens do Centro-Sul do Brasil. De acordo com o Ciram-Epagri, a  menor mínima registrada neste último fim de semana aconteceu em Urupema, com 9,2 °C negativos e sensação térmica ainda mais baixa. Até em Goiás, as mínimas ficaram abaixo de 2 °C, como foi o caso de Jataí.

A partir de agora, a massa de ar polar vai perdendo força no Centro-Sul e não há mais previsão para geadas em áreas produtoras. Quem vai sentir frio a partir de agora é parte da Bahia. No oeste do estado, a mínima prevista para a próxima quinta-feira, dia 11 é de apenas 11 °C. “É uma temperatura 4 °C abaixo da média climatológica para julho no estado”, explica Desirée Brandt, da Somar Meteorologia.

Segundo ela, é uma temperatura que não provoca danos às pastagens, mas pode, por exemplo, provocar um desconforto térmico nos animais. Depois desta onda de frio, a segunda quinzena de julho não deve apresentar temperaturas tão baixas quanto às registradas neste último fim de semana que foi cheio de recordes. “A próxima onda de frio mais forte está prevista para o fim da primeira quinzena de agosto”, avisa Brandt.

O tempo segue firme no Centro-Sul e as temperaturas continuam subindo de forma gradativa, mesmo assim a sensação é de frio pela manhã. A tarde será de temperaturas mais elevadas em comparação com o dia anterior. No sudeste e no Centro-Oeste vai acontecer o mesmo.

FONTE: Pryscilla Paiva – CANAL RURAL

Related posts

Tereza Cristina confirma que MAPA vai ajudar a encontrar soluções para cafeicultores que tiveram perdas com geada

Revista Attalea Agronegócios

Yara Brasil realiza em Franca (SP) o 4º Fórum de Nutrição do Café da Alta Mogiana

Revista Attalea Agronegócios

Governo de SP amplia funções da CATI, que passa a se chamar CDRS.

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário