Equinos e MuaresEVENTOS - DESTAQUES

Em constante crescimento, mercado de equinos movimenta R$ 16,5 bi ao ano no Brasil

Animais atraem investidores e apaixonados, além de aquecer a economia do país.

Com 5,9 milhões de animais , o Brasil tem hoje o terceiro maior rebanho de equinos do mundo, perdendo apenas para China e México. Responsáveis pelo desenvolvimento dos principais ciclos econômicos do país, desde o Pau-Brasil, passando pelo açúcar e os metais preciosos, esses animais continuam movimentando a economia no século XXI, seja na lida, no lazer ou nas competições.

Mesmo com a automação promovida pela tecnologia, inclusive no campo, a indústria do cavalo continua empregando hoje seis vezes o que emprega a indústria automobilística no país. A atividade movimenta anualmente R$ 16,5 bilhões e gera cerca de 3 milhões de postos de trabalho. Os dados são do Estudo do Complexo do Agronegócio Cavalo, realizado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/Universidade de São Paulo (Esalq/SP).

Entre os destaques desse nicho econômico, estão os animais da raça Mangalarga Marchador, que no ano passado apresentou um crescimento de 15% no número de negócios e criadores. Fruto do cruzamento de cavalos Álter, de origem portuguesa, com éguas selecionadas para sela, o sucesso da raça se deve à versatilidade que o animal apresenta: o atual plantel de 620 mil cabeças se divide entre animais utilizados no trabalho, lazer e esporte.

A diretoria da ABCCMM garante que o cenário é otimista. Hoje a entidade congrega 17.500 mil associados divididos em 81 núcleos nacionais e internacionais. Números que não param de crescer, são centenas de novos criadores do Mangalarga Marchador todo mês. Em 2018 foram 393 leilões, quase um para cada dia do ano, e movimentou um total de aproximadamente R$ 127 milhões.

Belo Horizonte recebe 38ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga Marchador

Para os criadores e apaixonados pela raça, a ABCCMM realiza de 16 a 27 de julho a 38ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga Marchador, no Parque “Bolivar de Andrade” (Parque da Gameleira).

Os 12 dias de evento vão além de leilões, competições e palestras técnicas. Com o sucesso das últimas edições, a exposição vem crescendo e incorporando programação para toda a família. Esta edição contará com circuito gastronômicos com deliciosas opções, choperia, lounges para descanso e confraternização, fraldário e drogaria.

Para a criançada, haverá Espaço Kids com brinquedos, jogos interativos, games, além de uma minifazenda com diversos animais.

SERVIÇO
38ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga Marchador
Data: 16 a 27 de julho
Horário: 8h às 22h
Local: Parque da Gameleira
Entrada
Segunda, terça e quarta – R$ 30 (inteira) R$ 15 (meia)
Sexta, sábado e domingo – R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia)

Estacionamento:
Para carro – R$ 10,00 a hora e R$ 50,00 a diária a partir de 5 horas de permanência
Para moto – R$ 5,60 a hora e R$ 25,00 a diária

Venda de ingresso:
Na portaria do evento ou no site
zapify.com.br (www.zapify.com.br/38o-exposicao-nacional-do-cavalo-mangalarga-marchador)

FONTE: Rachel Wardi Lopez – INTERFACE COMUNICAÇÃO
www.interfacecomunicacao.com.br

Related posts

Expodireto Cotrijal 2019: Segurança no campo é tema de discussão no primeiro dia

Mario

Evento discutirá o avanço da agricultura irrigada no Centro-Oeste

Mario

2º ICAFEST: Evento reúne especialistas em manejo da lavoura e venda de cafés especiais

carlos

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais