fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Agrobiológicos NOTÍCIAS

Biológicos têm o melhor retorno sobre investimento para a safra 2020/2021

Com a disparada do dólar, defensivos e fertilizantes estão mais caros. Já os produtos como os da brasileira Biotrop, por terem matéria prima e produção nacional, serão ainda mais vantajosos nessa safra.

Com a alta do dólar neste primeiro semestre, os preços dos químicos e fertilizantes dispararam no mercado internacional, chegando a quase 50% de aumento em relação ao mesmo período do ano passado. Com isso, os agricultores brasileiros que não tinham adquirido os insumos para a safra 2020/2021, se optarem agora pelos mesmos produtos, vão pagar muito mais caro. Diante desde novo cenário surge uma grande oportunidade para os insumos biológicos. Os produtores que já usam e os que ainda não utilizam a tecnologia de manejo com os biológicos terão a chance de aproveitar a melhor relação de custo-benefício do mercado.

Segundo Carlos Alberto Baptista, diretor nacional de vendas da Biotrop, empresa que desenvolve soluções biológicas e naturais para a agricultura, este é o momento certo para o produtor pensar na adoção do biológico como uma forma viável e sustentável para o manejo de suas lavouras. “Hoje 43% dos agricultores brasileiros nem conhecem os produtos biológicos. Esta é a hora de conhecer e fazer as contas, entendendo que o biológico nessa realidade é ainda mais uma excelente alternativa econômica”, destaca.

De acordo com Eduardo Pesarini, diretor de operações da Biotrop, o momento é favorável para a empresa, pois 95% da matéria prima de seus produtos têm origem nacional, o que torna a solução neste momento, muito mais atrativa, diferentemente dos fertilizantes e defensivos que são cerca de 80% importados.

Outra vantagem do biológico é o seu custo que é em real, possibilitando manter o mesmo patamar de valores, sem acréscimos. “Neste momento do mercado enxergamos grande oportunidade para os biológicos. O setor tecnicamente já vinha crescendo com uma relação de investimento x retorno bastante atrativa. Com a disparada do dólar isso se consolida”, afirma Pesarini.

Os produtores podem utilizar os biológicos de maneira estratégica: em complementariedade aos químicos, numa espécie de manejo integrado. Assim, o agricultor pode construir muito mais resultados nas lavouras, trabalhando com as duas ferramentas de forma conjunta, extraindo o melhor que cada uma tem a oferecer. “Quando falamos em manejo da qualidade do solo, os biológicos se destacam”, diz Baptista.

Soluções disponíveis

A Biotrop desenvolve soluções biológicas eficientes com claro retorno para o produtor. A empresa conta com um portfólio em constante evolução, buscando levar aos clientes opções de manejo biológico para os mais diversos desafios do campo: da recomposição da vida no solo ao incremento da produtividade e da rentabilidade das culturas agrícolas. “Estamos investindo muito para levar inovação e qualidade aos nossos clientes. Estamos continuamente crescendo, com competitividade e foco em rentabilidade e sustentabilidade”, diz o diretor de operações.

A empresa conta hoje com uma das maiores instalações de produção de biológicos no Brasil e já se consolidou entre as top 4 do setor no país. A atual capacidade instalada e utilizada é de 3.2 milhões de litros e a previsão é de aumentar essa produção em pelo menos 50% já em 2020. Além disso, a empresa foca no desenvolvimento de um portfólio de segunda e terceira geração, combinando diferentes microrganismos e mecanismos de ação.

Boas expectativas

De acordo com Baptista, as expectativas da empresa em relação ao mercado continuam positivas. Isso porque, mesmo com a crise causada com a pandemia do novo coronavírus, a agricultura e os produtores se adaptaram rapidamente ao “novo normal” e os trabalhos no campo, não pararam. “A crise tem gerado boas oportunidades para o agronegócio brasileiro de modo geral. Mês passado, o País aumentou em 13% sua exportação quando comparado com março de 2019 e isso representou 18% a mais de volume exportado”, destaca.

Ainda segundo o diretor, os preços futuros das commodities de modo geral, com algumas exceções, estão positivos e o produtor está vendendo em reais a valores melhores que 2019. “Acreditamos que a área de plantio de soja vai crescer por volta de 5%. O mercado e a vontade do agricultor para ampliar área é grande e com este avanço temos mais chances para os biológicos. Nosso desafio agora é aumentar o número de usuários para os nossos produtos, fazê-los conhecer sua viabilidade tanto financeira como técnica, e optem pelos produtos da Biotrop”, finaliza Baptista.

Sobre a empresa

A Biotrop é uma empresa inovadora, fruto da visão e da aliança entre o AQUA CAPITAL e um grupo seleto de profissionais do agronegócio. Com escritórios comerciais em Vinhedo (SP) e unidade avançada de multiplicação bacteriana em Curitiba (PR), a Biotrop leva aos produtores o que há de mais avançado e inovador em soluções biológicas para a agricultura.

Saiba mais em: www.biotrop.com.br

 

FONTE: Kassiana Bonissoni – RURAL PRESS
kassiana.ruralpress@gmail.com
(19) 98320-0286

Related posts

Emirados Árabes são o 5º maior comprador de alimentos do Brasil

Revista Attalea Agronegócios

Rio das Ostras ganha destaque nacional com Café Especial

Revista Attalea Agronegócios

Cliente rural da CPFL Paulista precisa se recadastrar para manter benefícios tarifários

Deixe um comentário