fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Agricultura Natural EVENTOS - DESTAQUES

Evento da EMBRAPA discute tecnologias para produção de milho orgânico

Milho Orgânico: tecnologias e experiências desenvolvidas pela Embrapa”, este é o tema da roda de conversa on-line que será realizada na próxima quarta-feira, 28 de julho, às 19 horas. O evento é promovido pelo Núcleo de Ensino e Pesquisa em Agroecologia (Nepa), em parceria com a Embrapa, a empresa Grãos Orgânicos e apoio da Prefeitura de Juiz de Fora.

Participam da roda de conversa o engenheiro agrônomo Walter Matrangolo, pesquisador em Agroecologia e Produção Orgânica da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG), e Carlos Thomaz Lopes, sócio-gerente da empresa Grãos Orgânicos. O evento virtual será uma oportunidade para os agricultores conhecerem tecnologias e experiências que impulsionam a produção de milho orgânico, como técnicas e processos para o controle biológico de pragas e doenças, adubação verde e outros arranjos produtivos.

O pesquisador Walter Matrangolo ressalta que a Embrapa dispõe de muitas tecnologias para favorecer a produção de milho orgânico. “Por exemplo, há as técnicas que ajudam no controle biológico, como produção de vespinhas que parasitam ovos e larvas de insetos. Dispõe ainda de microrganismos que adicionados ao processo produtivo aumentam a absorção de nutrientes e consequentemente, a produtividade das lavouras”.

O pesquisador lembra ainda que as muitas cultivares de milho desenvolvidas pela pesquisa da Embrapa podem ser adequadas para diferentes solos e climas do Brasil. “O BRS Caimbé é um dos materiais de milho da Embrapa já cultivado por produtores orgânicos”. Walter destaca também opções de arranjos produtivos favoráveis ao sistema de produção orgânica. “Arranjos produtivos de milho com feijão-de-porco, por exemplo, aportam nutrientes como o nitrogênio, podendo ainda favorecer o manejo das plantas espontâneas”.

Casé Werner, diretor do Nepa, destaca que os principais objetivos da instituição, sediada em Juiz de Fora-MG, são criar e transferir tecnologias no âmbito da Agroecologia e da Agricultura Orgânica. “Quando conhecemos o trabalho da Embrapa Milho e Sorgo com o milho BRS Caimbé, vimos uma grande oportunidade de trazer essa alternativa para nossa região”, comenta Casé.

A cultivar BRS Caimbé é uma variedade de ciclo precoce recomendada para a agricultura familiar, em condições de safra e safrinha, com adaptabilidade às principais regiões do País. A Embrapa licenciou essa variedade para a empresa Grãos Orgânicos, que produz sementes orgânicas de milho para comercialização.

“Nosso intuito é trazer essa tecnologia para a Zona da Mata para que outros agricultores possam conhecer e, quem sabe, aplicar em suas propriedades. Queremos poder trazer pesquisas que são desenvolvidas pela Embrapa para agricultores familiares aqui na ponta, para que a gente possa alavancar cada vez mais a cadeia produtiva da Agroecologia e da Agricultura Orgânica na nossa região”, completa Casé.

Interessados em acompanhar a roda de conversa on-line sobre milho orgânico devem se inscrever para receber o link da transmissão pelo formulário: https://forms.gle/6JstDCVCug1hgoiy9. O evento será transmitido pelos canais do Youtube e Facebook do Nepa.

FONTE: Marina Torres – Embrapa Milho e Sorgo
milho-e-sorgo.imprensa@embrapa.br

Related posts

25ª HORTITEC: Agristar apresentará novas cultivares para horticultura

Revista Attalea Agronegócios

FIIB 2018: Netafim lança sistema inovador de irrigação digital

Fácil Alimentos: Novo aplicativo conecta produtores com compradores

Deixe um comentário