fbpx
Revista Attalea Agronegócios
HortiFruti NOTÍCIAS Tecnologia

Campolink lança plataforma para agilizar negócios para os pequenos e médios produtores de alimentos

Aplicativo gratuito permite o contato direto entre produtores rurais e atacadistas, em ambiente seguro, com acompanhamento de preços em tempo real

A Campolink, plataforma digital de compra e venda de produtos rurais sem intermediários, chega ao mercado para agilizar a comercialização de frutas, legumes e verduras (FLV) entre os pequenos e médios produtores rurais e os atacadistas, com segurança, transparência e comodidade. A startup firmou parceria com algumas das principais Centrais de Abastecimento – CEASAS – do país: Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Campinas (SP) e São Paulo (SP). A tecnologia realiza a conexão entre as duas partes e elimina a necessidade de intermediários, o que oferece vantagens como preços mais competitivos e redução do risco de fraudes.

A solução chega para transformar a realidade da negociação entre os pequenos e médios produtores – que representam mais de 84% dos estabelecimentos rurais brasileiros e respondem por 70% dos alimentos comercializados no país -, com os atacadistas. “Os produtores rurais enfrentam desafios como a falta de apoio e a carência de informações precisas e atualizadas sobre a variação dos preços do setor, os aspectos logísticos para que possam consolidar uma carga mínima, além do acesso a bons atacadistas”, explica Sérgio Tavares de Oliveira, fundador e CEO da Campolink, que pesquisou durante quatro anos as principais dores do mercado de FLV (frutas, legumes e verduras) no Brasil, junto a produtores, CEASAS e atacadistas.

Além da integração entre os produtores rurais e os atacadistas, a plataforma também permite o contato com os compradores dos principais CEASAS do país. “A compra e a venda são diretas, sem intermediários, entre outros benefícios, o que torna a negociação ainda mais competitiva”, reforça Oliveira. Ele ainda lembra que uma das questões que a ferramenta busca solucionar é a inadimplência e a dificuldade para recuperar recebíveis. “Temos uma equipe que vai até os locais para conferir o recebimento da carga pelos atacadistas, verificando perdas e faltas, evitando eventuais conflitos neste aspecto. Além disso, temos parceria com uma empresa de cobrança, o que evita a inadimplência e faz com que possamos cobrar recebíveis pendentes. Muitos produtores não contam com essa comodidade, ficando sem receber”, esclarece.

Para incrementar seus negócios, o produtor rural que trabalha com pequenas quantidades encontra ainda a possibilidade de se unir a outros produtores, a fim de formar uma carga completa a ser transportada pelos caminhoneiros. O processo é facilitado, com a localização de pessoas que plantam a mesma mercadoria a curta distância. Por meio da plataforma é possível fazer a oferta e o planejamento de frete para a produção, com contato simplificado com os caminhoneiros. Já o atacadista ganha com o acesso a mais produtores, podendo comprar diretamente a um preço menor. Isso amplia a oferta de itens de qualidade, com maior variedade de fornecedores.

O sistema funciona por meio de um aplicativo de ponta, desenvolvido para atender às necessidades imediatas dos principais agentes do mercado de FLV. Para utilizar, basta que produtores e atacadistas preencham um pequeno cadastro. O produtor, então, pode realizar toda a negociação, a partir da oferta de seus produtos, e ser procurado diretamente por atacadistas. O acesso ao aplicativo é gratuito para todos os agentes. O produtor paga uma pequena comissão sobre o valor líquido recebido nas vendas.

O app já está disponível na Play Store e na Apple Store.
Para saber mais, acesse: https://campolink.com/

Sobre Sérgio Tavares de Oliveira, fundador e CEO da Campolink

Sérgio é administrador de empresas e empreendedor. Atuou durante 12 anos como membro do conselho diretor de uma das principais companhias de apoio portuário do Brasil. Em 2017, mudou de ramo e passou a trabalhar com distribuição de frutas, entrando em contato com os agentes do setor e pesquisando as principais dificuldades de cada um dos elos desta cadeia. A partir destas informações, e percebendo a necessidade de facilitar e fortalecer os negócios para os pequenos e médios produtores, fundou em 2021 a Campolink.

Sobre a Campolink

A Campolink foi fundada em 2021 por Sérgio Tavares de Oliveira com o objetivo de solucionar as principais dificuldades do pequeno e médio produtor de frutas, legumes e verduras. A tecnologia funciona por meio de uma plataforma / bolsa de compra e venda que faz a conexão entre produtores rurais e atacadistas, em um ambiente com maior rapidez, transparência, segurança e comodidade. Não há necessidade de intermediários e são oferecidas uma série de serviços facilitadores, reduzindo a inadimplência, facilitando o recebimento de recebíveis e a negociação de fretes, com acompanhamento em tempo real dos valores das mercadorias.

FONTE: Renata Roitman – CM Comunicação Corporativa
renata@crismoraes.com.br
(11) 99639-4999
www.crismoraes.com.br


Related posts

“Como potencializar o uso de bioenergia em nível global sem transformar o etanol em uma commodity mundial?”

Revista Attalea Agronegócios

Ford faz parceria com McDonald’s para uso da palha de café em peças automotivas

Vittia realiza Convenção de Vendas 2022

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário