Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Bovinos de Corte

Brasil se consolida como grande criador de Brahman

Raça Brahman completa 25 anos do país e tem conquistados excelente resultados.

Uma raça que tem ganhado cada vez mais adeptos no país, completará – em abril de 2019 -, 25 anos das primeiras importações oficiais de animais para o Brasil. O Brahman, resultado do cruzamento de quatro outras raças: Gir, Nelore, Guzerá e Krishna Valley, tem sua origem os Estados Unidos há mais de 120 anos.

Brahman, que significa ‘um novo ciclo’, realmente representou uma divisão de águas na pecuária norte-americana, tornando possível uma atividade de corte rentável, usando-os como grupo étnico ou em cruzamentos com as raças europeias especializadas.

No Brasil, o gado – que acabou se tornando o zebuíno mais criado no mundo -, chegou em 1994 e foi conquistando criadores por onde passava, especialmente por seus atributos: docilidade e habilidade materna.

“A docilidade ajudou muito no crescimento da raça no país, uma vez que essa característica facilita o manejo do rebanho e consequentemente tem reflexos na qualidade da carne”, explica Rafael Oliveira, gerente de corte zebu da Alta. Além disso, a “habilidade materna também é um atributo bastante buscado hoje em dia, e ajuda a explicar o sucesso desses animais”, acrescenta.

Do mesmo modo, o Brahman tem sido muito usado no Brasil, e no mundo, para a realização de cruzamento industrial com as diversas raças existente. Cruzado com taurinos, e outros zebuínos, a raça evidencia muito mais que rusticidade. Coopera muito na genética de ganho em peso e na qualidade de carne. Vários touros que têm os seus marcadores moleculares conhecidos são referências para obtermos cruzados que são abatidos cedo e com bons resultados de rendimento e qualidade de carcaça. A cruza Brahman é tão boa na engorda como na reprodução. Muitas experiências mostrando machos meio sangue Brahman/Nelore com média de 252 quilos e as fêmeas com 235 quilos.

Segundo a Associação dos Criadores de Brahman do Brasil (ACBB), atualmente, é possível encontrar rebanhos da raça em mais de 70 países em todo o mundo, como Brasil, México, Paraguai, Argentina, Bolívia, Panamá, Estados Unidos e Austrália. E são essas diversificações que tornam as conquistas nacionais ainda mais especiais.

Em janeiro de 2018, o Brahman CABR Mussambê 2264 foi eleito “Melhor Touro Brahman do Mundo” durante a FWSSR Brahman Show, em Fort Worth no estado do Texas nos Estados Unidos. O touro brasileiro é oriundo da seleção de Casa Branca Agropastoril, de Paulo Marques, e propriedade do criador e de Wilson Roberto Rodrigues, Charles Maia e Paulo Scatolin. Atualmente está em coleta na Central da Alta Brasil.

“Mussambe tem pedigree nobre, sendo filho de Wellington Manso, um dos touros mais utilizados na atualidade, com a Dhifalla foi premiadíssima nas principais pistas do Brasil”, destaca Oliveira. O reprodutor também foi Grande Campeão da ExpoZebu 2017 e eleito por unanimidade o melhor touro da América do Sul.

Outro destaque da bateria Brahman da Alta é o touro MR. Uber Araguaia POI 461, reprodutor recordista de valorização no Congresso Mundial da Raça em 2010, que aconteceu no Brasil. Araguaia é muito utilizado pelos principais rebanhos do Brasil e da América latina, tanto em gado de elite quanto em comercial, por transmiti a sua progênie muita beleza racial e bastante carcaça.

A bateria também conta com Mr. Querença 4336, reprodutor que foi tri campeão nacional, aliando carcaça com muito volume e revestimento muscular e avaliação genética.

Conforme explica Oliveira, a Alta também tem apostado em novas contratações de touros jovens. Os animais participam de prova de ganho de peso, são analisados com dados de ultrassonografia de carcaça e peso ao nascimento baixo, para ser utilizado em cruzamento, matrizes F1, como é o caso dos recentes contratados pela Central do criatório UberBrahman: Mr. Uber Eddie POI 1242, Mr. Uber Diamante POI 1319 e Mr. BR 77 1270.

 

FONTE: Larissa Albuquerquer – ALFAPRESS COMUNICAÇÕES
larissa.albuquerque@alfapress.com.br

Related posts

Ourofino Saúde Animal participa do Encontro de Confinamento e de Recriadores

Alta traz para o Brasil tecnologia inovadora que avalia a qualidade do sêmen congelado

IEA divulga a estimativa da Produção Animal do Estado de São Paulo, em 2018

Deixe um comentário