fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Agrobiológicos NOTÍCIAS

Biológicos tem eficiência superior a 80% no manejo de nematoides

A Koppert está lançando dois produtos com o agente ativo Bacillus amyloliquefaciens, que é uma bactéria que atua como nematicida e auxilia na reestruturação da biota do solo, aumentando a capacidade de absorção de nutrientes pelas plantas. Indicados para tratamento de sementes, o Chevelle foi formulado para aplicação em hortifrutis e o Veraneio, para as culturas de grãos e cereais.

Os produtos, para controle de nematoides-das-lesões (Pratylenchus brachyurus) e nematoides das galhas (Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica), reduziram o fator de reprodução dos nematoides, apresentando eficiência superior a 80%. Consequentemente, promoveram também o crescimento vegetal e maior produtividade das culturas.

De acordo com o coordenador de desenvolvimento agronômico da Koppert, Marcelino Borges de Brito, a principal vantagem dos produtos é a formação de um filme na raiz das plantas, que promove uma barreira física, limitando o contato com patógenos de solo. “Além disso, esse biofilme libera alguns metabólitos que degradam e quebram o ciclo do nematoides tanto na fase juvenil, como na de ovos”, explica.

Como um efeito auxiliar, o Bacillus amyloliquefaciens auxilia na promoção de crescimento das plantas, com um consequente incremento de produtividade. Em campos demonstrativos, o produto elevou o rendimento da soja em 2,4 sacas por hectare, em média. Os experimentos também apontaram aumento médio de 11% no volume da raiz, e de 13% na parte aérea da planta.

Bacillus amyloliquefaciens (Créditos: Koppert Biological Systems)

Sobre a Koppert:

A Koppert Biological Systems está presente no Brasil desde 2011, quando iniciou seus primeiros registros. Atualmente, conta com duas modernas instalações fabris: a unidade de microbiológicos, localizada na cidade de Piracicaba (SP), e a de macrobiológicos na vizinha Charqueada (SP).

A empresa possui infraestrutura completa para atender à crescente demanda do mercado agrícola por defensivos biológicos, tornando a agricultura brasileira mais sustentável, saudável e em harmonia com a natureza.

Com processos produtivos padronizados, seguros e altamente tecnificados, garante confiabilidade e qualidade dos seus mais de 15 produtos. A empresa conta ainda com departamento próprio de Pesquisa & Desenvolvimento para aperfeiçoamento de tecnologias de controle biológico para a agricultura tropical.

FONTE: Flavia Romanelli – ELLO AGRONEGÓCIOS
flavia@elloagronegocio.com.br

Related posts

9º Intercâmbio do Café: compartilhando a tecnologia na cafeicultura regional

Revista Attalea Agronegócios

KWS participa de Dia de Campo em Ituiutaba (MG)

Revista Attalea Agronegócios

Bioestimulante nanotecnológico melhora desenvolvimento de hortaliças

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário