ARTIGOSMáquinas e Implementos

[Eder Pinheiro] – Tecnologia impulsiona produtividade da agricultura familiar

EDER PINHEIRO
coordenador de Marketing Produto Tratores AGCO América do Sul

A agricultura familiar compõe parte significativa do agronegócio brasileiro. De acordo com o Censo Agropecuário 2017, feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 77% dos estabelecimentos do agro estão classificados na categoria “Agricultura Familiar”, com mais de 10 milhões de pessoas empregadas.

Conforme evolui a tecnologia no campo, cresce também a demanda de pequenos e médios produtores rurais por equipamentos que proporcionam maior produtividade. Ao investir em uma nova máquina, o agricultor busca economia. Em estudo recente realizado pela Massey Ferguson, foi constatado que os tratores da marca, que têm como foco o pequeno e médio produtor, oferecem economia de 10% em consumo de combustível no seu uso. Se pensado a médio e longo prazos, é uma economia significativa, visto que o diesel é um dos insumos com maior custo na agricultura.

Além da tecnologia em maquinário agrícola, os produtores familiares costumam participar de todas as etapas da agricultura, da preparação do solo à colheita. Investir em conhecimento e treinamento de pessoal é primordial para a constante evolução e rentabilidade da cultura. A capacitação é um importante pilar na agricultura familiar, já que é responsável por 7 a cada 10 empregos no campo, segundo a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).  

Diversos cursos podem ser encontrados, inclusive com formação EAD (Ensino à Distância), em instituições que disponibilizam capacitação gratuita como Embrapa, Sebrae, Ministério do Meio Ambiente e Enagro (Escola Nacional de Gestão Agropecuária), vinculada ao Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

O acesso a linhas de crédito e financiamento tem papel fundamental no desenvolvimento da agricultura familiar no Brasil. O Plano Safra, principal instrumento no planejamento do produtor rural brasileiro de todos os portes, garante aos agricultores oportunidade de investimento em seus negócios e maior segurança.

Outros programas como o Moderfrota, que promove financiamento para aquisição de equipamentos agrícolas, e o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) também estão à disposição do produtor rural. Este último, focado na agricultura familiar, conta com a categoria “Mais Alimentos”, utilizada na compra de máquinas que fazem parte do programa.

O poder de compra de tecnologia, aliado à capacitação técnica para aproveitar o que há de mais avançado em cada equipamento, permite com que o agricultor familiar trabalhe em condições favoráveis para aumentar a produtividade e tornar os negócios ainda mais rentáveis e competitivos.

 

FONTE: Victor Reis Rabelo da Silva – CDN COMUNICAÇÃO
victor.rabelo@cdn.com.br

Related posts

New Holland Construction é líder de vendas na Argentina

Mario

[Coriolano Xavier] – Mulheres, inovação e protagonismo

Mario

[Xico Graziano] – Liberar novos agrotóxicos é melhor que manter os antigos

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais