fbpx
Revista Attalea Agronegócios
NOTÍCIAS

TOMRA Food apresenta gama completa de soluções para o mercado de produção de batatas

O consumo de batatas tem vem crescimento no mercado brasileiro. Recentemente, a Associação Brasileira da Batata (ABBA), organizou uma videoconferência onde juntou representantes das principais regiões produtoras do Brasil para fazer uma análise pormenorizada do mercado e projetar também o futuro e os desafios. Apesar de não serem números “oficiais”, atualmente cerca de 1.500 produtores plantam batatas em 200 municípios e classificam a produção em 200 “lavadoras”. No Brasil, o plantio e a colheita ocorrem em todos os dias do ano em uma área total de 100.000 hectares anuais. A produção é destinada ao mercado fresco (65%), à indústria de chips (15%), à indústria de pré-fritas (12%) e à batata semente (8%).

É reconhecido que o mercado de produção de batatas tem muito potencial de crescimento a curto e médio prazo. Por um lado, as lavadoras de batatas que fornecem batatas frescas para os supermercados e/ou para indústria, ainda possuem linhas pouco automatizadas, utilizando em geral a seleção manual de batatas.

O crescimento do consumo de batata pré-frita per capita no Brasil tem sido notório, e continua se mantendo em alta mesmo durante a pandemia provocada pela COVID-19. Apesar do Brasil ainda importar batata pré-frita congelada de outros países para suprir a necessidade interna, os fabricantes locais têm realizado grandes investimentos destinados ao aumento de capacidade a curto e médio prazo, com novas linhas de produção. Segundo os dados divulgados pela ABBA, no Brasil o consumo per capita de batata pré-frita congelada está em torno de 2,7 kg por ano, enquanto em mercados desenvolvidos, o consumo de batatas congeladas está entre 12 e 15 kg, portanto ainda existe um enorme potencial de crescimento.

Soluções integradas para os produtores de batatas

Com esse cenário em pano de fundo, a TOMRA Food Brasil vem se firmando como uma solução respeitada no mercado nacional com as soluções de classificação ótica para o mercado de produção de batatas e outros segmentos. Desde batatas inteiras a batatas fritaschips, crisps e produtos especiais, os classificadores de batata da TOMRA garantem a eliminação de produtos descoloridos, amassados, apodrecidos, com imperfeições e todos os tipos de materiais estranhos, como pedras, plásticos, madeira, vidro. De acordo com João Medeiros, Gerente Comercial da TOMRA Food Brasil, “as soluções de classificação de batatas da TOMRA podem identificar e remover imperfeições, características biológicas, formas e tamanhos, estruturas, cores, densidades e materiais estranhos.

Como já mencionado, o Brasil tem uma capacidade muito grande na produção de batata e as perspetivas são muito boas a curto e médio prazo, principalmente no segmento de batatas voltadas para indústria. No entanto, na hora de selecionar, os processos ainda são muito manuais. Para os produtores de batata, a TOMRA Food apresenta soluções integradas para ajudar a aumentar a qualidade do produto selecionado e assim permitir que estejam alinhados com os padrões dos mercados nacionais e internacionais cada vez mais exigentes.

A TOMRA 3A é a classificadora óptica mais robusta, confiável e econômica disponível para os produtores. João Medeiros explica que, “a TOMRA 3A usa sensores multiespectrais de infravermelho próximo (NIR) que realizam uma avaliação minuciosa de cada objeto em queda, identificando perfeitamente as batatas entre os materiais estranhos. Além disso, os sensores de cores agora detetam os produtos verdes indesejados. Os ejetores inteligentes, posicionados na extremidade da esteira rolante, atingem um nível superior de eliminação de materiais estranhos e batatas verdes com perda mínima de produto em boas condições”.

A TOMRA 3A torna-se um aliado forte para os produtores, uma vez que permite uma combinação estratégica da tecnologia de iluminação de pulsos de LED multiespectrais, câmaras de alta resolução e softwares de análise da TOMRA garante a remoção precisa e regular de pedras, pedras de terra, rochas, madeira, ossos, plásticos, vidros, metais e borracha.

Soluções robustas e eficazes para os processadores de batata

Do outro lado do negócio, os processadores de batatas (batata-frita, chips, batatas processadas) enfrentam um aumento da demanda pela qualidade dos seus produtos e pretendem torná-los cada vez mais atraentes para os consumidores finais. Para este segmento do negócio a TOMRA apresenta também uma solução bastante eficaz e com resultados excepcionais.

A máquina de classificação TOMRA 5B está no topo do sucesso nas indústrias de processamento de batata e vegetais em todo o mundo. Destacada pela facilidade de uso e pela precisão insuperável, João Medeiros explica que “a tecnologia de visualização inteligente e versátil da TOMRA 5B, com câmaras de alta resolução de vários ângulos 4K, permite a varredura de 360​​° e a ampliação para localizar até os menores defeitos. Sua configuração flexível fornece mais precisão ao expulsar objetos estranhos dos produtos, minimizando falsas rejeições de um bom produto, aumentando a produção e reduzindo o desperdício. Também existe a opção de combinar tecnologia laser e câmaras em uma mesma máquina, como se fossem duas máquinas de triagem em linha”.

TOMRA 5B

O sistema aberto da TOMRA 5B tem um processo de limpeza rápido e eficiente que resulta em menos áreas inacessíveis e um menor risco de acúmulo de resíduos. Juntos, esses recursos fornecem mais tranquilidade quando auditorias de higiene são realizadas e o tempo de atividade máximo da máquina. O design funcional da máquina TOMRA 5B é conveniente para todos os usuários, ao mesmo tempo que oferece flexibilidade e permite que os processadores classifiquem de acordo com seus próprios critérios de especificação. É capaz de separar uma grande variedade de batatas e outros vegetais. O responsável da TOMRA conclui: “A TOMRA 5B apresenta uma combinação poderosa de recursos excepcionais, inovação de última geração e facilidade de uso. É um ótimo complemento para a linha TOMRA, garantindo excelentes resultados em todo o processo de classificação”.

Testemunhos internacionais da qualidade e eficiência TOMRA Food

Com uma presença a nível mundial, a TOMRA Food procura todos os dias estar alinhada com as expectativas e necessidades dos clientes, que variam de negócio para negócio. Como já aqui mencionado, o mercado de produção de batatas é um dos mais importantes na indústria do agronegócio e a TOMRA Food tem ajudado várias empresas em dar um passo a frente e conseguirem cada vez mais um produto melhor, com maior qualidade e acima de tudo evitando o desperdício que ainda é alto.

Na Espanha, a BS Cocinados, S.L, empresa que produz omeletes prontos para comer, escolheu a TOMRA Food como parceiro. A tecnologia de ponta é necessária para atingir os padrões de qualidade desejados, por isso a empresa adquiriu recentemente uma segunda unidade TOMRA 5B com os mais recentes desenvolvimentos. Hilario Zapata, Diretor de Operações da BS Cocinados, SL, conta-nos sobre o novo projeto e o que significará a máquina TOMRA: “Com a abertura desta nova fábrica, que envolve um investimento de € 18 milhões e 150 novos empregos diretos – sem falar empregos indiretos – a empresa vai aumentar em 30% a capacidade produtiva. Também poderemos acessar os mercados internacionais graças à tecnologia de ponta exclusiva que adquirimos, como a última versão do TOMRA 5B. Ao usar esta máquina, sabemos que estamos oferecendo o melhor produto do mercado.

Por outro lado, na Itália, com uma importante presença no setor de frutas e vegetais, Ortofrutticola Parma elegeu a TOMRA Food como parceiro para a sua produção. A empresa opera uma máquina de classificação TOMRA desde 2008 em sua linha de seleção de batatas, onde processa cerca de 180.000 toneladas do principal produto da empresa todos os anos. Este ano, quando chegou a hora de encontrar uma máquina de substituição que continuasse a atender às necessidades de produção superior de tubérculos, a empresa voltou-se para a TOMRA Food.  Ivan Parma, gerente de vendas da empresa familiar, comentou: “Precisávamos de uma máquina com maior capacidade de trabalho para nossas batatas, por isso parecia natural recorrer novamente à TOMRA Food por sua tecnologia líder de separação ótica”.

Sobre a TOMRA Food

A TOMRA Food projeta e fabrica máquinas de classificação baseadas em sensores e soluções pós-colheita integradas para a indústria alimentícia, utilizando a mais avançada tecnologia de classificação, descascamento e análise do mundo. Mais de 8.000 unidades estão instaladas em produtores de alimentos, empacotadores e processadores ao redor do mundo, nos segmentos de frutas, nozes, vegetais, produtos de batata, grãos e sementes, frutas secas, carne e frutos do mar. A missão da empresa é permitir que seus clientes melhorem os retornos financeiros, obtenham eficiências operacionais e garantam o fornecimento seguro de alimentos por meio de tecnologias inteligentes. Para isso, a TOMRA Food opera centros de excelência, escritórios regionais e locais de fabricação nos Estados Unidos, Europa, América do Sul, Ásia, África e Australásia.

A TOMRA Food é membro do Grupo TOMRA, fundado em 1972, que começou com o projeto, fabricação e venda de máquinas de venda reversa (RVMs) para coleta automatizada de embalagens de bebidas usadas. Hoje, a TOMRA fornece soluções lideradas por tecnologias que permitem a economia circular com sistemas avançados de coleta e classificação que otimizam a recuperação de recursos e minimizam o desperdício nas indústrias de alimentos, reciclagem e mineração.

A TOMRA tem cerca de 100.000 instalações em mais de 80 mercados em todo o mundo, com uma receita total de aproximadamente 9.3 bilhões de NOK em 2019. O Grupo emprega em torno de 4.500 pessoas globalmente e é listado publicamente na Bolsa de Valores de Oslo (OSE: TOM). Para mais informações sobre a TOMRA, acesse www.tomra.com

FONTE: Nuria Martí – nmarti@alarconyharris.com

Related posts

Wisium é grande aliada do bem-estar animal de suínos

Revista Attalea Agronegócios

Global Halal Business: Fórum mostra que mercado halal vai muito além da proteína animal

Revista Attalea Agronegócios

Governo identifica Norte de Minas como produtor do mel de aroeira

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário