Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Bovinos de Leite Política Agrícola

Pró-Genética e Pró-Fêmeas já têm calendário de eventos para 2019 em Minas Gerais

Feiras e leilões de touros e matrizes são oportunidade para aquisição de animais geneticamente superiores 

Os pecuaristas de Minas Gerais interessados na aquisição de animais para o melhoramento genético do rebanho bovino já podem consultar o calendário dos primeiros eventos do Pró-Genética e Pró-Fêmeas confirmados para 2019.  A lista com a feira de animais e leilões está disponível no site da EMATER-MG: www.emater.mg.gov.br . O primeiro evento será durante a FERAGRO, em Capelinha (MG), no dia 21 de março.

O Pró-Genética e o Pró-Fêmeas são coordenados pela Secretaria de Estado de Agricultura e executados pela EMATER-MG, EPAMIG e IMA,  com o apoio das associações de criadores, agentes financeiros, sindicatos, cooperativas e prefeituras. As feiras e leilões são uma oportunidade para que pecuaristas possam adquirir animais reprodutores ideais para o melhoramento da qualidade dos rebanho mineiro comercial. O Pró-Genética é voltado para facilitar a aquisição de touros PO (puro de origem). Já o Pró-Fêmeas foi criado para viabilizar a oferta de matrizes (vacas) geneticamente superiores.

Em cada município, o programa é realizado por meio da venda dos animais em eventos promovidos por um arranjo local entre as instituições parceiras. Produtores interessados em adquirir touros ou matrizes comparecem nestes eventos e negociam diretamente com os criadores/vendedores. Os animais ofertados contam com o registro genealógico definitivo, teste negativo de brucelose e tuberculose, além de outras obrigatoriedades do programa.

CADASTRO DE EVENTOS

A partir deste ano, as organizações interessadas em promover um evento do Pró-Genética e Pró-Fêmeas podem fazer a solicitação pelo site da EMATER-MG. Basta clicar no banner dos programas e, em seguida,  no link ‘Solicitar chancela’. “Antes era necessário enviar um ofício para obter a aprovação. Agora ficou mais simples, basta preencher o formulário eletrônico”, informa o coordenador estadual de Bovinocultura da EMATER-MG, José Alberto de Ávila Pires.

Em 2018, somente com o Pró-Genética,  foram realizados 86 eventos, entre feiras e leilões, em Minas Gerais.  Foram adquiridos 1503 touros,  movimentando R$ 11,8 milhões em vendas.

AVALIAÇÃO

No ano passado uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), por meio do Instituto de Políticas Públicas e Desenvolvimento Sustentável e da Fundação Arthur Bernardes, atestou a aprovação do programa Pró-Genética, que foi implantado em  2007. A avaliação foi solicitada à UFV pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Cerca de 96% dos entrevistados afirmaram que o programa contribui para a compra de animais de melhor qualidade. Os produtores também relataram a satisfação com a assistência técnica oferecida pela EMATER-MG, além da facilidade de acesso ao Pró-Genética.

O levantamento demonstrou ainda que o pecuarista que adquiriu um animal geneticamente melhorado por meio do programa teve um acréscimo de renda e melhoria das características produtivas do rebanho. A taxa de parição dos animais girou em torno de 83%, resultando em maior número de bezerros, que nasceram quase uma arroba mais pesados em relação aos nascimentos antes da aquisição dos touros PO para a melhoria do rebanho.

EVENTOS CONFIRMADOS EM 2019

21 de março
Feira Pró-Genética – FERAGRO em Capelinha (MG)

30 de março
Leilão Pró-Genética e Pró-Fêmeas – Dia de Campo Braúnas, em Funilândia (MG)

17 de maio
Feira Pró-Genética e Pró-Fêmeas – Capina Verde (MG)

9 de junho
Feira Pró-Genética e Pró-Fêmeas – EXPOAGRI em Itamarandiba (MG)

25 de junho
Feira Pró-Genética – Pimenta (MG)

FONTE: Marcelo Varella – Assessoria de Comunicação – EMATER-MG
marcelo.varella@emater.mg.gov.br

Powered by Rock Convert

Related posts

Competições de animais começam na Megaleite 2019

Entra em vigor novo sistema de Registro de Cultivares

Revista Attalea Agronegócios

Aprovada proposta que busca facilitar a emissão de títulos de crédito no setor agropecuário

Deixe um comentário