fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Cafés Especiais EVENTOS - DESTAQUES

Mulheres dominam o 18º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café – Origens do Brasil – Safra 2021

As produtoras Dayse Maria Monnerat Erthal, da Origem Região Serrana do Rio de Janeiro e Tatiele Dalfior Ferreira, do Noroeste do Espírito Santo, são as grandes vencedoras do 18º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café – Origens do Brasil – Safra 2021. Dayse, do Café Fazenda Goiabal, em Bom Jardim (RJ), atingiu a maior nota de Qualidade Global, 8,80, na categoria Arábica. E Tatiele, do Sítio Leôncio, em Governador Lindenberg (ES), recebeu a impressionantes 8,58 de Qualidade Global na categoria Canéfora.

Outro destaque foi o café de Sílvio Leite, da origem Planalto Baiano / Chapada Diamantina. Produzido na Fazenda Cerca de Pedra São Benedito, em Piatã (BA), o lote recebeu a nota de 8,76, na categoria Arábica. Já na categoria Canéfora, as sacas de Matas de Minas, de Ronaldo Pansini e de Matas de Rondônia, de Ediana Capich, atingiram as incríveis notas de 8,32 e 8,20, respectivamente.

O certame recebeu 62 amostras de 20 origens produtoras, sendo 14 na categoria Arábica e 6 na categoria Canéfora. Duas delas enviaram pela primeira vez: Vale do Juruá, no Acre e Cerrado Goiano.

Após serem recebidas, as amostras foram registradas, codificadas e apresentadas ao júri técnico para uma pré-seleção, onde foram classificadas quanto ao tipo, cor, aspecto, umidade, atividade de água, defeitos e à qualidade da bebida. Depois, foram separadas de acordo com as espécies e avaliadas em prova cega, seguindo a metodologia do Programa de Qualidade do café – PQC. Nesta fase, foram classificados os lotes que atingiram pontuação mínima admissível para o leilão, ou seja, 7.3 pontos na escala PQC e o resultado contribuiu com peso de 90% na nota final. Os outros 10% foram cumpridos com o quesito Sustentabilidade, que avaliou certificados emitidos por organizações reconhecidas nacional ou internacionalmente ou o questionário fornecido pela Comissão Organizadora.

Confira abaixo os produtores vencedores por Origem Produtora:

Leilão

Os microlotes vencedores serão ofertados num leilão on-line, a ser realizado no período de 26 a 28 de outubro de 2021NA PLATAFORMA CAFFEEX, com as respectivas informações da região, produtor, espécie, notas finais e características sensoriais do lote. 

ATENÇÃO:

Os interessados em participar do leilão PRECISAM REALIZAR UMA PRÉ-INSCRIÇÃO.

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA PRÉ-INSCRIÇÃO PARA PARTICIPAR DO LEILÃO!

A partir do dia 18 de outubro, enviaremos os dados para acesso à plataforma CAFFEEX aos interessados . Em caso de dúvidas, entre em contato com a Organização: concurso@abic.com.br.

A ABIC divulgará neste espaço, no dia 29 de outubro de 2021, os produtores vencedores que receberam o maior valor por saca, nas categorias Coffea arabica e Coffea canephora, e as empresas campeãs conforme os seguintes critérios:

Categoria Ouro arábica – Maior valor de aquisição por saca – Será considerado o maior valor pago por saca adquirida, de café da espécie Coffea arábica.

Categoria Ouro canéfora – Maior valor de aquisição por saca – Será considerado o maior valor pago por saca adquirida, de café da espécie Coffea canephora.

Categoria Diamante – Maior investimento em qualidade – será considerado o valor resultante do investimento total da empresa no leilão para aquisição de cafés de alta qualidade, calculado pelo produto do número de sacas adquiridas vezes o valor unitário oferecido.

A cerimônia de premiação será realizada em novembro de 2021, em data ainda a ser confirmada também neste espaço.

Related posts

Volume de negócios da Fenicafé supera os 150 milhões

Revista Attalea Agronegócios

22ª Feira de Irrigação em Café do Brasil reúne grandes empresas do setor em Araguari (MG)

Revista Attalea Agronegócios

Divinolândia (SP) vence a 17ª Edição Especial dos Melhores Cafés de São Paulo

Deixe um comentário