fbpx
Revista Attalea Agronegócios
EVENTOS - DESTAQUES

Insumos como sementes são destaque na AgroBrasília 2022

Insumos, em especial sementes, são destaque na AgroBrasília e representam cerca de 30% do seu faturamento total

A Feira reflete o potencial de produção de sementes do próprio Distrito Federal, principalmente sementes de soja – a exportação local chega atualmente a 40 mil toneladas. Estima-se que o mercado distrital de sementes da cultura movimente em torno de R$ 20 milhões por ano-safra. Nos anos de 2017 e 2018, mais de 30%, ou cerca de 27 mil hectares da área plantada total da região eram destinados ao segmento, de acordo com levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A AgroBrasília 2022 ocorre de 17 a 21 de maio, retomando o formato presencial, no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no PAD-DF (no Km 5 da BR 251, sentido Brasília-DF/Unaí-MG), das 8h30 às 18 horas. Haverá ainda atividades virtuais, que poderão ser acompanhadas pela plataforma https://digital.agrobrasilia.com.br/

Na Feira, são inúmeras as chances que os produtores têm de conhecer o potencial das cultivares, podendo escolher assim as sementes mais adequadas à sua região. No Parque, as empresas de genética vegetal demonstram seus produtos em plots, estruturas fundamentais para que o produtor entre em contato com a performance de diversas variedades de sementes.

Outra oportunidade que a Feira traz é a tradicional Competição de Cultivares de Soja, cujos resultados são divulgados sempre no primeiro dia da AgroBrasília (17 de maio). Por meio da competição, os agricultores podem ainda observar a qualidade de desenvolvimento da raiz e a variedade genética das sementes. “Esperamos para 2022 produtividades crescentes, que devem surpreender. E o produtor dessa macrorregião tem aguardado o resultado da competição para somente então escolher a melhor cultivar para a próxima safra”, afirma o presidente da AgroBrasília, Ronaldo Triacca.

O presidente da AgroBrasília acrescenta que todos os espaços destinados a insumos no Parque estão comercializados, mais um fato que mostra o peso do segmento nos resultados da Feira como um todo. “Além das empresas de sementes, temos as de defensivos, as de fertilizantes. Chegamos a abrir, para esta edição, uma nova rua para o setor, que vai comportar mais dessas empresas. A nossa expectativa é a de que a Feira em 2022 seja ainda maior e supere recordes.”

Engenheiro agrônomo da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF) e responsável pela avaliação das etapas do ensaio da Competição de Cultivares de Soja, Lafayette Machado registra que o DF, desde os anos 1980, se destaca como região sementeira, pela sua altitude e clima e estação seca bem definidos, que naturalmente contribuem para a qualidade da semente.

As empresas que se inscrevem na competição somente têm que trazer seus respectivos materiais para o plantio, que nesta edição foi feito nos dias 26 e 27 de outubro de 2021. Depois disso, a equipe da AgroBrasília assume todos os cuidados com as lavouras, sob condições isonômicas. São 17 hectares destinados à competição, sendo 1,2 mil m² para cada um dos materiais inscritos. Uma prévia das cultivares e dos resultados foi apresentada no Dia de Campo da Competição de Cultivares, que ocorreu em 4 de fevereiro.

Participam da Competição de Cultivares 2021/2022 14 empresas – Dois Marcos, FT Sementes, Nidera Sementes, Soytech Basf, Corteva, Araguaia, Advanta, Embrapa, Credenz Basf, Syngenta Nidera, Triunfo, Brevant, Bayer e NK Seeds Syngenta. O concurso tem patrocínio da Bayer, da Koppert e da Dimicron.

A AgroBrasília é uma realização da Coopa-DF, com o apoio da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (Seagri-DF), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) e da Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF).

FONTE: Dâmares Vaz

Related posts

Piccin lança novo distribuidor de adubo na Expodireto Cotrijal

GAtec leva tecnologia em gestão agroindustrial para a Fenasucro

Expointer: Agritech leva aos produtores do sul dois novos modelos de tratores para fruticultura

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário