fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Café Comércio Exterior NOTÍCIAS

Empreendedor de Rondônia realiza parceria com Coreia do Sul para exportação de café

CEO da empresa veio à Rondônia iniciar conversa com a Embrapa e o empresário. União fomentará a economia do estado e gerará empregos.

Dois acordos foram firmados com empresas sul coreanas para trazer tecnologia para Rondônia. Esta união aumentará os empregos na Região Central do estado, aumentando a economia com investimentos na irrigação de plantações e na fabricação de cosméticos feitos com produtos típicos da Amazônia.

A parceria foi firmada pelo empresário de Cacoal (RO), Lucas Borghi, que visitou a Coreia do Sul em novembro deste ano. Em 2018, o empresário volta ao país para participar de uma feira apresentando produtos de Rondônia, que podem ser exportados para o país.

De acordo com o CEO da Brazil Branch, Marcelo Lee, com as parcerias firmadas mais desenvolvimento será trazido para o estado. “Além de ajudar a desenvolver o estado e os municípios, também vamos favorecê-los economicamente, pois vão ter condições de exportar seus produtos. E também através do intercâmbio será possível que eles aprendam as metodologias e tecnologias coreanas, para que possam ser aplicadas no estado. Sabemos que a Amazônia tem um apelo muito forte e com certeza vai ser muito explorado lá na Coreia”, explica Lee.

Segundo o CEO, a parceria surgiu após uma visita do Governo de Rondônia ao país. “Iniciamos o processo depois da visita do vice governador de Rondônia e do superintende de desenvolvimento, e eles foram bem recebidos e as empresas abriram as portas da Coreia para Rondônia”, anuncia.

Em novembro foi a vez do empresário Borghi ir até o país e firmar acordos. “Nós realizamos essa viagem com intuito de fomentar o comércio do café de Rondônia em outros países, visitar alguns potenciais clientes para a exportação do café de Rondônia. Como a recepção foi muito boa, as coisas avançaram rápido e com esse avanço, nós conseguimos fechar dois acordos para implantação de duas indústrias coreanas aqui”, disse Borghi.

Segundo o empresário, o investimento inicial para executar o projeto será de US$ 5 milhões (dólares), ou seja, mais de R$ 18 milhões de reais. “Uma das empresas tem relação com um equipamento de irrigação que reduz o tamanho da molécula e a planta consegue absorver melhor essa água. A água também é condutor de nutrientes e quando a planta absorve mais nutrientes, o impacto fica na produção e a qualidade do produto. Toda essa melhoria é da Coreia”, conta Borghi.

Para a certificação da empresa no estado, uma parceira está sendo feita com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária em Rondônia (Embrapa). “Nós estamos em conversa com a Embrapa para iniciar a certificação e os testes no Brasil, para saber como será a atuação do equipamento em Rondônia. Temos que ajustar isso para a nossa cidade. É um projeto a curto prazo com seis meses à certificação, seis meses de estratégia comercial e no segundo ano a execução”, informa Borghi.

O segundo acordo firmado foi com uma empresa de cosméticos e a matéria-prima será de responsabilidade da Saboaria de Rondônia. “Como estamos trazendo a empresa e os equipamentos de cosméticos, firmamos uma parceria com as meninas da Saboaria. Eu vi a mostra do produto e é uma oportunidade muito grande para fazermos esse produto. Como elas hoje já originam nosso produto, fica perfeita a nossa parceria pois elas entram com abastecimento da matéria-prima da Amazônia”, disse Borgui.

Em fevereiro de 2018, uma exposição de produtos de Rondônia será realizada na Coreia do Sul.

Related posts

Roberto Vélez Vallejo: “Colômbia vai retirar seu café da Bolsa de Nova York”

Mais de 4 milhões para o melhoramento genético do café foram aprovados pelo Conselho de Desenvolvimento em Rondônia

Nota de Falecimento: Américo Sato, ex-presidente da ABIC e fundador do Café do Ponto

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário