fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Café EVENTOS - DESTAQUES

2ª ALTA CAFÉ: o Evento da Cafeicultura supera as expectativas de público e negócios gerados

Organizada pela AEAGRO e realizada pelo Sindicato Rural de Franca, feira recepcionou 9.700 visitantes de 182 municípios brasileiros e reuniu 87 empresas com mais de 165 marcas voltadas à cafeicultura.

CARLOS ARANTES CORRÊA
Diretor da Revista Attalea Agronegócios

www.revistadeagronegocios.com.br

Entre os dias 22 e 25 de março de 2022 no Clube de Campo de Franca, município de Restinga (SP), aconteceu a 2ª ALTA CAFÉ – Feira de Negócios e Tecnologia da Alta Mogiana, o Evento da Cafeicultura Brasileira. Organizado pela AEAGRO – Associação dos Empreendedores do Agronegócio de Franca e Região e realizado pelo Sindicato Rural de Franca, a feira superou todas as expectativas, alcançando o montante de R$ 173 milhões de negócios gerados. O público superou os 9.700 visitantes, representando 182 municípios de 9 estados brasileiros (São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul). A feira contou, ainda, com visitantes da China, Japão e Portugal.

Com área coberta superior a 6.900 metros quadrados (superior 206% à edição anterior), a 2ª ALTA CAFÉ contabilizou a participação de 87 expositores de mais de 165 marcas comerciais voltadas à cafeicultura. A visitação foi tão expressiva que mesmo com a Comissão Organizadora ampliando a área de estacionamentos em mais de 330%, foi insuficiente em determinados momentos da feira.

Um grupo de três representantes chineses do grupo XCMG, um dos maiores fabricantes de maquinário pesado da China, visitou a 2ª ALTA CAFÉ no dia 22 de março. Com uma linha de produção no Brasil localizada em Pouso Alegre (MG), a fabricante chinesa é parceira comercial da Robusta Tratores há seis anos. A visita teve como objetivo estreitar a relação e ao mesmo tempo apresentar a carregadeira LW300KV.

Com Sami El Jurdi, diretor da Robusta Tratores, a Comitiva de representantes chineses da empresa XCMG em visita à 2ª ALTA CAFÉ. (Créditos: Wilker Maia)

PRÓXIMA EDIÇÃO
Em reunião de avaliação realizada no dia 06 de abril, a Diretoria da AEAGRO definiu que a 3ª ALTA CAFÉ será rea-lizada entre os dias 21 a 23 de março de 2023, sendo que a abertura oficial acontecerá no dia 20, às 15 horas.

Os diretores da AEAGRO = Guilherme Pessoa (TRACAN – CASE IH), Antonio Silva (A.ALVES – NEW HOLLAND), José Augusto Freixes (vice-presidente da AEAGRO), Bruna Trugilio (COLORADO – JOHN DEERE), José Henrique Mendonça (presidente da AEAGRO e presidente do Sindicato Rural), Danilo Vaz Pereira Lima (AGROPL – LANDINI), Sami El Jurdi (SAMI MÁQUINAS – AGRITECH e ROBUSTA TRATORES – YANMAR-SOLIS), Fernando Machado (OIMASA – MASSEY FERGUSON) e Francinaldo Alves (OLIMÁQUINAS – LS TRACTOR) – Créditos: Wilker Maia

QUEM SÃO OS ORGANIZADORES DA FEIRA ALTA CAFÉ

Com a proposta de criar um ambiente diferenciado de negócios voltado aos cafeicultores da Região da Alta Mogiana, o Sindicato Rural de Franca e nove re-presentantes de concessionárias de máquinas agrícolas sediadas em Franca (SP) se reuniram no segundo semestre de 2019 e criaram a AEAGRO – Associação dos Empreendedores do Agronegócio de Franca e Região, entidade que passaria a gerenciar a realização da ALTA CAFÉ – Feira de Negócios e Tecnologia da Alta Mogiana, assim como outros eventos relacionados ao agronegócio da Região da Alta Mogiana.

Com a saída da concessionária Valtra (Grupo Vamos) em 2021, em decorrência da mesma ter sido incorporada pela Coopercitrus, a AEAGRO passou a reunir o Sindicato Rural de Franca e oito concessionárias de tratores e colhedoras de café sediadas na cidade de Franca (SP):-

A.Alves Indústria e Comércio – New Holland (Av. Wilson Sábio de Mello, 1270, São Joaquim – www.aalves.com.br/portal);
Agro PL Comércio de Máquinas Agrícolas – Landini Tratores (Av. Wilson Sábio de Mello, 1880, São Joaquim – www.agropl.com.br);
Colorado Máquinas – John Deere (Av. Wilson Sábio de Mello, 2261, Residencial Oswaldo Maciel – www.coloradomaquinas.com.br);
Oimasa – Orlândia Implementos e Máquinas Agrícolas – Massey Ferguson (Av. Wilson Sábio de Mello, 1430, São Joaquim – www.oimasa.com.br);
Olimáquinas – LS Tractor (Av. Wilson Sábio de Melo, 2120, Distrito Industrial Antonio Della Torre – www.olimaquinastratores.com.br);
Robusta Tratores – Yanmar-Solis (Av. Wilson Sábio de Mello, 2160, Distrito Industrial Antonio Della Torre – www.robustatratores.com.br);
Sami Máquinas e Implementos Agrícolas – Agritech-Lavrale (Av. Wilson Sábio de Mello, 2141 – Distrito Industrial Antonio Della Torre – www.samimaquinas.com.br); e
Tracan Máquinas e Sistemas para Agricultura – Case IH (Rua Geraldo Garcia do Nascimento, 2631, Distrito Industrial Antonio Della Torre – www.tracan.com.br);
• e o Sindicato Rural de Franca (Av. Wilson Sábio de Mello, 1490 – São Joaquim, Franca/SP – www.srfranca.com.br)

ESTRUTURA E LOCAL

Para a 2ª ALTA CAFÉ, a Comissão Organizadora planejou a ampliação da área, definindo o Clube de Campo de Franca, instalado no município de Restinga (SP), como local da feira pelos próximos anos. Mesmo com área muito maior, inclusive de estacionamentos, a expectativa e a repercussão final da feira demonstraram que a feira foi um sucesso.

A Comissão Organizadora da 2ª ALTA CAFÉ contou com a equipe da Revista Attalea Agronegócios como coordenação geral. A Montadora Oficial foi a Metalic Montagens. O Plano de Mídia, incluindo a publicidade e a identidade visual da feira ficou sob a responsabilidade da Agência Ideia Fixa, com o apoio da Leon Produtora e da Interarts Comunicação Visual. O Departamento de Comunicação e o gerenciamento da Radio Feira ficaram a cargo da equipe da Casa da Comunicação Franca. Destaque importante também para os profissionais das equipes operacionais de máquinas e implementos, de internet, limpeza e higienização, credenciamento, segurança, engenharia e bombeiros civis.

COMISSÃO ORGANIZADORA DA 2ª ALTA CAFÉ = Carlos Arantes Corrêa e Adriana Dias (REVISTA ATTALEA AGRONEGÓCIOS), Ana Luiza (CASA DA COMUNICAÇÃO FRANCA), Vanessa Costa, Luciana Canavez, Thais Panicio e Pâmela Silverio (SINDICATO RURAL DE FRANCA), Luciana Nunes (AGÊNCIA IDEIA FIXA), Fernanda Buffoni (RÁDIO FEIRA), Andreia Bertelli (PALESTRAS), Marco Felippe (CASA DA COMUNICAÇÃO FRANCA), José Augusto Freixes (vice-presidente AEAGRO), José Henrique Mendonça (presidente AEAGRO) e o filho Vinícius e Wemerson Rodrigues (LOGÍSTICA). (Créditos: Wilker Maia)

AVALIAÇÃO DOS ORGANIZADORES

Para José Henrique Mendonça, presidente da AEAGRO e também do Sindicato Rural de Franca, “o sucesso da 2ª ALTA CAFÉ só confirmou o que todos nós da diretoria da AEAGRO – Associação dos Empreendedores do Agronegócio de Franca e Região planejamos desde a 1ª edição. A Região da Alta Mogiana é uma região extremamente importante para o Agronegócio Café e merecia um evento do porte e importância do que é a ALTA CAFÉ. O objetivo sempre foi o de criar um ambiente diferenciado de negócios voltado especificamente aos cafeicultores da nossa região. E considero que conseguimos mais uma vez. Foi extremamente positivo o balanço final das vendas, tanto de tratores e colhedoras de café na feira. A participação das revendas agropecuárias também foi extremamente positiva. Muitos negócios foram gerados e todas já confirmaram presença na próxima edição. Mas ressalto que os resultados positivos alcançados na 2ª ALTA CAFÉ só foi possível graças ao comprometimento, esforço e entrega de todos os envolvidos, desde a diretoria até os profissionais contratados
na Organização da feira”, afirmou José Henrique Mendonça.

José Henrique Mendonça, presidente da AEAGRO e presidente do Sindicato Rural de Franca. (Créditos: Wilker Maia)

Para Antônio Salvador Silva, gerente comercial da A.Alves, concessionária New Holland, a participação da empresa na 2ª ALTA CAFÉ foi muito importante. “Conseguimos mostrar nossas máquinas e equipamentos a uma enorme quantidade de clientes que lá esteve presente. Ficamos muito fe-lizes com a visita de cafeicultores de Franca e região. Rea-lizamos bons negócios durante a feira e prospectamos em torno de R$ 1,7 milhão em negócios subsequentes à feira. Estamos muito otimistas para a 3ª ALTA CAFÉ. Acreditamos que nos próximos anos, esta feira vai crescer e muito. E a A.Alves estará sempre presente, participando e apoiando a realização da feira”, explicou Toninho.

Antônio Silva, gerente comercial da A.Alves, concessionária New Holland. (Créditos: Wilker Maia)

Danilo Vaz Pereira Lima, diretor da AgroPL e representante Tratores Landini e Colhedora Matão na Região da Alta Mogiana, os resultados da 2ª ALTA CAFÉ foi uma surpresa. “Eu, particularmente, não esperava que a feira seria tão positiva. Me surpreendeu. Não tínhamos uma linha de crédito tão atrativa. O produtor está acostumado com juros na casa dos 7% ao ano e tivemos juros acima dos 12% o que é extremamente inviável ao produtor. Além disto, as empresas precisam avaliar como repassar os constantes aumentos de preços dos últimos anos no aço e no plástico, o que acaba incidindo diretamente no preço final das máquinas e equipamentos agrícolas. Mesmo assim, a feira me surpreendeu com relação à quantidade de negócios. O produtor que realmente necessitava de equipamentos para a sua colheita, veio e comprou. A participação da Caixa Econômica Federal foi importante, com taxas diferenciadas. Ressalto, também o perfil dos visitantes: público focado na cafeicultura, conversas focadas em negócios, mercado, entrega. Estou muito safisfeito por ter participado na 2ª ALTA CAFÉ. Recebemos muito elogios de cafeicultores, dizendo que a feira estava muito objetiva, focada na cafeicultura”, disse Danilo.

Danilo Vaz Pereira Lima, diretor da AgroPL, representante Landini. (Créditos: Wilker Maia)

Para Guilherme Pessoa, Instrutor Técnico e Marketing da Tracan, concessionária Case IH, a participação na feira foi muito boa. “Destacamos, dentre os vários pontos positivos que a feira alcançou, a prospecção de negócios para os meses subsequentes à safra deste ano. Em virtude dos problemas pela seca, geadas e preços altos dos insumos, considero que isto tenha dificultado um pouco os negócios. Mas estamos felizes com a comercialização de uma colhedora de café e pelos vários pedidos protocolados para os próximos meses”, explicou Guilherme.

Guilhermy Pessoa (TRACAN – CASE IH). (Créditos: Wilker Maia)
Equipe TRACAN – CASE IH = Luiz Fernando Ferreira (Cons. de Vendas), Ricardo Cabral (Cons. de Vendas), Fernando Amaral (Depto Peças), Nilson Coelho (Consultor de Vendas), Guilhermy Pessoa (Coord. Comercial) e Vinícius Lino (Cons Vendas – Polaris). (Créditos: Wilker Maia)
Equipe OLIMÁQUINAS – LS TRACTOR = Robson Gonçalves Campos, Jessica Ananda Bernardes, Francinaldo Alves Batista e Giovaine Patrick de Oliveira. (Créditos: Wilker Maia)
Sami El Jurdi, diretor da Robusta Tratores, concessionária Yanmar-Solis. (Créditos: Wilker Maia)
Equipe COLORADO – JOHN DEERE = Mateus Radi (Cons. Estratégico de Negócios), Wilton Fernandes (Gerente Comercial), Vanier Afonso Jr. (Coord. Suporte ao Produto), Clarice Marques (Coord. Consórcio), Bruna Trugílio (Analista de Marketing), Kellen Oliveira (Analista de Marketing), Tasso Toledo (Especialista Agricultura de Precisão) e Anelize Terroni Teixeira (Coordenadora de Serviços). (Créditos: Wilker Maia)
Sami El Jurdi, diretor da Sami Máquinas, concessionária Agritech. (Créditos: Wilker Maia)
Equipe OIMASA – MASSEY FERGUSON = F. Noleto, Daniel Lopes (VN Máquinas), Fabiano Gonçalves (Cons. Nacional Massey Ferguson), Fernando Machado, Felipe Lemos, Walter Amaral e Rodrigo Neves. (Créditos: Wilker Maia)

LANÇAMENTOS NA FEIRA

Os mais de 9 mil visitantes na 2ª ALTA CAFÉ tiveram a oportunidade de conhecer de perto, tirar dúvidas e negociar máquinas, implementos, equipamentos, peças e serviços, além de insumos diversos para cafeicultura nas principais empresas do setor cafeeiro do Brasil, como fabricantes e revendedores de Tratores e Colheitadeiras; Adubadeiras, Roçadeiras, Trituradoras, Podadoras e Arruadoras; Carretas, Guinchos e Pás-Carregadeiras; Recolhedoras, Abanadoras, Sopradoras e Classificadores; Descascadores, Despolpadores, Lavadores, Secadores; Sistemas de Irrigação, Motores e Bombas; Tecnologias para Agricultura de Precisão; Agroquímicos e Agrobiológicos; e também Tecnologia em Energia Solar.

Um dos grandes diferenciais da ALTA CAFÉ nesta segunda edição, além de ser o palco para máquinas e implementos direcionados exclusivamente para a cafeicultura, também foi referência no lançamento de vários itens.

Trator Yanmar YM 347A, lançamento no estande da Robusta Tratores. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)

No estande da Robusta Tratores, o diretor Sami El Jurdi preparou dois lançamentos na 2ª ALTA CAFÉ.
Primeiro, o Trator Yanmar YM 347A, um trator puro sangue Yanmar, com design moderno, muito conforto, ergonomia, segurança e eficiência. Possui motor Yanmar modelo 4TNV88, que oferece o máximo de potência aliado a um baixo custo operacional e baixo consumo de combustível. Sistema de injeção direta aliada a bomba injetora modelo MP que oferece o máximo de eficiência e rendimento no motor. Transmissão fabricada pela própria Yanmar, conjunto eficiente e de projeto inteligente que oferece, dentre outras vantagens, a transmissão principal totalmente sincronizada. Alavanca do reversor localizada próximo ao volante de direção que permite a reversão de movimento sem gerar ruído de engrenagens e de forma muito suave. As duas rodas são ligadas ao cilindro de direção. Apresenta o maior ângulo de esterçamento (55º), o que proporciona o menor raio de giro. Fabricado pela Yanmar o eixo dianteiro possui grande vão livre (1.420mm comprimento e 334mm de altura) que permite ao operador trabalhar em solos irregulares, não mecanizados e principalmente em terrenos alagados. O sistema de levantamento hidráulico é fabricado pela Yanmar, possui sistema de engate de três pontos categoria I, alavanca de posição e ondulação e capacidade de levantamento de 1.250kg a 610mm do olhal. O sistema de barra de tração oscilante oferece carga máxima de tração de 2500 Kg e peso máximo vertical de 500 Kg no engate.

A colhedora de café tracionada Pinhalense P1000 TR SMART, no estande da Robusta Tratores. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)

O segundo lançamento no estande da Robusta Tratores foi o da P1000 TR SMART, Colhedora de Café Tracionada Pinhalense, tem em seus diferenciais, a suspensão de até 1 metro em relação ao solo, permitindo a colheita em terrenos inclinados, principalmente em terraços. Com recolhedor mais baixo, permite maior área útil de colheita (maior quantidade de varetas), trabalhando com maior eficiência em lavouras mais novas e reduzindo as perdas de chão em lavouras adultas. O novo sistema de abanação e limpeza, traz cafés mais limpos livres de folhas e galhos. A nova P1000 TR SMART, é versátil, conta com duas opções de descarga de série, bica e reservatório basculante, com capacidade para 1.200 L.

No estande da MGC Tecnologia, o destaque foi o Coffee Pilot, um sistema de piloto automático inovador, que promove um melhor alinhamento da colhedora quando em deslocamento sobre o cafeeiro, evitando assim o esmagamento de plantas. Além disto, aumenta a eficiência da colheita de café ao contribuir com duas operações na colheita. Primeiro, a redução da perda de frutos do café que já derriçados não são totalmente colhidos pelo sistema recolhedor e acabam ficando sobre o chão. Essa perda é prejuízo ao produtor, que precisa de outra operação mecanizada para recolher os frutos que ficam no chão, o que provoca depreciação no valor de mercado. Segundo, a redução do dano mecânico causado ao pé de café (tronco e ramos) em função da colheita mecanizada.

Lançamento da vareta “Colhe-Tudo”, no estande do Shopping do Agricultor (Créditos: Wilker Maia)

Sediado em Franca (SP), o Shopping do Agricultor também protagonizou dois lançamentos: a vareta “Colhe-Tudo” (acessório com design totalmente diferenciado de qualquer outro modelo de vareta, altamente resistentes, com grande performance no derriçamento do café, sem agredir os grãos e nem os ramos e caule do cafeeiro, compatíveis com quaisquer modelos de colhedoras de café) e a Colhedora de Grãos MASTER (equipamento desenvolvido pela Werner, ideal para quem trabalha com o consórcio soja-café ou outros grãos, com capacidade diária de até 900 sacas e até 3,6m de largura de plataforma).

Colhedora de Grãos MASTER, no estande do Shopping do Agricultor. (Créditos: Wilker Maia)
Colhedora de Grãos MASTER, no estande do Shopping do Agricultor. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)

Já no estande da Coopercitrus, destaque para dois lançamentos tecnológicos. O Geofert (serviço de amostragem de solo georreferenciada que identifica as características e a variabilidade de solo em cada região da propriedade, promovendo uma correção mais eficiente, melhorando a gestão de insumos e aumentando o potencial produtivo por área) e o Spray Drone (pulverização localizada por meio de drone, que aplica os defensivos agrícolas no local exato das infestações de plantas daninhas, utilizando dados de mapeamento georreferenciado, tecnologia esta que diminui o banco de sementes e a recorrência das infestações, com rapidez e o melhor custo-benefício).

Murilo Leal (Gerente Geral Agência Agro Franca do Banco do Brasil) e José Henrique Mendonça (AEAGRO). (Créditos: Wilker Maia)

E, no estande do Banco do Brasil, por meio da Agência Agro de Franca (SP), promoveu o lançamento do Pré-Custeio para a Cafeicultura na safra 2022/2023. No pré-custeio, o produtor pode usar o crédito para adquirir antecipadamente insumos, tratos da lavoura, mudas e sementes. Com a compra antecipada, o produtor rural consegue melhores condições de preço e mercado.

CAFÉS ESPECIAIS

Os visitantes da 2ª ALTA CAFÉ tiveram ainda a oportunidade de conhecer, experimentar e adquirir os melhores Cafés Especiais da Região da Alta Mogiana.

A feira contou ainda com a participação do Café Ananias, La Finca Brazil e 13 marcas comerciais de Cafés Especiais (Café Aleluia, Fazenda Bela Época, Due Amici, Borda da Mata, Koa Cafés, Flor da Mogiana, Grão Arábica, Café Moreno, Fazenda Pouso Alto, Seis de Janeiro, Café Terra Molhada, Olinto Café e Café Terra Preta), organizadas no estande do Núcleo de Cafés Especiais da ACIF – Associação Comercial e Industrial de Franca, bem como com o estande da AMSC – Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Região da Alta Mogiana.

Estande da La Finca Brazil. (Créditos: Wilker Maia)
Empresários cafeicultores no estande do Núcleo de Cafés Especiais da ACIF – Associação Comercial e Industrial de Franca. (Créditos: Wilker Maia)

INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS

A participação das instituições financeiras na 2ª ALTA CAFÉ (Banco do Brasil, Caixa, Bradesco, Sicredi, Sicoob Credicitrus, Sicoob Credimogiana, Sicoob Cred-ACIF e Sicoob Credicocapec) foi extremamente positiva, mesmo num cenário de taxas de juros altas e algumas incertezas do cafeicultor quanto ao clima e a forte alta dos preços dos insumos básicos para a produção cafeeira.

O estande do Sicoob Credicocapec também foi destaque com a participação da dupla Rio Negro & Solimões, em comemoração aos 30 anos da instituição.

Estande do Sicoob Cred-ACIF, patrocinador ouro da 2ª ALTA CAFÉ (Créditos: Wilker Maia)
Estande do Sicoob CrediMogiana. (Créditos: Wilker Maia)
Estande do SICREDI. (Créditos: Wilker Maia)
Visita da dupla Rio Negro & Solimões, garotos propaganda da Campanha 30 anos do Sicoob Credicocapec. (Créditos: Wilker Maia)

REVENDAS AGROPECUÁRIAS

Merece destaque, também, a participação das principais revendas agropecuárias da Região da Alta Mogiana. Dedeagro (Patrocinador Master da 2ª ALTA CAFÉ), Agro Alta, Casa das Sementes e Grão de Ouro Agrogalaxy ge-raram muitos negócios e promoveram na feira as várias marcas do agronegócio café.

Estande da DEDEAGRO, Patrocinador Master da 2ª ALTA CAFÉ e uma das principais revendas agropecuárias da Região da Alta Mogiana. (Créditos: Wilker Maia)
Comemorando 30 anos de excelentes serviços prestados na Região da Alta Mogiana, a equipe da Casa das Sementes realizou muitos negócios na feira. (Créditos: Wilker Maia)
Estande da Agro Alta, um dos mais visitados durante todos os dias da 2ª ALTA CAFÉ. (Créditos: Wilker Maia)

ENERGIA SOLAR

Um dos setores que mais cresce nos últimos cinco anos em todo o Brasil é o de energia solar. E na 2ª ALTA CAFÉ não poderia ser diferente. Destaque para a Quântica Energia Fotovoltaica . Com um estande primorosamente arquitetado, a diretoria da empresa realizou uma palestra extremamente importante, abordando o tema “Os Impactos da Lei nº 14.300 para os proprietários de Usinas Fotovoltaicas (Marco Legal da Energia Solar)”, com a ilustre participação da jornalista Lucieli Dorneles.

Várias outras empresas também participaram da 2ª ALTA CAFÉ como expositoras, realizando bons negócios: Lux Sol Energia Solar, Vinimaq, Clube Solar e Ontech Tecnologia.

Estande da Quântica Energia Fotovoltaica. (Créditos: Wilker Maia)
Fábio Alcântara, diretor comercial da Quântica, juntamente com Lucieli Dorneles, divulgando a sua palestra na Rádio Feira, com a jornalista Fernanda Bufoni (Créditos: Wilker Maia)
Equipe LuxSol Energia Solar. (Créditos: Wilker Maia)

PALESTRAS TÉCNICAS

Com relação às palestras técnicas durante a 2ª ALTA CAFÉ, destaque para a palestra do Engº Agrº Eberton Carvalho (com o apoio do Shopping do Agricultor), que abordou o tema “Integração Soja-Café” e a palestra do Engº Agrº Godofredo César Vitti (com o apoio da Green Has Brasil &Techfértil), que abordou o tema “Nutrição de Alta Tecnologia no Cafeeiro”.

Palestra do Engº Agrº Eberton Carvalho (“Integração Soja-Café), com o apoio do Shopping do Agricultor. (Créditos: Wilker Maia)
Palestra do Engº Agrº Godofredo César Vitti (“Nutrição de Alta Tecnologia no Cafeeiro), com o apoio da Green Has Brasil & TechFértil. (Créditos: Wilker Maia)

UM RÁPIDO PANORAMA DE COMO FOI A FEIRA
(Créditos: Wilker Maia e Revista Attalea Agronegócios)

MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA A CAFEICULTURA BRASILEIRA
(Créditos: Wilker Maia e Revista Attalea Agronegócios)

Estande da SWZ Máquinas. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da MIAC Colombo. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da Minami Máquinas Agrícolas.(Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da Agron/SEON.(Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da Luma Implementos Agrícolas. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da Santa Izabel. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da Pinhalense. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da Coopercitrus, com destaque para os tratores Valtra e as máquinas pesadas JCB. (Créditos: Wilker Maia)
Estande da Redivo. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da K3 Industrial. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da Vicon. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Colhedora de Café Jacto no estande da Sami Máquinas. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Estande da Jacto Máquinas Agrícolas.(Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Colhedora de cafe Oxbo, no estande da Colorado John Deere. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)
Colhedora Matão, no estande da AgroPL. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)

Related posts

Você já conhece a Recolhedora Terrena?

Yara apresenta soluções nutricionais e digitais para cana-de-açúcar, soja, citros e café na Agrishow 2019

Instituto Agronômico e Instituto Biológico alertam sobre alta incidência da Ferrugem no Café

Deixe um comentário