Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Bovinos de Corte Bovinos de Leite NOTÍCIAS Política Agrícola

Vacinação de bovídeos contra a febre aftosa encerra neste sábado, 30/11, em São Paulo

O criador tem até este sábado, dia 30 de novembro, para vacinar os bovídeos (bovinos e bubalinos) com idade de zero a 24 meses contra a febre aftosa no estado de São Paulo.

Até a manhã desta sexta-feira, 29/11 foi informada ao Sistema de Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave) a vacinação de 76,04% dos animais nesta fase etária. O total de bovídeos que devem receber a vacinação é de 4,3 milhões de cabeças. O Gedave é o sistema informatizado da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, que é gerenciado pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária.

Estão cadastradas no sistema, 105 mil propriedades com registro de bovídeos aptos a serem vacinados. Deste total 71 mil propriedades já declararam a vacinação em seus animais.

A declaração deve ser feita até o dia 7 de dezembro. Deve ser declarado todo o rebanho bovídeo e não somente os que foram vacinados. É preciso declarar todos os animais de outras espécies existentes na propriedade, tais como equídeos (equinos, asininos e muares), suídeos (suínos, javalis e javaporcos), ovinos, caprinos e aves (granjas de aves domésticas, criatórios de avestruzes).

A vacinação é obrigatória. Deixar de vacinar e de comunicar a vacinação sujeita o criador a multas de 5 Ufesps (132,65 reais) por cabeça por deixar de vacinar, e 3 Ufesps (79,59 reais) por cabeça por deixar de comunicar. O valor de cada Ufesp – Unidade Fiscal do Estado de São Paulo é 26,53 reais.

Dados Gedave de 29/11/2019

Na relação abaixo, o percentual de bovídeos com idade de zero a 24 meses aptos a serem vacinados; o total de bovídeos vacinados e declarado no sistema; e o percentual de vacinados em cada regional de Defesa Agropecuária.

EDA de Andradina – 192.637 – 140.808 – 73,095 %
EDA de Araçatuba – 148.681 – 113.874 – 76,589 %
EDA de Araraquara – 49.828 – 36.716 – 73,685 %
EDA de Assis – 94.796 – 70.413 – 74,278 %
EDA de Avaré – 93.358 – 74.805 – 80,127 %
EDA de Barretos – 82.913 – 51.939 – 62,643 %
EDA de Bauru – 162.506 – 116.966 – 71,976 %
EDA de Botucatu – 114.352 – 82.855 – 72,456 %
EDA de Bragança Paulista – 83.261 – 59.666 – 71,661 %
EDA de Campinas – 42.679 – 26.293 – 61,606 %
EDA de Catanduva – 46.828 – 38.649 – 82,534 %
EDA de Dracena – 142.096 – 105.097 – 73,962 %
EDA de Fernandópolis – 108.596 – 82.470 – 75,942 %
EDA de Franca – 74.783 – 54.643 – 73,069 %
EDA de General Salgado – 207.479 – 163.719 – 78,909 %
EDA de Guaratinguetá – 128.583 – 103.433 – 80,441 %
EDA de Itapetininga – 120.047 – 95.261 – 79,353 %
EDA de Itapeva – 77.692 – 51.369 – 66,119 %
EDA de Jaboticabal – 32.748 – 24.684 – 75,376 %
EDA de Jales – 169.722 – 137.034 – 80,740 %
EDA de Jaú – 51.612 – 40.719 – 78,894 %
EDA de Limeira – 43.674 – 31.310 – 71,690 %
EDA de Lins – 152.707 – 125.711 – 82,322 %
EDA de Marília – 168.569 – 135.668 – 80,482 %
EDA de Mogi das Cruzes – 8.678 – 5.074 – 58,470 %
EDA de Mogi-Mirim – 35.852 – 26.981 – 75,257 %
EDA de Orlândia – 45.427 – 31.562 – 69,479 %
EDA de Ourinhos – 111.356 – 90.479 – 81,252 %
EDA de Pindamonhangaba – 123.465 – 90.837 – 73,573 %
EDA de Piracicaba – 66.645 – 47.630 – 71,468 %
EDA de Presidente Prudente – 306.112 – 230.726 – 75,373 %
EDA de Presidente Venceslau – 340.373 – 273.908 – 80,473 %
EDA de Registro – 41.083 – 26.022 – 63,340 %
EDA de Ribeirão Preto – 52.007 – 37.618 – 72,333 %
EDA de São João da Boa Vista – 129.929 – 108.535 – 83,534 %
EDA de São José do Rio Preto – 178.288 – 136.299 – 76,449 %
EDA de São Paulo – 2.219 — 563 – 25,372 %
EDA de Sorocaba – 57.977 – 39.940 – 68,889 %
EDA de Tupã – 133.798 – 95.005 – 71,006 %
EDA de Votuporanga – 129.654 – 104.981 – 80,970 %

TOTAL – 4.353.010 – 3.310.262 – 76,045 %

Powered by Rock Convert

Related posts

LeiteShow 2018 – a maior exposição de gado leiteiro do Estado de São Paulo

Revista Attalea Agronegócios

INTERCORTE SP 2018: Evento terá programação para startups voltadas à pecuária.

Começa na próxima segunda-feira missão dos EUA para inspecionar frigoríficos brasileiros

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário