Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Bancos e Crédito Rural

Sicredi disponibiliza R$ 20,1 bilhões para o Plano Safra 2019/2020

Para os estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro serão ofertados mais de R$ 6 bilhões, volume 23% maior que no último ano.

Seguindo seu objetivo de fomentar cada vez mais o agronegócio, o Sicredi vai viabilizar mais de R$ 20,1 bilhões em crédito rural no Plano Safra 2019/2020, projetando atingir mais de 220 mil operações – o valor representa um crescimento de 21% nos recursos concedidos no ano-safra anterior (R$ 16,6 bilhões até maio último).

Do montante para este novo ciclo, a expectativa da instituição financeira cooperativa é disponibilizar R$ 17,5 bilhões em operações de custeio, comercialização e investimento, além de R$ 2,6 bilhões com recursos direcionados, oriundos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) e do FCO (Fundo Constitucional do Centro Oeste).

“O crédito rural é fundamental para a sustentabilidade do agro. Ao optar pelo Sicredi, o associado obtém o financiamento necessário para o seu empreendimento rural e contribui com a sua cooperativa, beneficiando-se ainda com a possibilidade de retorno de resultados e impulsionando o desenvolvimento socioeconômico da comunidade local”, ressalta Gustavo Freitas, diretor executivo de Crédito do Banco Cooperativo Sicredi.

Para os produtores rurais associados do Sicredi nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro será disponibilizado R$ 6,2 bilhões. Este valor é 23% superior ao disponibilizado na Safra 2018/2019 na região. A instituição projeta atingir mais de 100 mil operações, entre custeio, comercialização e investimento nos três estados, que contemplam aproximadamente 400 mil associados que atuam no agronegócio.

Desse total, R$ 5,1 bilhões são voltados ao custeio e R$ 1,1 bilhão para investimentos. Para os pequenos e médios produtores rurais, a instituição disponibilizará R$ 1,1 bilhão nos três estados por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e R$ 1,5 bilhão pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp).

Para o gerente de Desenvolvimento de Crédito da Central Sicredi PR/SP/RJ, Gilson Farias, os números refletem a parceria da instituição com o agricultor. “Trabalhamos próximos aos nossos associados disponibilizando crédito de forma consciente. Nossas cooperativas oferecem a consultoria necessária para que o produtor encontre a melhor opção para o desenvolvimento de sua propriedade”, destaca.

Tradicionalmente, o Sicredi possui forte atuação no agronegócio brasileiro, estando entre os principais financiadores da atividade. “Nosso trabalho reforça a relevância do setor, que responde por cerca de 25% do PIB e está nas raízes de nossa fundação, em 1902”, enfatiza Freitas. No Plano Safra 2019/2020, os pequenos e médios produtores rurais continuam sendo os principais perfis atendidos pela instituição – no ciclo anterior, 80% das operações realizadas foram direcionados a estes públicos.

Gilson-Farias, gerente de Desenvolvimento de Crédito da Central Sicredi PR/SP/RJ. (Créditos: Adalberto Rodrigues)

Por meio de desembolsos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com recursos do BNDES, o Sicredi tem apoiado fortemente a agricultura familiar. Para se ter uma ideia, entre janeiro e dezembro de 2018, a instituição realizou aproximadamente 20 mil operações de investimento, totalizando mais de R$ 1,2 bilhão via Pronaf. Com isso, foi o agente financeiro com o maior volume de recursos e de operações nesta categoria no ano passado com recursos do banco de desenvolvimento – também ocupando o 1º lugar em operações indiretas nas linhas Pronamp, Inovagro e Moderagro.

O Sicredi já está recebendo as propostas de financiamento para o Plano Safra 2019/2020, que vai até o final de junho do próximo ano. Antes de solicitar o crédito, o produtor rural associado deve fazer o planejamento da próxima safra – o que vai plantar, qual é a área de cultivo e o orçamento necessário com base na análise de solo e sob orientação técnica quanto ao uso dos insumos e os demais serviços que serão utilizados. A seguir, munido de todas essas informações, pode procurar a sua agência para dar andamento à proposta e demais procedimentos para aprovação e liberação do crédito.

Balanço da safra 2018/2019 no Sicredi

No ano-safra 2018/2019 (dados apurados até maio de 2019), o Sicredi liberou R$ 16,6 bilhões, em aproximadamente 179 mil operações de custeio, investimento, comercialização e industrialização. A expectativa para o fechamento desse ciclo (encerra em junho deste ano) é liberar R$ 15,4 bilhões.  Além desses recursos, a expectativa é de R$ 2,4 bilhões com recursos oriundos do BNDES e do FCO para investimento, totalizando R$ 17,8 bilhões, crescimento de 23,6% se comparado ao ano-safra anterior, de 2017/2018.

Plano Safra 2019/2020

Para financiar o custeio e investimento dos pequenos, médios e grandes produtores rurais do País, o governo federal anunciou em 18 de junho que o Plano Safra terá R$ 225,59 bilhões em crédito na temporada 2019/2020 – o montante é ligeiramente superior aos R$ 225,3 bilhões do ciclo anterior. Do total do Plano Safra 2019/2020, R$ 169,3 bilhões são destinados para custeio, comercialização e industrialização, R$ 53,41 bilhões para investimentos, R$ 1,85 bilhão para apoio à comercialização e R$ 1 bilhão para o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR).

Related posts

Câmara dos Deputados aprova MP que estende prazo de adesão ao Refis do Funrural

Revista Attalea Agronegócios

Santander expande crédito do FUNCAFÉ – Fundo de Defesa da Economia Cafeeira

Revista Attalea Agronegócios

Sicoob inaugura nova agência em Vila Betânea (Venda Nova do Imigrante)

Deixe um comentário