Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Café

Pelos dados da CONAB, no dia 18 de junho zeram os estoques de café brasileiro

Tendo com base a pesquisa realizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgada nesta quinta-feira (13), a quantidade armazenada de sacas de café, até o dia 31 de março, chegou a 12,8 milhões de sacas, assim, pode-se calcular que o volume de estoques de café no dia 31 maio caiu para 3 milhões de sacas. E tudo indica que ele deve ficar zerado no dia 18 de junho. Neste cálculo está excluído a safra 2019/2020 que está sendo colhida.

Cálculos

Para chegar neste números, sempre tendo como base os dados da Conab, no mês de abril e maio foram exportada 6,16 milhões de sacas (2,97 milhões de abril e 3,19 milhões de maio), segundo informações do Cecafé. Pelos números da ABIC – Associação Brasileira da Indústria do Café, o consumo anual no Brasil está em torno de 22 milhões de sacas (consumo mensal de 1,8 milhões de sacas). Diante disso, há a representação de queda dos estoques de cerca de 3,6 milhões de sacas nos meses de abril e maio.

Somando as exportações e consumo interno destes 60 dias chega-se a 9,76 milhões de sacas (média mensal de 4,88 milhões de sacas), que desapareceram neste dois meses, ficando restantes cerca de 3 milhões de sacas.

Fazendo os cálculos por dia, queda diária dos estoques de 162.660 sacas, conclui-se que o estoque das safras anteriores será zerado no dia 18 de junho.

 

FONTE: Agnocafé

Powered by Rock Convert

Related posts

[Davi Moscardini] – Fisiologicamente, o que esperar da safra de café de 2019?

Revista Attalea Agronegócios

illycaffè e JAB anunciam acordo comercial de licenciamento para a produção e distribuição de cápsulas de café de alumínio da marca illy

Melhores cafés paulistas serão certificados no Palácio dos Bandeirantes

Deixe um comentário