fbpx
Revista Attalea Agronegócios
NOTÍCIAS

Congresso Brasileiro de Direito do Agronegócio: NWF avalia a adoção de práticas sustentáveis

No dia 31 de março, o Congresso Brasileiro de Direito do Agronegócio (CBDA) reunirá especialistas para tratar dos temais mais atuais e relevantes na área jurídica e na formação de políticas públicas no agro nacional. O segundo painel, intitulado Sustentabilidade e Segurança Alimentar, contatará com a participação do engenheiro agrônomo Francisco Beduschi Neto, executivo da National Wildlife Federation (NWF) no Brasil, que fará uma avaliação sobre a adoção de boas práticas para o crescimento sustentável do setor.

De acordo com Beduschi, a pressão dos principais compradores de alimentos do Brasil e dos investidores internacionais está na comprovação da origem do produto e o respeito à critérios de produção como bem-estar animal. No caso da pecuária, essa demanda por informações tem se ampliado exponencialmente, somado a preocupação crescente dos consumidores por encontrar produtos que respeitem questões ambientais e a comunidade local. “Por isso, nossa comunicação precisa estar calçada na adoção de tecnologias para maior rastreabilidade, governança e transparência das propriedades rurais, culminando na união entre viabilidade econômica, preservação ambiental e responsabilidade social”.

Na análise de Beduschi, o desmatamento legal é um direito do pecuarista, mas com o uso de manejos e tecnologias pode-se reduzir ou até dispensar essa prática e ainda garantir o atendimento à demanda por alimentos.

Outra questão importante para que o ruído de comunicação diminua entre o agro e o mercado é o combate à ilegalidade. O executivo da NWF avalia que uma parte muito pequena está interferindo negativamente na reputação e no trabalho promovido no setor. “Esse minúsculo monte de joio está sujando uma saca inteira de trigo. Desse modo, faz-se necessário essa separação para que os diversos atores entendam realmente o que é o agro nacional”.

O trabalho realizado pela NWF no Brasil está relacionado justamente a esse processo de conectar todos os elos da cadeia produtiva da pecuária bovina nacional – desde o produtor até o consumidor final -, a fim de possibilitar que informações relevantes transitem de uma ponta a outra, contribuindo para um melhor entendimento de todas as partes, resultando em sustentabilidade, competitividade, qualidade e rentabilidade para o setor.

O CBDA é uma realização do Instituto Brasileiro de Direito do Agronegócio (IBDA) e terá transmissão virtual pelo Canal do YouTube da entidade. Além da discussão sobre sustentabilidade e segurança alimentar, contará com mais três painéis: As Reformas e a Competitividade; Participação do Investimento Estrangeiro; e Sistema de Financiamento Privado.

FONTE: Mecânica Comunicação Estratégica – noemi@meccanica.com.br

Related posts

Mars lança nova estratégia de sustentabilidade para o cacau

Defesa Agropecuária recebe missão de monitoramento do Panaftosa

Revista Attalea Agronegócios

“Vamos descomplicar o agro?” Especialistas lançam programa inédito de mentoria no agronegócio

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário