fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Café NOTÍCIAS

FENICAFÉ 2019 defende um novo futuro para a cafeicultura nacional

A feira reúne grandes nomes da cafeicultura na cidade de Araguari (MG), região do Triângulo Mineiro, e apresenta os avanços tecnológicos sofridos na produção de cafés no Brasil.

Com a ideia de acompanhar o avanço da tecnologia e da informação, a FENICAFÉ – Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura – mira no futuro das novas plataformas tecnológicas utilizadas na cultura do cafeeiro. Organizada pela ACA – Associação dos Cafeicultores de Araguari, o evento, que acontece de 19 a 21 de março, no Pica Pau Country Club, em Araguari (MG), no Triângulo Mineiro, é um local para aprendizado e para realização de bons negócios com projeção para a revolução que o setor vem sofrendo nos últimos anos.

Como acontece em todos os anos, desde 1995, a FENICAFÉ é uma porta aberta para quem busca informações e lançamento de novas ferramentas com o objetivo de aprimorar a produção no campo. É um local de referência para o produtor que busca qualidade na produção.

O CAFÉ NO BRASIL

Durante aproximadamente um século, o café definiu a imagem interna e externa do Brasil. Principal produto de exportação de um país teve sua economia voltada para o mercado externo. A produção de café determinou todo um perfil econômico, social, político e cultural. Para continuar crescendo e se mantendo no topo, a produção de café no país precisou acompanhar o ritmo acelerado da evolução tecnológica.

As novas técnicas proporcionou o cultivo do fruto em áreas onde jamais se pôde imaginar plantar café. Um destes exemplos é o cerrado Brasileiro, que, beneficiado pelos terrenos planos e abundância de água, há muitos anos utiliza a técnica de irrigação na cultura. Técnica essa que permitiu um crescimento de até 50% a mais na produtividade, se comparado ao café sequeiro. Mas os avanços não se limitam apenas na produção, como também na colheita – que hoje se utiliza de maquinários de ultima geração –, no manejo e no processo de beneficiamento do fruto, o que proporciona maior rentabilidade no processo final.

A FENICAFÉ

A feira é voltada para a cafeicultura irrigada incluindo o processo de cultivo, plantio, manejo e colheita. É também um local para a divulgação de pesquisas e uma vitrine para as empresas expositoras que produzem produtos voltados para a cafeicultura.

A FENICAFÉ atrai todos os anos um público bem específico – produtores, pesquisadores, engenheiros, técnicos e estudantes que buscam conhecimentos na área de irrigação e cultivo de café. Todos os anos, passam pela FENICAFÉ um público médio de 20 mil pessoas, durante os três dias de evento.

Ao centro, na abertura da FENICAFÉ 2018, Claudio Morales Garcia (presidente da ACA), ao lado de autoridades políticas e setoriais, como Silas Brasileiro (presidente do CNC) e Nelson Carvalhaes (presidente do CECAFÉ).

PESQUISAS

A FENICAFÉ agrega também mais dois outros eventos. Trata-se do 24º Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada e a 21ª Feira de Irrigação em Café do Brasil, que tem por objetivo a discussão e a divulgação de técnicas e pesquisas relacionadas à cafeicultura irrigada.

O Simpósio é visto como uma oportunidade para pesquisadores e estudantes publicarem seus artigos e mostrarem as teses que por eles vem sendo defendidas. Os artigos selecionados são expostos e publicados no anuário do evento. Já na feira são apresentados os mais diversos tipos de máquinas e serviços que podem ser utilizados em uma lavoura. Mais de 80 expositores ocupam uma feira instalada em uma área de mais de 5 mil metros quadrados, no Pica Pau Country Club.

O presidente ACA, Claudio Morales Garcia, informa que a programação da FENICAFÉ já está quase toda definida e será divulgada em breve. “Esperamos alcançar em 2019 o mesmo sucesso dos anos anteriores, procuramos melhorar sempre e fazer cada ano melhor que o anterior”, garante.

INFORMAÇÕES

No site www.fenicafé.com.br. Em breve serão abertas as inscrições para os interessados em participar do Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada.

Related posts

[Ensei Neto] – Quanto vale um café?

Revista Attalea Agronegócios

Área utilizada com cultivo do café robusta no Brasil ocupa apenas 375 mil hectares em 2018

Revista Attalea Agronegócios

[Marcio Luis Palma Resende] – Qualidade Premiada

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário