AgrobiológicosAgroQuímicosNOTÍCIAS

Aqua Capital assina acordo para venda da Biotrop à belga Biobest

O Grupo Biobest, o Aqua Capital e o GIC (fundo soberano de Singapura) anunciam conjuntamente a assinatura de um acordo vinculativo para a aquisição da Biotrop pela Biobest, uma das líderes mundiais em biocontrole de pragas e doenças e polinização natural e com sede na Bélgica.

A Biotrop vem se destacando entre as líderes no mercado brasileiro de produtos biológicos com um rápido crescimento. Hoje controlada pelo Aqua Capital, gestora de private equity com sede em São Paulo e foco no agronegócio, a expectativa da Biotrop é alcançar um faturamento de R$ 679 milhões (EUR 128 milhões) em 2023. Pelo acordo, a Biobest adquirirá 85% das ações da companhia com base em um valuation de R$ 2,8 bilhões (EUR 532 milhões) em uma base totalmente diluída. Os 15% restantes serão adquiridos pela Biobest após um período de transição de três anos. A expectativa é que a transação seja concluída até o final do ano, sujeita à determinadas condições habituais previstas de fechamento.

A Biobest, mais uma vez, reforça a aposta em sua bem-sucedida e ambiciosa estratégia de fusões e aquisições, com o objetivo de promover o controle biológico integrado de pragas. Essa transação permite à companhia ocupar uma posição importante na América do Sul e iniciar sua jornada de transformação de especialista em biocontrole e polinização na horticultura para um grande player em produtos biológicos na agricultura, abrangendo biocontrole, inoculantes, bioestimulantes e polinização em cultivos protegidos e a campo aberto.

Para financiar essa transação, a Biobest realizará um aumento de capital que será subscrito por alguns de seus acionistas atuais (Sofina, algumas famílias belgas e a própria administração) e ainda por novos acionistas (Tikehau Capital, M&G Investments, Unigrains, Sofiprotéol e várias famílias próximas ao seu acionista majoritário, Floridienne).

“Esse anúncio é um marco para a Biobest, sedimentado sobre uma bem-sucedida estratégia de fusões e aquisições e por um crescimento orgânico sustentável. O mercado brasileiro de controle biológico e outros produtos biológicos está estimado em mais de US$ 1 bilhão hoje. Com uma taxa de crescimento anual de 43%, e impulsionada por um ambiente regulatório favorável às necessidades de produtos dessa natureza, o Brasil supera o crescimento de qualquer outro mercado importante no mundo”, afirma Jean-Marc Vandoorne, CEO da Biobest.

O executivo acrescenta: “A Biotrop ocupa uma posição de destaque nesse mercado. Suas fortalezas incluem registros de patentes inigualáveis baseados em extensa pesquisa e desenvolvimento, produção escalável de alta qualidade e uma estratégia de entrada no mercado multicanal forte. Estamos particularmente felizes que o time de alto nível que lidera hoje a Biotrop seguirá impulsionando o crescimento da empresa e se tornará parte de nossa equipe global. Há uma oportunidade incrível para sinergias em vários níveis e, o mais importante, a transação amplia nosso escopo da horticultura para a agricultura, incluindo grandes cultivos a campo aberto, do biocontrole a outros produtos biológicos, incluindo inoculantes e bioestimulantes. Estamos demonstrando aqui e agora que é possível se tornar um grande ator em proteção de cultivos e nutrição de cultivos enquanto se mantém altamente focado em produtos biológicos. Em um mundo que precisa urgentemente fazer a transição para uma agricultura mais sustentável e reduzir o uso e o risco de pesticidas químicos, essa é uma posição invejável na qual os acionistas atuais e novos da Biobest estavam ansiosos para investir”, conclui.

Sebastian Popik, fundador e líder do Aqua Capital, acrescenta: “A Biotrop é uma empresa única, líder de um mercado que impulsiona a mudança em direção ao uso de produtos biológicos na agricultura e com entrega de margens elevadas. Esses seis anos em que estivemos juntos à Biotrop foram uma jornada incrível. Fomos capazes de criar uma plataforma de rápido desenvolvimento, impulsionando a sustentabilidade na produção agrícola e também o retorno aos seus acionistas. No processo, nos juntamos a pessoas incríveis, liderados pelo CEO e cofundador Antonio Zem, e com uma instituição de classe mundial como o GIC. Para esse novo momento, a empresa não poderia ter encontrado um lar melhor do que a Biobest. Seu compromisso total com produtos biológicos, alcance global e cultura fantástica oferecem excelentes condições para manter o caminho de sucesso da Biotrop”.

Antonio Zem, CEO da Biotrop, comenta: “Com o apoio do Aqua Capital e GIC, conseguimos implementar uma estratégia vencedora de produtos biológicos no Brasil e nos prepararmos para entrar em outros mercados. Estamos crescendo a um ritmo excepcional e, para aproveitar ao máximo as oportunidades de crescimento no mundo, esse foi o momento ideal para nos tornarmos parte de uma organização global. Houve muito interesse de importantes players globais do setor agrícola, mas escolhemos a Biobest pelo seu posicionamento como especialista em produtos biológicos, sua agilidade e seu comprovado histórico de integrações bem-sucedidas de empresas após a aquisição, aproveitando a iniciativa dos times de gestão locais”.

“Como parte da Biobest, estou convencido de que nossa administração pode continuar sua ambiciosa agenda, agora alavancada pelas capacidades de uma organização com atuação em diversos continentes. As duas empresas, juntas, impulsionarão uma ampla agenda de impacto positivo, uma vez que o portfólio de proteção de cultivos da Biotrop oferece alternativas sólidas aos pesticidas químicos e nossos produtos biológicos contribuem diretamente para mitigar as mudanças climáticas, reduzindo as emissões de CO2 e restaurando solos saudáveis. Ao oferecer aos agricultores as soluções biológicas confiáveis de que precisam, em combinação com um sólido aconselhamento técnico, construiremos um ciclo virtuoso de lealdade, alavancado pelo sucesso mútuo nos negócios e contribuindo para uma maior segurança alimentar e uma agricultura mais resiliente e sustentável”, complementa o CEO da Biotrop.

Em nome do acionista majoritário da Biobest, o CEO da Floridienne, Gaetan Waucquez, comenta: “O impressionante crescimento da Biobest está prestes a acelerar ainda mais em combinação com a Biotrop. No cenário atual, com o Brasil demonstrando como alcançar um crescimento recorde mundial em produtos biológicos, é essencial ser um forte concorrente neste mercado. A UE (União Europeia) tem uma oportunidade formidável de aumentar a velocidade de sua transição agrícola, reduzindo o uso de pesticidas químicos e acelerando o acesso ao mercado para produtos biológicos. Ousamos antecipar progressos substanciais a curto prazo na UE por meio da adoção do Regulamento de Uso Sustentável, o que proporcionaria um grande impulso ao mercado europeu de produtos biológicos”.

Para a Biobest, o Morgan Stanley & Co. International atuou como assessor financeiro em fusões e aquisições, a Berenberg como assessor de financiamento de capital, a Stocche Forbes/Jones Day como assessor legal, a E&Y como assessor financeiro e fiscal, e a McKinsey como assessor estratégico.

Para o Aqua Capital, o Itaú BBA atuou como assessor em fusões e aquisições, e o Demarest como assessor legal.

Related posts

Associação de Girolando critica suspensão da taxa antidumping do leite

Mario

Aluna da ESALQ é selecionada para apresentar trabalho na Ohio State University, nos EUA.

Mario

Albaugh lança no Brasil o herbicida Preciso® xK e segue com ampliação do portfólio de tecnologias

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais