fbpx
Revista Attalea Agronegócios
NOTÍCIAS

Agronegócio se torna locomotiva também na educação e registra crescimento de 42%, segundo dados da Unicesumar

Em um ano absolutamente desafiador para a economia brasileira, um setor, em 2020, se destacou e tem motivos para respirar aliviado: o agronegócio. Segundo dados do Produto Interno Bruto (PIB), divulgados ontem pelo IBGE, a agropecuária foi o único dos três setores da economia (serviços e indústrias) que cresceu 2% em relação a 2019. Com a alta demanda por profissionais capacitados, o bom desempenho do segmento também reflete na educação. Segundo a Unicesumar, maior universidade de ensino EAD do país, o curso de graduação EAD em agronegócio cresceu 42% entre março e outubro do ano passado, se comparado ao mesmo período em 2019.

“Embora a cada ano o número de pessoas empregadas no campo, no Brasil, diminua em consequência da mecanização e do uso de novas tecnologias, os profissionais que optam por permanecerem conseguem cargos e salários mais atrativos por meio da qualificação. Diante dessa constatação, é natural que a performance do setor, na economia, reflita também na educação”, explica o coordenador do curso de agronegócio da Unicesumar EAD, Sílvio Silvestre Barczsz.

Mestre em Agronegócios pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e especialista em Economia e Gestão do Agronegócio pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), Sílvio Silvestre Barczsz acredita que os números de novos alunos no curso de agronegócio devem manter o ritmo acelerado. “Somente em 2020, percebemos um aumento de 42% nas matrículas, se comparado ao ano anterior. Para este ano também temos boas perspectivas, pois cada vez mais o mercado exige profissionais qualificados para atender a demanda, principalmente acompanhando o crescimento previsto para o segmento”, finaliza.

Graduação em agronegócio no curso de Agronegócio a distância da EAD Unicesumar, o aluno é preparado para viabilizar soluções tecnológicas e competitivas para o desenvolvimento de negócios agropecuários a partir do domínio dos processos de gestão em cadeias produtivas do setor. Além disso, fica apto a prospectar novos mercados, fazer a análise de viabilidade econômica, identificar alternativas de captação de recursos, beneficiamento, logística e comercialização de produtos agroalimentares, dentre outras atribuições.

Após a conclusão do curso, que dura três anos o formando poderá atuar em gestão de projetos nos setores agrícola, pecuário e agroindustrial, na gestão de atividades empresariais, comerciais, de exportação, de representação ambiental na área do agronegócio, na consultoria em agronegócio e como representante de produtos agropecuários.

 
Sobre a Unicesumar
Há 30 anos no mercado educacional, a Unicesumar vem transformando vidas pela educação através do aperfeiçoamento constante da sua qualidade de ensino e a ampliação de sua estrutura física e abrangência. Atualmente, possui mais de 300 mil alunos em seus mais de 700 polos de educação a distância por todo o Brasil, e em três polos internacionais, localizados em Dubai (Emirados Árabes), Genebra (Suíça) e Yokkaichi (Japão). No ensino presencial, conta com quatro campi, nas cidades de Maringá, Curitiba, Londrina e Ponta Grossa, todas no Estado do Paraná. O corpo docente é formado por mais de 800 professores, sendo 80% mestres e doutores, em sua maioria com vasta experiência de mercado. Pelo nono ano consecutivo, a Unicesumar obteve nota 4 no Índice Geral de Cursos (IGC) em uma escala de avaliação de 1 a 5.Também conquistou nota máxima no Conceito Institucional, que avalia infraestrutura, funcionamento, corpo docente e administrativo e qualidade da educação, o que a coloca em posição de excelência em educação e entre os dez maiores grupos educacionais privados do país.
FONTE: Unicesumar – Raquel Dalpinoraquel.dalpino@agenciajoinus.com.br | (11) 9 3084-4859

Related posts

Estudo insere mudanças climáticas no modelo de análise de risco agrícola

Cafeicultores de Cacoal (RO) recebem 200 mil mudas de Café do Governo de Rondônia

Revista Attalea Agronegócios

Brasil faz ação para promover carne bovina na Europa

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário