fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
ARTIGOS Cana de Açúcar

[Renan Oliveira Yoshida] – Sucesso do canavial está relacionado com manejo correto de boro

RENAN OLIVEIRA YOSHIDA
Engenheiro Químico, Mestre em ciências na área de Química Orgânica, Gerente industrial e responsável pelas áreas de pesquisa e desenvolvimento da Agrotechnica Soluções Agrícolas
www.agrotechnica.com.br

 

Sabemos que o boro é um micronutriente de extrema importância para as plantas, participando de processos fisiológicos, tais como: regulação do crescimento (regula a síntese da AIA oxidase), formação correta dos botões florais, formação de fibras (algodão) e carboidratos (soja), síntese e transporte de sacarose pelo floema (cana-de-açúcar), entre outros. Todavia, também é conhecida a dificuldade do manejo nutricional desse nutriente, principalmente devido ao elevado potencial de lixiviação do ácido bórico e octaborato de sódio no solo.

Uma característica importante desse nutriente é a baixa mobilidade apresentada por ele, principalmente em espécies que não produzem polióis como metabólitos primários (complexantes naturais de boro). Como consequência, além da deficiência observada com freqüência na adubação de boro via solo, a complementação via foliar em excesso pode ocasionar acúmulo de boro na superfície da folha, causando fitotoxicidade, cujos sintomas podem inclusive ser confundidos com doenças fúngicas.

Com o objetivo de propor uma solução ao problema citado, a Agrotechnica, por exemplo, desenvolveu o fertilizante foliar OCTABOR®, um produto, com 8,5% m/m de boro solúvel (110,5 g/L), fluído, para aplicações via foliar. Ele é composto de um complexo verdadeiro entre os ânions borato e uma mistura de polióis, cuja composição exata originou o depósito recente de uma patente pela empresa.

Para comprovar a efetividade, foi avaliado o desempenho do OCTABOR®, na cultura da cana de açúcar, aplicando o fertilizante junto com o maturador, contra outras fontes de boro: ácido bórico, octaborato de sódio e boro neutralizado com monoetanolamina, em áreas comerciais. Ainda, realizou-se uma pesquisa somente com aplicação do produto na pré-maturação, 60 dias antes da colheita, para comparar com as aplicações de diversos maturadores, numa mesma área. Os principais parâmetros avaliados foram: Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) e/ou a produtividade via Tonelada de Cana por Hectare (TCH). As áreas comerciais onde os experimentos foram conduzidos compreenderam usinas de álcool e açúcar e fornecedores de cana nos Estados de São Paulo e Goiás.

Os resultados mostraram que o produto OCTABOR® apresentou desempenho superior às outras fontes de boro, na aplicação junto com maturadores. Mesmo com uma quantidade menor de nutriente aplicada, a resposta foi superior em todos os casos, sendo a mais significativa contra o ácido bórico, onde a diferença final de ATR foi de 6,9 kg/t.

Ainda foi possível observar que a aplicação de OCTABOR® na pré-maturação alcançou valores de TCH e ATR superiores aos tratamentos convencionais com maturadores. Esses resultados são coerentes com os estudos atuais sobre maturadores e o boro na pré-maturação, onde é possível concluir que a função do boro é diferente do modo de ação dos maturadores. Enquanto que o primeiro participa ativamente dos processos bioquímicos de síntese e transporte de sacarose na planta, os segundos atuam no metabolismo hormonal da planta, regulando a energia química que a mesma produz para o armazenamento na forma de açúcares em detrimento ao seu uso para o crescimento vegetativo.

Assim, é possível concluir que o fertilizante a base de boro complexado com polióis apresentou índices mais relevantes às demais fontes de boro utilizadas usualmente na cultura da cana de açúcar, em relação ao ATR. Além disso, os experimentos realizados com o OCTABOR® na pré-maturação (60 D.A.C.) indicam que o aporte de uma fonte de boro com formulação diferenciada pode ser uma ferramenta importante para o manejo nutricional do nutriente na cultura da cana de açúcar, possibilitando ganhos expressivos tanto de TCH quanto de ATR, independente da aplicação de maturadores ou em aplicações em conjunto, dependendo do objetivo do agricultor e da época de aplicação dos produtos.

Related posts

[Arnaldo Luiz Corrêa] – Mercado do Açúcar – 12 a 16 de Novembro 2018

Revista Attalea Agronegócios

Manejo Varietal da Raízen será um dos destaques do 12º Grande Encontro sobre Variedades de Cana de Açúcar

Revista Attalea Agronegócios

[Marcio Luis Palma Resende] – Da Região da Alta Mogiana para o Mundo!

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário