Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Bovinos de Corte

Raça Angus tem novo recorde de preço no Brasil

A raça Angus tem novo recorde histórico de preço entre as fêmeas. Durante o 1º Leilão São Marco, realizado neste sábado (15/6) em Itapeva (SP), a novilha Cayenne TESM024 Wide de São Marco, grande campeã da Expolondrina 2019, teve cota de 50% arrematada por R$ 240 mil, o maior preço já pago por uma fêmea Angus no Brasil.

O feito foi obtido logo na estreia da Fazenda São Marco nos remates. A propriedade da família Bonfiglioli tem pouco mais de três anos de atuação na Angus e já acumula dezenas de títulos e venceu o ranking de expositores de argola de 2018. Depois de uma disputa acirrada que envolveu cinco criadores e elevou os ânimos no recinto de leilões montado em meio à lavoura de milho, o martelo foi batido para o criatório gaúcho Black Opal Agropecuária, de Aceguá (RS).

Satisfeito com a compra, o pecuarista Eduardo Schuch disse que o investimento se justifica pela raridade que representa o exemplar. “É uma campeã. Acredito que é a melhor matriz que temos hoje no Brasil. Nossa meta é ter a melhor carne do Brasil, então não podemos deixar qualidade fora do plantel”. O animal ficará na Fazenda São Marco para coleta, mas já tem a primeira viagem prevista: Cayenne vai para Esteio disputar o grande título da Expointer 2019.

Depois de mais de seis horas de vendas ágeis e preços aquecidos, o leilão chancelado pela Associação Brasileira de Angus fechou com pista limpa e faturamento de R$ 1.598.700,00 com a comercialização de 74,6 animais e 2.100 doses de sêmen. O destaque da tarde foi a média das fêmeas, que fechou em R$ 31.676,04, seguida da dos machos em R$ 11.976,00. O resultado computa a venda de sete equinos crioulos, com média de R$ 25.500,00 nos machos e R$ 8.800,00 nas fêmeas.

O resultado bateu até as projeções mais otimistas e emocionou o criador que foi às lágrimas ao agradecer o trabalho de toda a equipe envolvida neste primeiro leilão.

“Eu nasci aqui dentro e muita gente que trabalha hoje conheceu meu pai adolescente. Eu sempre sonhei fazer um evento aqui e quis a vida que fosse com a raça Angus. Foi tudo muito rápido. Meu papel foi dar condições para que essa equipe fizesse seu trabalho”, salientou Rodolfo Bonfiglioli Neto, diretor da São Marco, que se disse surpreso com o recorde obtido.

“As fêmeas fizeram uma média histórica. Eu esperava que Cayenne fosse bem valorizada porque é um indivíduo diferente, mas recorde a gente nunca espera bater”.  E contou que a novilha, apesar de ser apenas a 24ª cria registrada da São Marco, é um exemplar de exceção. Pensando no futuro, a São Marco já começou a planejar o segundo grande leilão e planeja elevar a oferta de genética de ponta, através da produção de mais embriões e prenhezes.

O resultado foi motivo de orgulho para a família Bonfiglioli, que acompanhou atenta o leilão, coroando o trabalho do jovem criador de apenas 30 anos. Além do nome, o empresário segue os passos do avô, que adquiriu a propriedade na década de 60. “É um grande orgulho ver hoje o resultado de todo o trabalho realizado pelo Rodolfo. O mundo quer carne de qualidade, e ele está no caminho certo”, contou o pai-coruja e presidente da grupo Alberto Bonfiglioli Neto.

Responsável pelo projeto genético que levou a São Marco a vários grandes campeonatos e ao excelente resultado do leilão deste sábado, o médico veterinário Heitor Lutti Pinheiro Machado, classificou o remate como excelente. “Esperava fazer um bom leilão e apresentar um bom gado. Preço é consequência do mercado”, citou, comemorando a excelente valorização dos produtos ofertados.

Aspecto que também mereceu elogios do leiloeiro João Antônio Gabriel, que comandou o martelo para a Programa Leilões. “O Angus é o gado que o Brasil precisa. O país é o maior exportador de carne do mundo, mas precisa ser mais valorizado e isso só vai acontecer quando a gente se conscientizar que o Angus é o parceiro ideal para as raças zebuínas”.

Presente ao remate, o presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski, destacou o bom trabalho realizado pela Fazenda São Marco em reunir compradores de diferentes estados em um grande evento no interior de São Paulo.
Proprietário da Brasil Florestal, o criador participou do remate como convidado, ofertando o ventre BF Itajaí da Brasil Florestal TE584, negociada por R$ 30 mil. Também participara do leilão como convidados: Casa Branca Agropastoril, Verdana Agropecuária, Angus Terra de São José, Angus CMF- Fabiano Menotti, Black Opal Agropecuária, FSL Angus Itu, Ponche Verde, Cabanha Floripana, Cabanha Corticeira, Angus Rana, Fazenda Santa Helena e Vinícius Diniz.
FONTE: Jardine Comunicação. CRÉDITOS: Gabriel Olivera

Related posts

Afecções podais: problema em todos os sistemas de criação

Revista Attalea Agronegócios

INTERCORTE SP 2018: Evento terá programação para startups voltadas à pecuária.

Central Senepol LAB FIV amplia operações

Deixe um comentário