Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
NOTÍCIAS Política Agrícola

Priscilla Rocha Silva Fagundes foi nomeada como diretora-geral do IEA

O Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, tem nova diretoria. Priscilla Rocha Silva Fagundes foi nomeada como diretora-geral do IEA em 16 de fevereiro de 2019 pelo secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira. Priscilla ingressou no Instituto em 2005 e de 2017 a 2019 ocupou a diretoria do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Estudos Econômicos dos Agronegócios. O IEA era dirigido desde 2016 por Celso Luis Rodrigues Vegro.

“Ser escolhida como diretora de um Instituto com a história e a relevância do IEA me deixa muito orgulhosa e me traz uma grande responsabilidade. Agradeço a todos os diretores, pesquisadores e técnicos que são os responsáveis pela grandeza desta instituição”, afirma.

Segundo Priscilla, a meta é fortalecer as parcerias do IEA com os outros cinco Institutos e 11 Polos Regionais de pesquisa ligados à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) e com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) e Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro).

Para o coordenador da APTA, Antonio Batista Filho, todos os Institutos de pesquisa da Agência têm uma orientação clara da Secretaria de Agricultura e do Governo do Estado de São Paulo: trabalhar de forma integrada com todas as coordenadorias da Secretaria de Agricultura para o fortalecimento da pesquisa e do agronegócio paulista.

“Além de fortalecer essas parcerias internas, também vamos intensificar o trabalho de conquista de parceiros externos. Isso fortalece as pesquisas e cria equipes multidisciplinares de trabalho. Também pretendemos colocar em prática os projetos importantes que estavam sendo planejados pela gestão anterior”, diz.

CURRICULO

Priscilla Rocha Silva Fagundes é formada em engenharia agronômica pela Universidade Estadual Paulista (Unesp – Botucatu). Tem mestrado pela mesma instituição na área de horticultura.

Antes de ingressar no IEA atuou na equipe do Centro de Qualidade em Horticultura da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) e como coordenadora do programa Hortiqualidade. Como pesquisadora científica no IEA atuou na área de fruticultura e citricultura.

Sobre a APTA

A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, tem a missão de coordenar e gerenciar as atividades de ciência e tecnologia voltadas para o agronegócio.

Sua estrutura compreende o Instituto Agronômico (IAC), Instituto Biológico (IB), Instituto de Economia Agrícola (IEA), Instituto de Pesca (IP), Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) e Instituto de Zootecnia (IZ), além dos 11 Polos Regionais distribuídos estrategicamente no Estado de São Paulo.

Balanço Social realizado pela Agência no biênio 2016/2017 mostrou que a cada real investido, a APTA retornou R$ 12,20 para a sociedade. As 48 tecnologias analisadas e adotas pelo setor produtivo tiveram R$ 10,9 bilhões de impacto econômico no período. Isso significa mais produtividade no campo, sustentabilidade da produção, renda para o produtor rural e alimentos de qualidade para a população.

FONTE: Fernanda Domiciano – Assessoria de Imprensa – APTA
imprensa@apta.sp.gov.br

Créditos da foto: Arquivo APTA

Powered by Rock Convert

Related posts

UPL conclui a aquisição da Arysta LifeScience e lança o seu novo objetivo Open Agriculture

Revista Attalea Agronegócios

Senepol da Barra: Um leilão para entrar na história da raça Senepol

MAPA e IBA lançam Sistema Integrado de Agroquímicos

Deixe um comentário