fbpx
Revista Attalea Agronegócios
AgroRevendas EVENTOS - DESTAQUES

Distribuidores terão de redobrar cuidados com nova Lei de Proteção de Dados, que entra em vigor em 2020

Palestrante do Congresso ANDAV analisou os impactos sobre a distribuição de insumos agropecuários da entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados.

A partir de agosto do próximo ano, os distribuidores de insumos agropecuários, assim como todas as demais atividades empresariais brasileiras, terão de mudar sua cultura em relação aos cuidados que deve tomar em relação aos dados internos e também com os que compartilham com clientes, fornecedores e colaboradores. O alerta foi feito na palestra Impactos da Lei Geral de Proteção de Dados no Setor da Distribuição de Insumos Agropecuários, proferida pelo advogado Renato Leite, especialista em proteção de dados, durante o Congresso ANDAV – Fórum & Exposição, que se encerra nesta quarta (14) em São Paulo.

“Todos nós devemos nos preparar, pois os vazamentos ou desvios de dados que vierem a ocorrer deverão, a partir de agosto de 2020, ser tipificados com violação da nova Lei e estará sujeita a punições estabelecidas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados, cujos diretores e gestores serão nomeados até o final deste mês”, explicou o palestrante. A seu ver, o que deve ocorrer é uma harmonização e uma padronização das cerca de 50 leis que atualmente disciplinam essa questão. “O que acontece hoje é que todas essas leis não dialogam entre si, gerando uma grande insegurança jurídica na sociedade de forma geral”, explicou. 

Agronegócio 4.0

O agronegócio brasileiro vem intensificando a aplicação de tecnologia no campo. Segundo a Embrapa Informática Agropecuária, no Brasil, em 10 anos, o uso do celular e do smartphone cresceu 1.790% no campo.

“Estamos falando de fazendas conectadas e um agronegócio baseado em cultura digital, o que abre diversas possibilidades para o setor, que já assimilou processos como robotização, blockchain, big data, analytics. O próximo passo vem no caminho da análise de dados, baseada em internet das coisas, que permitirá antecipar decisões em várias etapas do processo. Hoje já se diz que os dados são o novo petróleo”, afirmou Silvia Massruhá, diretora chefe do departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Informática Agropecuária, durante o painel Distribuição 4.0: O sopro de inovação das Startups, BIG Data & Data Analytics, IA e Otras Tecnologias aplicadas à Distribuição, promovido no Congresso ANDAV – Fórum & Exposição, em São Paulo.

Fabricio Pezente, CEO da Traive Finance, ressaltou que este é um bom momento para os investimentos em tecnologia voltada para o setor agrícola e que ainda não existe, inclusive nos Estados Unidos, um hub que tenha consolidado o campo de desenvolvimento tecnológico dentro desse segmento. “O setor ainda é um dos menos digitalizados”. Atualmente, segundo ele, 29% das soluções para o campo estão voltadas para a área de sistemas de gestão, 22% para análises de dados e 18% para o setor do marketplace. “Um dos grandes gargalos existentes no setor agrícola está na área do crédito e essa é a tendência de onde devem surgir novas soluções”, afirmou.

Com moderação de Alberto Yoshida, da Yoshida & Hirata Agronegócios e 1º vice presidente do Conselho Diretor da ANDAV, o painel ainda teve a apresentação de Ronaldo Oliveira, partner development manager do Brasil e Latam da Amazon, que destacou que o ciclo atual de vida das empresas – de 15 anos – ocorre devido à dificuldade que elas têm em enxergar as mudanças comportamentais do mercado. Ele avaliou ainda que não é necessário ter um grande investimento para criar tecnologia. “Inovar não é uma questão de investimento, mas de agregar valor ao produto e saber quanto o cliente está disposto a pagar pelo serviço”, disse. “Com o surgimento das Agritechs, aumentará significativamente a demanda por tecnologia no campo”, finalizou.

Consolidado como um dos maiores e mais importantes eventos da distribuição de insumos agropecuários do mundo, o Congresso ANDAV – Fórum e Exposiçãodeve atrair cerca de 5.000 e é uma realização da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV), com organização da Clarion Events Brasil.

O Fórum do IX Congresso ANDAV, com o macrotema: “O Distribuidor 4.0”, está abordando as barreiras encontradas pelo distribuidor de insumos agropecuários, destacando soluções inteligentes. Além disso, estão sendo realizadas três oficinas do EDUCANDAV, programa de treinamentos da ANDAV, com os temas vendas e marketing, financiamentos e barter.

 

FONTE: Noemi Oliveira – MECÂNICA COMUNICAÇÃO
noemi@meccanica.com.br

Related posts

Grupo Vittia participa do 44º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras

Congresso Brasileiro do Agronegócio debateu formas do Brasil se adaptar ao cenário mundial marcado por uma guerra comercial

Revista Attalea Agronegócios

Com novo sistema, colheitadeira MF 6690 da Massey Ferguson permite troca em minutos na colheita de diferentes culturas

Deixe um comentário