fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
EMPRESAS NOTÍCIAS

Corteva Agriscience lança tecnologia PowerCore Ultra

Semente biotecnológica vem com quatro proteínas para auxiliar no combate de lagartas e outras duas que conferem tolerância a herbicidas

A Corteva AgriscienceTM lança hoje (14) a biotecnologia PowerCoreTM Ultra – sementes de milho que têm quatro proteínas destinadas ao auxílio no controle das principais lagartas que atacam a cultura do milho e duas proteínas que conferem tolerância aos herbicidas glifosato e glufosinato de amônio. “A solução que chega ao mercado a partir deste mês traz mais benefícios para os produtores rurais porque oferece o melhor e mais amplo espectro para auxiliar no controle das principais pragas da cultura do milho, aliando assim, maior segurança e flexibilidade no manejo de plantas daninhas. Ou seja, é uma tecnologia que traz rentabilidade à produção do milho”, afirma Frederico Barreto, líder de marketing da plataforma de sementes da Corteva para Brasil e Paraguai.

Os híbridos de milho com a tecnologia PowerCore™ Ultra contam com quatro proteínas inseticidas Cry1F, Cry1A.105, Cry2Ab2 e Vip3Aa20, que apresentam um excelente auxílio no controle de pragas como:

  • Lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda)
  • Broca-do-colmo (Diatraea saccharalis)
  • Lagarta-da-espiga (Helicoverpa zea)
  • Lagarta-elasmo (Elasmopalpus lignosellus)
  • Lagarta-rosca (Agrotis ipsilon)
  • Lagarta-preta-das-folhas (Spodoptera cosmioides)

Entre os benefícios do PowerCoreTM Ultra estão ainda: controle mais consistente nas populações suscetíveis da Lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda); controle auxiliar superior para lagartas de solo e pragas secundárias; permite aplicação sequencial de glifosato e glufosinato no controle de plantas daninhas, se necessário; amplo espectro no controle de plantas daninhas. Desse modo, o PowerCoreTM Ultra garante ao produtor que o plantio de milho se mantenha saudável e que, consequentemente, expresse seu potencial máximo de rendimento. A tecnologia conta com a aprovação da CTNBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança), que atestou sua segurança para os seres humanos, animais e para o meio ambiente.

O lançamento será oferecido ao produtor por meio dos portfólios de Pioneer® e BrevantTM.  Cada marca de sementes da Corteva atuará de acordo com a sua estratégia, seja via distribuição, revenda e cooperativa ou até mesmo com a realização da venda diretamente ao agricultor. “O nosso objetivo é que o produtor rural tenha acesso à tecnologia de mais alta qualidade e ganhos com a sua produção de milho”, finaliza Frederico.

Boas Práticas Agrícolas

A Corteva recomenda a adoção de boas práticas agrícolas para que as pragas-alvo sigam suscetíveis e para prolongar a eficácia da tecnologia. Aconselha-se a adoção de práticas de manejo de resistência e manejo integrado de pragas, como rotação de culturas, dessecação antecipada, tratamento de sementes, plantio de refúgio estruturado, controle de plantras daninhas e voluntárias e, se necessário, aplicação complementar de inseticidas.

Sobre a Corteva Agriscience™, Divisão Agrícola da DowDuPont       

A Divisão Agrícola da DowDuPont, uma área de negócios da DowDuPont (NYSE: DWDP), combina os pontos fortes da DuPont Pioneer, DuPont Crop Protection e Dow AgroSciences. Em conjunto, a Divisão Agrícola fornece aos produtores em todo o mundo o portfólio mais completo da indústria, desenvolvido ao longo de um pipeline de pesquisa robusto em germoplasma, traits, biotecnologia e proteção de culturas.

A divisão está empenhada em oferecer inovação, ajudando os agricultores a aumentar a produtividade e garantir a segurança alimentar para uma população global crescente. A DowDuPont pretende separar a Divisão Agrícola em uma empresa independente de capital aberto. Para mais informações, acesse www.dow-dupont.com

Fonte: Eloisa Rangel – IN PRESS PORTER NOVELLI

eloisa.rangel@inpresspni.com.br 

Related posts

Sistemas de produção para a cultura do algodão é debatida em evento técnico

Revista Attalea Agronegócios

Fazenda no Piauí aumenta produtividade na pecuária com auxílio da irrigação

Revista Attalea Agronegócios

Conheça as vencedoras do 2º Prêmio Mulheres do Agro

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário