fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Bovinos de Corte

Central Bela Vista já produziu mais de 3 milhões de doses em sua nova sede

Empresa conta, atualmente, com 470 touros alojados em Botucatu (SP)

A Central Bela Vista comemora mais uma marca histórica. Em menos de um ano e meio em sua nova sede, em Botucatu (SP), a empresa, controlada pelo Grupo CRV, da Holanda, produziu 2,6 milhões de doses de sêmen no ano fiscal entre setembro de 2017 e agosto de 2018, já acumulando 3,11 milhões de doses produzidas no total.

Ocupando uma área de 130 hectares a 1.000 metros de altitude, a Central é beneficiada pelo clima e isolamento sanitário, importantes diferenciais para a produção de sêmen congelado de bovinos e bubalinos das mais diversas raças de corte e leite.

Atualmente, conta com 470 touros alojados, em uma infraestrutura completa para o manejo animal sem estresse, com piquetes funcionais, cobertos e com sistema de irrigação e drenagem. Todas as ruas são totalmente asfaltadas, o que facilita a distribuição das dietas especificas para a necessidade de cada reprodutor.

Esses animais pertencem a importantes parceiros, como as centrais de melhoramento genético ABS Pecplan, AG Brasil, Araucária, Alta Genetics, CRV Lagoa, Genex, Select Sires e ST Repro, e tradicionais criadores, entre eles Agropecuária Mafra, Fazenda Modelo, Fazenda Terra Boa, Jorginho Biasi e Nelore do Golias, entre outros.

A Fazenda Modelo é parceira da Central Bela Vista desde 2007 e possui nove touros alojados. O proprietário, Guto Grassano, explica que a excelente localização e o clima propiciam condições favoráveis para os touros produzirem. “A importância da parceria é a certeza da produção de sêmen de qualidade superior e o pronto atendimento da equipe”, ressalta.

Daniel Carvalho, gerente de Marketing da Genex, explica que a empresa trabalha com a Central Bela Vista desde 2010 e acompanha todo o processo de crescimento e evolução do negócio. “Hoje, a Bela Vista é a nossa principal parceira na coleta e industrialização dos nossos touros domésticos. A excelência no produto, processos e atendimento são, sem dúvida, os grandes diferenciais, além do cuidado extremo com nossos animais”, destaca.

Para o gerente de Relacionamento Comercial da Central Bela Vista, Rodrigo Frigoni, o aumento na produção de doses reflete o crescimento das centrais e dos clientes finais. A empresa conta novamente com os touros dos programas ANCP, DeltaGen, PAINT, PNAT e Qualitas, alguns já em coleta e outros em quarentena, além dos reprodutores enviados diretamente pelos clientes.

Ao conhecerem o trabalho da Central Bela Vista, mais pecuaristas estão enviando seus touros, vendo que realmente é interessante a produção de doses para uso próprio. “Esses reprodutores de qualidade, comprados em leilões, com avaliação genética, serão utilizados em suas fazendas, visando a diminuição do custo da IATF, sem perder a qualidade genética dos animais”, ressalta Frigoni.

O gerente de Operações, Gérson Sanches, comemora os excelentes resultados e projeta um crescimento de 20% para o próximo ano. “Estamos buscando cada vez mais eficiência e qualidade nos serviços prestados, com o objetivo de mantermos a confiança dos nossos clientes e continuarmos sendo a maior central de coleta de sêmen da América Latina”, conclui.

 

FONTE: Thell de Castro – NEWSPRIME

thell@newsprime.com.br

Related posts

Brasil confirma protagonismo mundial na seleção da raça Senepol

Árvores em sistemas ILPF neutralizam emissão de metano por bovinos no Cerrado Mineiro

Revista Attalea Agronegócios

Soesp leva sementes de alta tecnologia aos produtores da Colômbia

Deixe um comentário