fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Aves e Suínos

22º SBSA: Ines Andretta abordará o impacto econômico da retirada de antimicrobianos

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de carne de frango. A produção de aves em escala industrial exige cuidados específicos para garantir a saúde e o bem-estar animal. Ao longo dos anos, antimicrobianos têm sido utilizados na produção para tratamento de doenças. No passado se utilizava como melhorador de desempenho zootécnico. Porém, o uso excessivo de antibióticos tem gerado uma preocupação mundial em diversos países, incluindo o Brasil, que está se adaptando a novas formas de criação, visando reduzir o uso. Esse tema estará em evidência na palestra sobre “Impacto econômico da retirada dos antimicrobianos”, com a doutora Ines Andretta, no dia 6 de abril, às 14h45, no Bloco Sanidade do 22° Simpósio Brasil Sul de Avicultura (SBSA).

O SBSA é promovido pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas (Nucleovet) e ocorrerá na próxima semana, de 5 a 7 de abril. Paralelamente, será realizada a 13ª Brasil Sul Poultry Fair. Os eventos serão híbridos, com realização no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC), e transmissão on-line ao vivo.

Ines é zootecnista, com curso de graduação, mestrado e doutorado na Universidade Federal de Santa Maria. Atuou como assistente de pesquisa no Agriculture and Agri-Food Canadá e realizou estágio de pós-doutorado na Universidade Estadual Paulista em Jaboticabal. Atualmente, é professora adjunta do Departamento de Zootecnia na Faculdade de Agronomia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde leciona nos cursos de graduação em Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia.

Ines Andretta palestrará no segundo dia do Simpósio, 6 de abril.

Participa ativamente da Comissão de Graduação em Zootecnia e da Comissão de Ética no Uso de Animais em Pesquisa e Ensino. É orientadora de mestrado e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, onde também atua como coordenadora substituta. Pesquisadora com bolsa de produtividade pelo CNPq com ênfase em nutrição de suínos e aves.

O presidente da Comissão Científica do SBSA, Guilherme Lando Bernardo, frisa que o tema é atual e importante. “É preciso haver equilíbrio na produção e é necessário seguir as normas regulamentadoras sobre uso de antimicrobianos. A palestrante tem ampla experiência e estudos sobre os impactos da retirada dos medicamentos, está à frente de grandes discussões no cenário nacional e com certeza trará novidades para o público do Simpósio”.

INSCRIÇÕES

As inscrições para o 22º SBSA estão abertas. O investimento para o segundo lote, até esta quarta-feira (30), é de R$ 530,00 (presencial) e R$ 440,00 (virtual) para profissionais e R$ 400,00 (presencial) e R$ 340,00 (virtual) para estudantes. Após essa data e durante o evento o investimento será de R$ 600,00 (presencial) e R$ 500,00 (virtual) para profissionais e R$ 460,00 (presencial) e R$ 400,00 (virtual) para estudantes. Na compra de pacotes a partir de dez inscrições serão concedidos códigos-convites. Nessa modalidade há possibilidade de parcelamento em até três vezes. O acesso para a 13ª Poultry Fair é gratuito, tanto presencial quanto virtual, assim como para o pré-evento.

Mais informações e inscrições no site: www.nucleovet.com.br.

O 22º SBSA tem apoio da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), do Conselho Regional de Medicina Veterinária de SC (CRMV/SC), da Embrapa, da Prefeitura de Chapecó, do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações) e da Sociedade Catarinense de Medicina Veterinária (Somevesc).

Related posts

Leitões: A importância da fase de preparação e seus efeitos pós-desmame

Revista Attalea Agronegócios

Exportações brasileiras de carne suína crescem 50,4% em junho

Revista Attalea Agronegócios

Arroz é alternativa viável para reduzir custos de produção de suínos e aves

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário