fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Café EVENTOS - DESTAQUES

Em novo formato, 2ª ALTA CAFÉ supera expectativas e negócios chegam a R$ 173 milhões

O Sindicato Rural de Franca e a AEAGRO (Associação dos Empreendedores do Agronegócios de Franca e Região) definiram como positivo o balanço da 2ª ALTA CAFÉ – Feira de Negócios e Tecnologia da Alta Mogiana. Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta terça-feira, 29 de março, a feira, realizada de 22 a 25 de março, no Clube de Campo de Franca, município de Restinga (SP), recebeu um total de 9,7 mil visitantes e alcançou mais de R$ 173,4 milhões em negócios. O volume financeiro é resultado dos contratos efetivados durante a feira e dos contratos prospectados para os próximos meses.

Após dois anos da primeira edição, a ALTA CAFÉ retornou em um novo local, com uma área de 45 mil metros quadrados e surpreendeu pela estrutura apresentada. Marcaram presença 87 expositores e 165 marcas relacionadas ao agronegócio, de modo especial à cafeicultura.

Os diretores da AEAGRO: José Augusto Freixes (vice-presidente), Guilherme Pessoa (representante da CASE IH), Antônio Silva (representante da NEW HOLLAND), Bruna Tugilio (representante da JOHN DEERE), José Henrique Mendonça (presidente da AEAGRO e presidente do Sindicato Rural de Franca), Sami El Jurdi (representante da AGRITECH e representante da YANMAR-SOLIS), Danilo Pereira Lima (representante da LANDINI), Fernando Machado (representante da MASSEY FERGUSON) e Francinaldo Alves (representante da LS TRACTOR). (Créditos: WILKER MAIA)

Durante os quatro dias de evento, cafeicultores e empresários de 182 municípios de nove Estados brasileiros (São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso) puderam ter acesso às máquinas, implementos, equipamentos, peças, insumos agrícolas, práticas sustentáveis e inovações para o Agronegócio Café. Houve também o registro de seis visitantes estrangeiros, provenientes da China, Japão e de Portugal, além da presença de autoridades.

O primeiro “corredor das máquinas” (Créditos: WILKER MAIA)

Com oito instituições financeiras presentes (Banco do Brasil, Caixa, Bradesco, Sicredi, Sicoob Cred-Acif, Sicoob Credicocapec, Sicoob Credimogiana, Sicoob Credicitrus e Blue 3 / XP Investimentos), a feira foi palco para o lançamento de uma linha de crédito exclusiva de custeio antecipado para a cafeicultura na safra 2022/2023 e outros seis lançamentos de máquinas, drones, implementos e fertilizantes.

O estande da Casa das Sementes. (Créditos: WILKER MAIA)

A 2ª ALTA CAFÉ contou ainda com palestras técnicas, a participação de 15 marcas de cafés especiais, lanchonete e restaurante.  “A feira movimentou não só o agronegócio na Alta Mogiana, mas também outros setores da economia na região. Os organizadores estão satisfeitos e a edição de 2023 já começou a ser formatada e acontecerá na segunda quinzena de março”, adiantou o presidente da ALTA CAFÉ, José Henrique Mendonça. (FONTE: Marco Felippe – Casa da Comunicação)

O primeiro “corredor das máquinas” (Créditos: WILKER MAIA)
Palestra do Engº Agrº Godofredo Vitti. (Créditos: WILKER MAIA)
O segundo “corredor das máquinas” (Créditos: WILKER MAIA)

Related posts

25ª HORTITEC: Agristar apresentará novas cultivares para horticultura

Revista Attalea Agronegócios

2º Concurso Florada Premiada valoriza o trabalho das mulheres produtoras de Cafés Especiais

Revista Attalea Agronegócios

Palini & Alves recebe a visita das mulheres do projeto “Flores do Café”

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário