Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Bovinos de Corte NOTÍCIAS

Cadeia da carne bovina exige profissionais mais curiosos e orientados a dados. Você tem esse perfil?

As tecnologias para produção de carne bovina de qualidade são conhecidas, assim como as ferramentas para utilizá-las. É preciso investir em nutrição de precisão, rígido controle sanitário, intenso melhoramento genético e gestão dos processos.

Porém, são as pessoas certas nas posições certas os agentes responsáveis pelo uso correto dessas soluções inovadoras. Este é o conceito do Programa Carne 4.0, lançado pelos zootecnistas Danilo Millen, PhD em nutrição de ruminantes da UNESP–Campus Dracena, e Andrea Mesquita, diretora do Território da Carne.

“A Quarta Revolução Industrial tem foco nas competências humanas para gestão e transformação do mercado de trabalho. E a nova geração de talentos ligados à cadeia da carne está com fome de aprender e mudar, associando os negócios às tecnologias para o aumento da produtividade. Eles querem – e vão – atualizar os velhos modelos de trabalho”, destaca Andrea Mesquita.

O Programa Carne 4.0 é uma iniciativa inédita e disruptiva que objetiva complementar a formação dos novos profissionais com temas específicos e relevantes para a cadeia da carne bovina, tendo como pontos centrais as mentes curiosas, flexíveis e orientadas a dados dos jovens que estão chegando agora ao mercado de trabalho.

O programa é voltado para alunos de graduação, pós-graduação e profissionais de zootecnia, medicina veterinária, agronomia, agronegócio, gastronomia e nutrição. As aulas são presenciais (teoria, prática e degustação) e on-line (comitê de orientação da carreira e materiais complementares).

São cinco edições, entre maio e novembro de 2019, em dependências de universidades públicas e privadas pré-selecionadas. Cada edição contará com 20 a 30 alunos. Assim, o objetivo deste projeto-piloto é envolver 150 jovens de maneira direta, atingindo até 10 mil pessoas, considerando o alcance de marketing digital e outras mídias.

“O momento exige um novo profissional, cujas habilidades são constantemente atualizadas. Esses talentos são cada vez mais valiosos para a estratégia das empresas da cadeia da carne bovina. Melhor capacitados eles serão, consequentemente, mais disputados”, explica Danilo Millen.

“O Programa Carne 4.0 está à disposição de empresas e instituições igualmente preocupadas com a formação dos novos profissionais segundo as novas exigências do mercado”, complementa Andrea Mesquita.

Os interessados podem entrar em contato diretamente com os realizadores

Danilo Millen

 

FONTE: Monique Oliveira – TEXTO ASSESSORIA
monique@textoassessoria.com.br

Related posts

Pecuaristas celebram resultados do confinamento em 2018; margem chegou a até 30% por animal

EMBRAPA Clima Temperado orienta sobre Plantio Direto em terras baixas

Embrapa desenvolve metodologia inovadora para avaliar fatores de sucesso na piscicultura

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário