fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Café

ABICS lança manual de café solúvel para baristas

O café é uma das bebidas que mais se transformou nos últimos tempos nas mesas dos consumidores devido à diversidade de ofertas do produto, como gourmet, monodoses, bebidas funcionais, entre outras, e dos métodos de preparo. Essas mudanças resultaram na profissionalização dos baristas e na sua importância para o setor.
 
Atenta a esse cenário de constante evolução, a Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics) acaba de lançar o Manual de café solúvel para baristas. “Com a inclusão desse exclusivo material nas grades das principais escolas de formação em barismo, pretendemos contribuir com a capacitação desses profissionais, de maneira que tenham total conhecimento do segmento de solúvel”, explica Eliana Relvas, cafeóloga, especialista em avaliação sensorial e consultora da entidade.

BAIXE AQUI O MANUAL GRATUITAMENTE,
(clique na imagem abaixo)

O conteúdo, que foi desenvolvido pela ABICS em parceria com todas as indústrias de café, tem o objetivo de levar o máximo de informação sobre o café solúvel aos baristas, profissionais que têm contato direto com os consumidores em geral.
 
“O manual apresenta toda a cadeia produtiva do produto, incluindo as etapas que envolvem a entrada da matéria-prima, processos de secagens existentes no mercado brasileiro, metodologia de avaliação sensorial criada especificamente para a categoria, métodos de preparo e outras formas de consumo, além das certificações  existentes e receitas com o solúvel”, detalha.
 
A oficialização e o lançamento do manual de café solúvel para baristas se deram com a assinatura de convênios entre a ABICS e o Museu do Café de Santos, que é referência no Brasil, e o Centro de Preparação de Café do Sindicato das Indústrias de Café do Estado de São Paulo (Sindicafé-SP). O manual é gratuito para download e pode ser acessado no site da ABICS.
 
Bons ventos para o avanço no consumo de café solúvel

O café solúvel segue trajetória de grande evolução no mercado interno, mesmo diante dos impactos econômicos gerados pela pandemia da Covid-19. “O lançamento do manual vem em momento oportuno em face do expressivo aumento do consumo no mercado brasileiro, que cresceu, no ano, mais de 10% graças às variedades de produtos à disposição do consumidor e a sua praticidade de uso”, avalia o diretor de Relações Institucionais da Abics, Aguinaldo Lima.
 
O consumo acumulado de janeiro a agosto de 2020 chegou a 14,903 mil toneladas, registrando um incremento de 10,1% na comparação com as 13,536 mil toneladas consumidas em mesmo intervalo do ano passado. “O tipo spray dried evoluiu 9,5% e o freeze dried teve crescimento de 23,6%. Os cafés solúveis importados, embora sejam volumes pequenos, também colaboraram para o avanço na comparação com o mesmo período de 2019”, conclui.

FONTE: Agência P1 – Paulo André C. Kawasaki – pauloandre@agenciap1.com.br

Related posts

II Fórum Mundial de Produtores de Café acontece no Brasil

Lavouras de café atingem uma produtividade média de 60 sacas por hectare em Carlinda (MT)

Projeto Cafeicultura de Rondônia realiza Seminário Regional

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário