Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Tecnologia

Nova Plataforma InCeres traz mais soluções para Agricultura de Precisão

A produção do setor agrícola tem passado por diversas mudanças e avanços em manejo e tecnologia, visando ao aumento da produtividade dos agricultores e ao desenvolvimento sustentável de toda a atividade.

Atenta a esse cenário e às necessidades do setor, a InCeres, empresa referência em agricultura de precisão, lançou, durante o Congresso Brasileiro de Agricultura de Precisão (ConBAP), maior evento do setor, realizado na América Latina, que aconteceu entre os dias 2 e 4 de outubro, em Curitiba (PR), sua nova plataforma de soluções para o setor.

“A digitalização do agronegócio é inexorável, e passa pelos produtores. A nova plataforma InCeres veio para ajudar na aceleração da digitalização, empoderando o agrônomo na tomada de decisão, criando uma aliança com os consultores e levando valor aos agricultores”, diz Leonardo Menegatti, CEO da InCeres.

A plataforma possui novas funcionalidades, como a ferramenta Álgebra de Mapas, que correlaciona informações para gerar mapas de doenças, pragas, pluviometria, entre outras. “A geração de Zonas de Manejo direto na plataforma InCeres, de maneira prática, rápida e econômica, também foi uma das novidades apresentadas”, informa Menegatti. Além dessas inovações, a InCeres lançou também o aplicativo mobile para Android e iOS, chamado InCeres Coleta.

“O InCeres Coleta foi desenvolvido para facilitar a amostragem de solo. Com ele, é possível acompanhar a sua distância até o local de coleta e navegar até lá, além de escanear códigos de barras e informar o status da coleta nos pontos, tudo para maior controle e precisão na amostragem do solo e integração com a plataforma”, informa o CEO da InCeres.

Menegatti destaca também algumas das novas funcionalidades da plataforma, como Compartilhamento e permissões; Mapa de compactação; Zonas de manejo; Amostragem otimizada; Organização da coleta; Mapas de fertilidade; Mapa de recomendação; Mapa de NDVI e RGB; Mapas de produtividade; Mapa de relevo; Álgebra de mapas e Relatório digital. “Em nosso site é possível acompanhar um tutorial para saber como operar nossa nova plataforma de forma correta e assertiva”, explica.

Graças ao trabalho da equipe InCeres e à plataforma que foi desenvolvida por eles, a KLF Agrosolução, praticamente triplicou de tamanho, nos últimos anos. “Hoje, a minha empresa tem um espelhamento da tecnologia de ponta desenvolvida pela InCeres para atender o cliente da melhor maneira possível”, avalia o cliente e diretor-técnico da empresa, Rafael Garofolo. “O produtor usa a plataforma como um diferencial no campo, e agora é certeza que vai adorar essa nova versão”, explica Garofolo.

Todas as informações sobre a nova funcionalidade podem ser encontradas no site (http://inceres.com.br/como-funciona-a-inceres/). Para saber mais sobre a plataforma, é só solicitar um consultor e agendar uma demonstração pelo site (https://materiais.inceres.com.br/solicitar-consultor-inceres).

SOBRE A InCERES

Localizada em Piracicaba, interior de São Paulo, a startup InCeres, especializada em soluções inteligentes para a agricultura de precisão, faz parte do Pulse – Hub de Inovação da Raízen e do grupo de empresas do ecossistema do Vale do Piracicaba, polo brasileiro de tecnologia voltado à inovação agrícola.

O propósito da empresa, que tem sinergia com a área acadêmica, é colaborar de forma ativa para o desenvolvimento da agricultura digital brasileira. Os negócios da empresa estão avançando e sua carteira atual de clientes inclui nomes como Comigo, Coopercitrus, Belagrícola, Coplacana, APagri, Agropazinato, Usina Cerradinho, Qualiciclo Agrícola, e tem histórico de mais de 6 milhões de hectares processados no Brasil, entre outros.

FONTE: Rafael Albuquerque – BPA Comunicação Integrada
rafael.mailing@gmail.com

Related posts

Cepas para controle biológico selecionadas pela Secretaria de Agricultura são usadas por 90% das empresas brasileiras

[Ricardo Frazzato] – Aumento de startups no agronegócio refletem maturidade no campo

GAtec estrutura crescimento no Brasil

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário