fbpx
Revista Attalea Agronegócios
ENTIDADES DE CLASSE NOTÍCIAS

Teresa Vendramini é a nova presidente da SRB – Sociedade Rural Brasileira

Pecuarista e socióloga paulista assume o comando da entidade como sucessora de Marcelo Vieira

A Sociedade Rural Brasileira (SRB) elegeu no dia 10 de fevereiro, a pecuarista e socióloga Teresa Vendramini como nova presidente. Eleita pelo Conselho Superior da entidade, Teresa ficará à frente da entidade em mandato de três anos, até o início de 2023. Ela sucederá o atual dirigente, Marcelo Vieira, que assumiu o posto em 2017.

Diretora do departamento de Pecuária na gestão de Vieira, Teresa Vendramini integra a terceira geração de uma família que há 80 anos acumula vínculo com o agronegócio. Natural de Adamantina, no interior de São Paulo, gerencia atualmente propriedades rurais em Flórida Paulista (SP) e no Mato Grosso do Sul, onde prioriza técnicas de melhoramento genético, qualidade de pastagem, sanidade, preservação ambiental e bem-estar animal.

A empresária notabilizou-se como uma das principais referências femininas do agronegócio no Brasil. Nos três anos como diretora de Pecuária da SRB, promoveu debates, palestras e workshops para capacitação de pecuaristas em todas as regiões do País. Nesses encontros, tratou sobre o papel do produtor para o avanço do setor e o desenvolvimento de novas tecnologias, gestão dos negócios dentro de campo, negócios e sustentabilidade. “Fui até agricultores, dos mais simples aos mais tecnificados, conhecer na prática suas
reinvindicações e os principais desafios”, diz Teresa. “Essa aproximação é hoje meu diferencial para ajudar no desenvolvimento do agro brasileiro”, declara a nova presidente.

Em 2018, foi homenageada na celebração de 45 anos da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) pelos serviços prestados em prol da pesquisa e do desenvolvimento tecnológico do agronegócio nacional. Na ocasião, foi apresentada como “representante do agro que o Brasil precisa: arrojado, ousado, bem informado e realizador”.

Sua gestão à frente do departamento foi marcada por episódios em defesa dos interesses dos pecuaristas. Mobilizou produtores rurais na Assembleia Legislativa de São Paulo contra a suspensão do embarque de animais vivos, liderou os debates sobre o Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa, participou de discussões na OIE (Organização Mundial da Saúde Animal) e na FARM (Federação das Associações Rurais do Mercosul).

Teresa Vendramini, comandará a entidade em parceria com os vice-presidentes Pedro de Camargo Neto, Francisco de Godoy Bueno e Sergio Bertolozzo. O Conselho também elegeu para a diretoria executiva: Bento Mineiro, Simone Tanuss, Azael Neto, Renato Diniz Junqueira, Marcelo Schunn Junqueira e Marcus Falleiros.

Os Conselheiros Executivos: Marcus Vinicius Falleiros, Rodrigue Junqueira Castejon e João Francisco Adrien.

 

A REGIÃO DE FRANCA NO CENÁRIO BRASILEIRO

Eleito para a Diretoria Executiva da SRB, o produtor rural francano Marcus Vinicius Falleiros, 26 anos, há sete anos desenvolve um trabalho institucional de organização e divulgação da da agricultura e pecuária em toda a região. “Segui os passos do avô e bisavô, que foram associados da SRB e defenderam a agricultura e pecuária de nossa região. Neste período em que estou na SRB, desenvolvi ações no Comitê de Juventude e Liderança e também no Comitê do Café da entidade. Durante três anos, desenvolvi a função de Delegado Regional da SRB para a Alta Mogiana, onde várias ações foram desenvolvidas na região, em especial durante a EXPOAGRO, em Franca (SP)”, explicou Marcus Vinicius.

O francano Marcus Vinicius Falleiros, eleito Conselheiro Executivo da SRB.

Neste início de ano, convidado por Teresa Vendramini, Marcus Vinicius assumirá uma das cadeiras da Diretoria Exe-cutiva e também no Conselho Superior da SRB pelos próximos três anos. “Considero que isto vem muito a agregar para a região de Franca. Somos um polo importante na produção cafeeira e de cana de açúcar. E carecemos de lideranças que representem e defendam os interesses dos produtores rurais. Vamos trabalhar para fortalecer a nossa região no cenário nacional”, disse.

Fundada em 1919, a Sociedade Rural Brasileira trabalha há quase um século com políticas públicas e iniciativas voltadas para o desenvolvimento da cadeia produtiva do agronegócio brasileiro. Formada em sua origem por produtores rurais dotados da convicção de modernizar constantemente o setor, seja pelo melhoramento tecnológico, pelo ambiente regulatório e pelo aumento da produtividade, a SRB insere-se em pleno século XXI como uma plataforma de intermediação entre os diversos elos dessa cadeia produtiva. Solucionar conflitos, gerar consensos e encontrar soluções são os conceitos-chaves para que o agro brasileiro continue sendo cada vez mais eficiente, competitivo e sustentável.

Related posts

Destaques do marketing do agro são premiados na 18ª Mostra de Comunicação ABMRA

Revista Attalea Agronegócios

Brasileira descobre no Eucalipto um substituto para agroquímicos

Nematoides estão presentes em 35% da área da cultura do algodoeiro de Mato Grosso

Revista Attalea Agronegócios

1 Comentário

mariza torquato fevereiro 18, 2020 at 4:13 pm

Sra persidenta Tereza vendramini
Com 80 anos senti orgulhosa de ver sua entrevista pela TV,gostaria de felisita-la.Gostaria de dizer que ser agricultora aqui em Sâo JOsé dos Campos é um atentado contra tudo que é certo.A valorização é para que se coma parafuso.lembre sempre que há região do pa´is que precisa ter um agro com mportância
Desculpe meu desabavo são anos de sofrimento sem ter devido respeit o
Atenciosamente
Mariza Machado Torquaro
profissão Pecuarista.

Resposta

Deixe um comentário