Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Bovinos de Leite

Temporada de carrapatos

Com a chegada da primavera, o aumento dos níveis médios de temperatura e de umidade tornam o ambiente favorável ao desenvolvimento do parasito

 

Na maior parte do território brasileiro os carrapatos estão presentes nos bovinos durante todo o ano em menor ou maior intensidade de acordo com a época do ano. As condições climáticas são determinantes à intensidade das infestações e, por esse motivo, em certos períodos do ano ocorrem aumentos significativos das infestações nos animais. Estas épocas são chamadas “Gerações” e surgem quando as condições ambientais são favoráveis ao desenvolvimento do parasito nas pastagens.

Em algumas regiões do Brasil, podem acontecer até quatro gerações, de acordo com as estações do ano. A primeira coincide com o início da primavera na Região Sul, de clima temperado, e seu surgimento está relacionado ao aumento da temperatura média ambiental. No restante do país, essa geração também surge nos meses de primavera, entretanto, é importante reforçar que a condição básica para seu surgimento é o aumento da umidade relativa do ar (início do período chuvoso).

O verão propicia condições ambientais para o surgimento da 2ª geração, e da mesma forma, ao final do outono surge a 3ª geração. Dependendo das condições ambientais, em algumas regiões ainda surge uma 4ª geração ao final do inverno. É preciso reforçar que o impacto de cada geração tem relação direta com a quantidade de carrapatos da geração imediatamente anterior a ela, pelo menos até a 3ª geração. Em regiões de baixa altitude, onde condições de umidade e temperatura são favoráveis, a geração de maior impacto costuma ser a 4ª.

Quando avaliamos a distribuição total do parasito entre o ambiente e os animais, a maior parte da população de carrapatos concentra-se no ambiente. Estima-se que 95% da população geral dos parasitos estejam nas pastagens, enquanto apenas 5% está nos animais. “Com base nas informações relacionadas ao ciclo de vida e as condições epidemiológicas, ou seja, condições que favoreçam ou desfavoreçam as populações de parasitos, podemos construir um plano de controle mais efetivocom intuito de reduzirmos as infestações por carrapatos. Neste plano, “utilizamos os animais para buscarmos a máxima redução da população do parasito nas pastagens, onde a maior parte da infestação se encontra”, explica o Gerente Técnico de Pecuária de Corte da Ceva Saúde Animal, Marcos Malacco.

Como mencionado, a intensidade de infestação de cada geração do carrapato tem relação direta com a intensidade da infestação apresentada na geração imediatamente anterior. Portanto, o sucesso do programa de controle dependerá do controle adequado dos carrapatos já no início da primeira geração. Obviamente o monitoramento do programa deverá ser contínuo. Caso haja necessidade de intervenções as mesmas deverão ser imediatamente inseridas.

Frente aos desafios impostos pelo parasita, a Ceva Saúde Animal desenvolveu o Fluron® Gold, um carrapaticida, mosquicida e bernicida para os bovinos, com ação de contato e sistêmica.

“A formulação de Fluron Gold reúne princípios ativos e potencializador que permitem duas formas de controle do carrapato: uma por contato, que controla todos os estágios parasitários do parasito; e outra sistêmica. Nesta última o princípio ativo é absorvido, chega ao sangue e controla estágios juvenis do carrapato (larvas adquiridas nas pastagens e ninfas), interferindo na produção de uma substância elementar, a quitina, essencial para a formação da “carapaça” (exoesqueleto) desses estágios. Como consequência, há soluções de continuidade na carapaça desses estágios parasitários, com perda de substâncias internas, hemorragias e desidratação. Este princípio ativo também interfere na formação da cutícula (“casca”) dos ovos de fêmeas adultas do carrapato, que porventura escaparem do controle pelos ativos que agem por contato. Com isso, grande quantidade de ovos não serão viáveis. Isso contribuirá para a redução das infestações ambientais”, afirma Malacco.

Fluron® Gold é recomendado para aplicação tópica pour on. A dose recomendada é de 1 mL/10 Kg de peso vivo e o produto deve ser aplicado sobre toda a linha média superior do corpo dos animais, desde a nuca até a base da cauda.

Sobre a Ceva Saúde Animal

A Ceva Saúde Animal está diretamente presente em 45 países, possui 13 centros de pesquisa e desenvolvimento, 25 sites de produção e emprega 5.500 pessoas ao redor do mundo. A empresa é focada em pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de produtos farmacêuticos e vacinas para animais de companhia, aves, ruminantes e suínos.

Mais informações disponíveis no site: www.ceva.com.br

 

FONTE: Gisele Assis – CEVA SAÚDE ANIMAL

gisele@tantas.com.br

Related posts

De olho em novas tecnologias, pecuaristas brasileiros visitam fazendas da Califórnia

UNESP Ilha Solteira (SP): zootecnista e engenheiro mecânico criam equipamento que auxilia no manejo bovino

Revista Attalea Agronegócios

EXPOZEBU 2019: Edição histórica é preparada para os 100 anos da ABCZ

Deixe um comentário