Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Café EVENTOS - DESTAQUES

Semana Internacional do Café 2018: Liberali apresenta software de gestão próprio para a cultura do café

Com soluções de ponta a ponta para auxiliar o cafeicultor, a Liberali leva para a Semana Internacional do Café o módulo “Agribusiness Café”. A tecnologia faz parte do software de gestão B1Agribusinnes, desenvolvido pela empresa mato-grossense e certificado pela internacional SAP. O evento ocorre entre os dias 07 e 09 de novembro em Belo Horizonte (MG), no Expominas.

A Liberali é uma empresa mato-grossense de consultoria especializada em softwares de gestão empresarial e para o agronegócio, tendo em 2015 recebido à certificação da SAP, através da unidade de Toronto do Canadá, o SAP Labs Toronto.

O módulo Agribusiness Café, desenvolvido pela Liberali, visa gerenciar todos os processos de pós-colheita do café, desde a sua saída do campo até a chegada ao pátio de descarregamento. Entre os apontamentos que se pode ter com o módulo do B1Agribusiness voltado para a cultura do café estão à pesagem de entrada do produto, recebimento (terreiro, secador e tulha), despolpa, benefício do café, qualidade do café, romaneio de carregamento e pesagem, manutenção da usina e viveiro de café.

A tecnologia será apresentada pela Liberali na Semana Internacional do Café que será realizada entre os dias 07 e 09 de novembro em Belo Horizonte (MG), no Expominas. O evento é voltado para cafeicultores, torrefadores, classificadores, exportadores, compradores, fornecedores, empresários, baristas, proprietários de cafeterias e apreciadores. A sua realização em Minas Gerais é decorrente ao estado ser o maior produtor de café do país. O evento é promovido pela Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (FAEMG), elo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e pela Café Editora.

Conforme o terceiro Acompanhamento da Safra Brasileira de Café 2018, divulgado em setembro pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), o país possui uma área em produção entre café arábica e conilon de 1,862 milhão de hectares, sendo a variedade arábica responsável por 80,2% da área semeada.

A perspectiva é que sejam colhidas 59,9 milhões de sacas, 33,2% a mais que no ciclo passado. Somente Minas Gerais deverá ser responsável pela produção de 31,8 milhões de sacas, seguida do Espírito Santo com 13,4 milhões de sacas e de São Paulo com 6,2 milhões de sacas. Já Mato Grosso, estado sede da Liberali, deverá colher 106,8 mil sacas de café na safra 2018, um aumento de 16,7% frente a 2017.

Sobre a Liberali

Com mais de 17 anos de experiência no atendimento personalizado aos grandes players do mercado nacional e internacional, a Liberali é uma companhia provedora de soluções tecnológicas para negócios do agrobusiness, que buscam alta escalabilidade, com controle de custos, gestão estratégica e tomadas de decisão assertivas. Além do Brasil, a empresa de consultoria especializada em softwares de gestão empresarial com foco na excelência do negócio do cliente possui contratos internacionais em países como o Chile e parcerias nas Américas, Europa, África e Oceania.

Com sede em Cuiabá (MT), a Liberali no ano de 2015 foi certificada pela empresa SAP, através da unidade de Toronto do Canadá, o SAP Labs Toronto. A certificação qualifica a empresa mato-grossense como uma das principais e maiores fornecedoras e exportadoras de softwares integrados do Brasil.

A Liberali conta com uma equipe altamente gabaritada para atender clientes em todo mundo. Suas soluções tecnológicas de softwares de gestão empresarial são compostas pela B1Agribusiness, Liberali Cloud, B1Sales e SAP Business One.

Mais informações: www.liberali.com.br 

 

FONTE: Viviane Petroli – Assessoria de Imprensa Liberali

Powered by Rock Convert

Related posts

6.000 fazendas de café de pequena escala melhoraram sua sustentabilidade na América Central e na República Dominicana

Revista Attalea Agronegócios

Semana Internacional do Café: Campeonatos Mundiais de brewers e cup tasters serão realizados na feira.

Revista Attalea Agronegócios

Você já conhece a Recolhedora Terrena?

Deixe um comentário