fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Milho e Soja

Raiz Forte: Vittia amplia portfólio com solução exclusiva e integrada para o cultivo da soja

Programa Raiz Forte aumenta a rentabilidade por hectare, sem riscos para o meio ambiente, e maior proteção desde as sementes

De olho no mercado da soja, que deve ter um dos maiores incrementos na safra deste ano, a Vittia – empresa líder em inoculantes no Brasil e dona da maior fábrica de produtos para controle biológico da América Latina – apresenta ao mercado o Programa Raiz Forte, combinação eficiente e segura de fertilizantes, defensivos biológicos e biofertilizantes, tanto para o tratamento de sementes (TS) quanto para o sulco de plantio do grão.

A novidade vem em boa hora, já que segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o volume de soja na safra 2022/23 deve aumentar em 4,4%, o que representa 1,73 milhão de hectares.

Com tecnologia 100% brasileira, o poderoso combo é capaz de aumentar a rentabilidade da produção, sem riscos para o meio ambiente, para a planta ou para quem faz o manejo, benefícios atestados em campo e em parceria com instituições renomadas de pesquisa.

Como o plantio da soja começa em setembro/outubro, junho é o período ideal para, literalmente, preparar o terreno.

Gerente de portfólio da Vittia, Marcos Paulo da Silva, ressalta a importância do cuidado com o tratamento de sementes nessa etapa e explica que no início do desenvolvimento da planta há um ataque muito forte de nematoides e fungos de solo que afetam significativamente a semente, reduzindo de forma drástica a produtividade. “Por isso é preciso um cuidado especial com a soja logo nos primeiros 30 dias do cultivo”, pontua.

O Raiz Forte TS ,que é composto pelos produtos Biomax Premium Líquido Soja, Biomax Azum, NHT CoMoNi, Bioenergy, No-Nema e Tricho-Turbo, usado nessa etapa faz com que a planta se torne vigorosa, com estande inicial bem-desenvolvido e protegido dos patógenos.

O especialista afirma que os benefícios do programa começam com e bioativação do solo e nutrição da semente e planta. Ao usar o programa, a fixação biológica de nitrogênio é mais eficiente, há ganhos na formação de raízes, no aproveitamento da água e dos biológicos. “Mais saudáveis e bem-nutridas logo na semente, as plantas são mais resistentes também a danos por estresses abióticos como seca e ataque de patógenos”, explica.

Sulco de plantio

Já nessa etapa, o Raiz Forte ganha um importante aliado: o Meli-X Turbo, potente extrator de nutrientes. Recentemente lançado pela Vittia, o Meli-X atua simultaneamente na solubilização de nutrientes e na promoção de crescimento da soja, retirando o fósforo que já existe no solo e disponibilizando-o para a planta, ajudando principalmente no aumento do volume de raízes. Esses efeitos potencializam o aproveitamento dos recursos nutricionais presentes na fração orgânica e mineral da terra, bem como aqueles fornecidos via fertilizantes.

O Programa Raiz Forte TS e Sulco é um programa exclusivo Vittia, como explica também o gerente de Tratamento de sementes da empresa, Luiz Marin.

O programa é avaliado minuciosamente em associações com pacotes químicos do mercado, nos quais são testados diversos parâmetros desde a aplicabilidade, a fluidez das sementes, a viabilidade das sementes tratadas e a viabilidade do uso seguro de micro-organismos: “Comprovamos com a Pesquisa e o Desenvolvimento a efetividade da oferta Vittia em nossos laboratórios, para depois – na prática- avaliamos essas plantas agronomicamente e especialmente na produtividade, que é o que mais importa para o produtor”.

Mais informações: em vittia.com.br e ri.vittia.com.br, e acompanhe as redes sociais em: youtube.com/vittia; Instagram: @vittiaoficial; linkedin.com/company/ vittia; facebook.com/vittiaoficial/

FONTE: ComTexto Comunicação Integrada
Viviane Pironelli – viviane@ctexto.com.br
(16) 99165-5334

Related posts

KWS participa de Dia de Campo em Ituiutaba (MG)

Revista Attalea Agronegócios

Inédita no Brasil, patente de método de controle da ferrugem da soja é concedida à TMG

Colhedora YH 880: lançamento da Yanmar promete revolucionar a agricultura brasileira

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário