fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Cafés Especiais NOTÍCIAS

Produtores de Garça (SP) focam no plantio de cafés especiais

O cafezal de Tamis Lustre fica em Garça (SP) e há um ano ele começou a investir em grãos diferenciados. Os pés de café mais docinho são escolhidos. A colheita é feita de forma manual ou mecanizada, dependendo do terreno onde está a lavoura.

A expectativa nesta safra é colher 10 toneladas, a mesma produção do ano passado. O produtor explica que o quilo do café verde, conforme a qualidade, é comercializado entre R$ 6 e R$ 8. Já o grão torrado, vendido em lotes como café especial, sai por, pelo menos, R$ 30 o quilo.

No ano passado, a região de Garça contava com 10 produtores de cafés especiais. Neste ano, já são 30 produtores. A maioria centralizou o beneficiamento em uma única fazenda da região. No local, o processo de lavagem e seleção dos grãos é rigoroso.

O agricultor Renato Sanches Leal espera vender nove toneladas, o dobro da safra anterior. Segundo ele, os cafés especiais têm o objetivo de conquistar o consumidor pela qualidade.

Luis Salluti é produtor e degustador de café há mais de 30 anos. Ele explica que o café especial tem uma doçura natural devido às características dos grãos colhidos. A bebida também é mais suave por conta da torra mais clara.

O município de Garça é um importante produtor de café há 110 anos. A região possui mais de 12 mil hectares de área plantada com cafezais. A safra estimada para este ano é de um milhão de sacas. O que significa 10 % a mais do que no ano passado. Os números são da CATI, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral.

Related posts

Casal de agricultores de Pedralva (MG) faz sucesso na produção de café orgânico

Revista Attalea Agronegócios

Secretaria de Agricultura, APTA e Fundepag assinam acordo para implantar Programa Cidadania no Campo

Os desafios do setor cafeeiro para manter a produção e exportar o produto

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário