Image default
Cafés EspeciaisNOTÍCIAS

Produtores de Garça (SP) focam no plantio de cafés especiais

O cafezal de Tamis Lustre fica em Garça (SP) e há um ano ele começou a investir em grãos diferenciados. Os pés de café mais docinho são escolhidos. A colheita é feita de forma manual ou mecanizada, dependendo do terreno onde está a lavoura.

A expectativa nesta safra é colher 10 toneladas, a mesma produção do ano passado. O produtor explica que o quilo do café verde, conforme a qualidade, é comercializado entre R$ 6 e R$ 8. Já o grão torrado, vendido em lotes como café especial, sai por, pelo menos, R$ 30 o quilo.

No ano passado, a região de Garça contava com 10 produtores de cafés especiais. Neste ano, já são 30 produtores. A maioria centralizou o beneficiamento em uma única fazenda da região. No local, o processo de lavagem e seleção dos grãos é rigoroso.

O agricultor Renato Sanches Leal espera vender nove toneladas, o dobro da safra anterior. Segundo ele, os cafés especiais têm o objetivo de conquistar o consumidor pela qualidade.

Luis Salluti é produtor e degustador de café há mais de 30 anos. Ele explica que o café especial tem uma doçura natural devido às características dos grãos colhidos. A bebida também é mais suave por conta da torra mais clara.

O município de Garça é um importante produtor de café há 110 anos. A região possui mais de 12 mil hectares de área plantada com cafezais. A safra estimada para este ano é de um milhão de sacas. O que significa 10 % a mais do que no ano passado. Os números são da CATI, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral.

Related posts

TOMRA Food apresenta gama completa de soluções para o mercado de produção de batatas

Mario

O Brasil é o líder mundial da Agricultura Sustentável

Mario

Agrivalle realiza parceria com laboratório Nemavasf

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais