fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Bovinos de Corte

Produtividade e aceitabilidade da forrageira “Mulato II” impressiona pecuarista do Maranhão

A Fazenda Igarapé, localizada na cidade de Igarapé Grande (MA), é destaque na engorda e criação de gado Nelore de elite no país, com um plantel de alta qualidade genética. Ao todo, a propriedade possui três mil hectares e, desses, dois mil e duzentos são destinados para o pasto.

O engenheiro agrônomo e representante técnico, Lívio de Souza Moura, comenta que os índices zootécnicos da fazenda estão totalmente relacionados à qualidade de suas pastagens. “A propriedade é bem dividida e utilizamos diferentes cultivares para evitar a contaminação da pastagem no caso de doenças ou pragas específicas de um tipo de gramínea e, além disso, proporcionar uma alimentação balanceada ao rebanho”, observa.

Em relação à forrageira Mulato II, o profissional conta que começou a plantar as primeiras áreas há seis anos. Atualmente, são 120 hectares dedicados à gramínea e seus principais benefícios são a alta capacidade de rebrote e perfilhamento, elevada produtividade e excelente palatabilidade do gado. Além disso, cobre todo o terreno e não apresenta pragas e doenças.

“Fizemos um experimento com 26 gramíneas para um dia de campo e separamos por canteiros, já que era um teste para mostrar variedades de capim e novidades do mercado. No fim do dia, colocamos o gado para pastar para notar qual forrageira o gado preferia. Foi muito interessante notar que as 10 unidades animais que colocamos foram para o Mulato II. Ficamos impressionados com esse resultado”, ressalta.

Os cuidados com a correção do solo antes de iniciar o plantio seguiram as indicações sugeridas pela análise de solo. Nas áreas de Mulato II, foi utilizado fósforo e em dois espaços foi realizada adubação nitrogenada com adubo foliar. “O investimento tem compensado bastante. Temos a intenção de aumentar o pasto nos próximos anos com a gramínea. No ano que vem serão reformados 300 hectares de pasto e, sem dúvida, vamos colocar uma parcela de Mulato II”, finaliza.

Braquiária híbrida Mulato II

O Mulato II está sendo comercializado com exclusividade na safra 2018/2019 pela Barenbrug do Brasil. A cultivar é incrustada, com pureza mínima de 95% e com novo tratamento que recebe a marca Yellow Jacket®. Além de fungicida, Yellow Jacket® inclui inseticidas de amplo espectro, nutrientes e bioestimulantes que proporcionam maior proteção e velocidade de estabelecimento das plantas no pasto.

Esta iniciativa marca o início de diversas ações realizadas pela companhia, que envolvem a oferta exclusiva de híbridos e tecnologias no mercado de forrageiras. Para conferir mais detalhes sobre este híbrido, acesse https://www.mulato2.com.br

Sobre a Barenbrug Brasil

A Barenbrug do Brasil é uma empresa do Royal BarenbrugGroup, com mais de cem anos de vida, pioneira e líder mundial no segmento de sementes forrageiras. É especializada no melhoramento genético, na produção e no tratamento de sementes.

Desenvolve tecnologias inovadoras para manejo de pastagem e, por meio do programa de melhoramento genético e de sua rede de distribuição, oferece cultivares superiores ao setor agropecuário, adaptadas e com alto potencial de conversão em produto animal. A empresa foi fundada na Holanda em 1904 e possui 27 filiais presentes em todos os continentes – especializadas também no melhoramento genético e na produção de sementes para gramados e forrageiras – o que a torna uma das maiores companhias do setor no mundo. No Brasil desde 2012, a Barenbrug é a única empresa privada especializada em melhoramento genético de forrageiras tropicais. Para mais informações, visite www.barenbrug.com.br

FONTE: Angélica Cortez – ALFAPRESS COMUNICAÇÕES
angelica.cortez@alfapress.com.br 

Related posts

Embrapa Pesca e Aquicultura sedia nova capacitação de extensionistas em ILPF

Tecnologia nas sementes melhoram eficiência do plantio das pastagens

Revista Attalea Agronegócios

Oportunidades com uso de sombra para bovinos confinados no Brasil

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário