CaféEVENTOS - DESTAQUES

Painel no Encoffee 2022 destaca benefícios da irrigação por gotejamento na cultura do café

Durante dois dias, 27 e 28 de setembro, produtores rurais, cooperativas, empresários e representantes do setor cafeeiro se reuniram para trocar experiências e conhecer os novos rumos da cafeicultura brasileira durante o Encoffee 2022. O encontro nacional aconteceu no Triângulo Mineiro, no Palácio de Cristal, localizado no município de Uberlândia (MG), e contou com a presença de especialistas e importantes nomes do mercado.

Uma série de palestras debateram questões de dentro e fora da porteira e um importante painel falou sobre gestão de risco e resultados obtidos com irrigação por gotejamento, já que as mudanças climáticas causam significativas consequências nos cafezais.

O painel foi organizado pela israelense Netafim, pioneira e líder em irrigação por gotejamento. O tema foi a paixão pelo café e pela irrigação: “Se o café é sua paixão ele merece irrigação”.

Quase 500 espectadores acompanharam o depoimento de Gabriela Terra, especialista em irrigação e filha de cafeicultores, que falou da sua vida na fazenda, desde os 10 anos de idade e do trabalho da sua família no campo: três mulheres e o pai. Ela também abordou os benefícios que a irrigação por gotejamento traz para o café, como aumento da produtividade, melhor controle da questão hídrica, fertirrigação e que o sistema está disponível para qualquer tipo e tamanho de propriedade e participação da mulher no agro.

A Engª Agrª Gabriela Terra, especialista em irrigação da Netafim.

O segundo convidado foi Ricardo Santos, agrônomo e filho de cafeicultor da região de Garça (SP). O cafeicultor contou como implantou uma fazenda de café, partindo do zero, totalmente planejada, mecanizada e irrigada por gotejamento pela Netafim, em Carmo do Rio Claro (MG). Ele era executivo da Bunge e fez desse projeto a sua aposentadoria. Impressionantes foram os resultados apresentados: sempre com média alta de produtividade, superiores às plantações de sequeiro, em iguais condições de manejo. Outra informação importante: ele conseguiu pagar todo o sistema de irrigação logo na primeira safra somente com os ganhos expressivos em produtividade.

Engº Agrº Ricardo Santos filho de cafeicultores da região de Garça (SP)

FONTE: Mariana Cremasco – Alfapress Comunicações
mariana.cremasco@alfapress.com.br

Related posts

2º Mega Encontro Internacional da Raça Senepol: Criadoras ganham Núcleo Feminino

Mario

FIIB 2018: Confira a programação do maior evento de irrigação do país

Mario

Rondônia e Acre: EMBRAPA apresenta novas cultivares híbridas de café em abril e maio

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais