Powered by Rock Convert
Revista Attalea Agronegócios
Image default
Ovinos e Caprinos

Ovinos: EMBRAPA seleciona empresas interessadas em elaborar produtos inéditos derivados

Poderão participar da seleção empresas de qualquer porte com experiência comprovada no setor.

Está aberto até 05 de fevereiro, o edital de seleção para empresas interessadas em elaborar produtos cárneos derivados de ovinos com Tecnologia Embrapa. A empresa selecionada deverá estar legalmente constituída para firmar contrato exclusivo para a produção e a comercialização de copas e presuntos curados ovinos, produtos inéditos no mercado.

Para a Embrapa, este edital representa um esforço em buscar um parceiro para a produção em escala industrial e venda destes produtos no mercado nacional. “Dessa forma, a Embrapa disponibiliza tecnologia visando alavancar novos negócios e oportunidades para a cadeia de produção ovina no Brasil. O edital é uma modalidade que permite que qualquer empresa que cumpra os requisitos possa se consolidar em parceira, levando estes produtos ao mercado consumidor”, explica a chefe de Transferência e Tecnologia da EMBRAPA Pecuária Sul, Estefanía Damboriarena.

O projeto Aprovinos, que gerou as tecnologias para a confecção de produtos de origem ovina, foi resultado de três anos de pesquisas em tecnologia de carnes, tendo como inspiração os derivados de carne suína, que são muito apreciados pelo consumidor. De acordo com a coordenadora do projeto, a pesquisadora da Embrapa Pecuária Sul Élen Nalério, todos esses produtos são feitos com categorias animais com pouco valor comercial hoje, como ovelhas mais velhas e de descarte, porém com bastante qualidade nutricional.

Como são inéditos no mercado, foi preciso partir de produtos similares de outros animais para chegar a processos que garantissem a qualidade, sabor e segurança para o consumidor. “No caso do presunto cru, por exemplo, que é uma peça única e com osso, são levadas em consideração as diversas reações bioquímicas que ocorrem durante a conversão da carne em presunto para encontrar as condições de umidade e de temperatura, além da salga, para chegarmos ao produto final com a qualidade que queríamos e sem riscos de consumo”, ressaltou Élen Nalério. Foi necessário também identificar as cepas de fungos, que dão o sabor e aroma aos embutidos, de forma a certificar que estes não apresentam caráter toxigênico para o consumo.

Saiba mais sobre os produtos

Os presuntos ovinos curados e as copas ovinas compõem a linha Premium, que é formada por produtos com alto valor agregado, concebida para atender públicos de diferentes regiões. A expectativa é que com estes novos produtos, o consumo de carne ovina aumente no país. Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), o consumo per capita atualmente é de cerca de 400 gramas anuais, enquanto que o brasileiro come em média cerca de 47 quilos de carne de frango por ano, 35 quilos de carne bovina e 15 quilos de suínos. Essa realidade mostra um potencial enorme para o aumento da produção e da comercialização, com a possibilidade de chegar a públicos que hoje não têm cultura de consumir este tipo de carne.

As empresas interessadas em participar do processo de seleção deverão acessar o site da EMBRAPA (www.embrapa.br), clicar no banner “Seja Parceiro da Embrapa”, localizado embaixo da tela e selecionar a Oferta 29-2018.

Ou diretamente no link: Edital Aprovinos

Related posts

Microrganismos que causam mastite em caprinos resistem à ação de antibióticos

Revista Attalea Agronegócios

Dia de Campo aborda tecnologias para alimentação e sanidade para ovinos e caprinos de corte

Revista Attalea Agronegócios

Microrganismo usado em queijo de leite de cabra apresenta propriedades anti-inflamatórias

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário