EVENTOS - DESTAQUESGRÃOSMilho e Soja

Microrganismos para o manejo da fertilidade do solo são promotores de crescimento de plantas

Quem for ao XVII Seminário Nacional de Milho Safrinha no dia 30 de novembro, à tarde, em Campo Grande (MS) vai assistir ao Painel sobre “Manejo de fertilidade do solo em milho safrinha, visando à melhoria do sistema de produção”. Um dos temas será “Biologia do solo na nutrição e crescimento da cultura do milho”, com o pesquisador Marco Antônio Nogueira, da Embrapa Soja.

Segundo ele, o uso de insumos biológicos no sistema de produção é um assunto em alta. “Agora, insumo biológico voltado para o manejo da fertilidade do solo é algo mais específico ainda, porque é um caso muito particular de aplicação de microrganismo no sistema de produção”, afirma Nogueira. Ele lembra que, normalmente, ao se falar em microrganismo, a discussão é sobre controle de pragas, controle de doenças, e não necessariamente no manejo da fertilidade.

Os microrganismos voltados para o manejo da fertilidade do solo são promotores de crescimento de plantas. O pesquisador afirma que o que há no mercado, desde 2010, voltado para a cultura do milho e do trigo, inicialmente, foi o Azospirillum, o carro-chefe em termos de inoculante para gramíneas.

Ele explica: “Como um microrganismo que estimula o sistema de raízes das plantas, permitindo maior exploração do solo em busca de água e de nutrientes, ele torna a planta mais eficiente em explorar o solo em busca de água e de nutrientes. E ao mesmo tempo, ele, por esse estímulo, dá a formação não só de biomassa de parte aérea, mas também à biomassa de raízes no longo prazo”.

Para não falar só de Azospirillum, tem a própria tecnologia da Embrapa Milho e Sorgo, lançada recentemente, que são os bacilos mobilizadores de fosfato. Vê-se também sinergia entre esses microrganismos, os mobilizadores de fosfato, que ajudam a planta na absorção de fósforo por vários mecanismos, seja por solubilização, seja por mineralização e também estímulo ao sistema de raiz e quando associado aos Azospirillum, vê-se até um efeito sinérgico na absorção, na obtenção, no desempenho da planta nesses ambientes.

Também discutiram sobre bacilos voltados para aumento de tolerância à seca, que é um importante componente do sistema de produção. “Mecanismos voltados para o que nós chamamos de promoção de crescimento de plantas, isso refletindo no manejo, como vai usar o solo e como a planta vai conseguir explorar esse solo em busca de água e de nutrientes, que acaba refletindo na eficiência do sistema de produção”.

Confira a programação completa abaixo

HorárioTERÇA-FEIRA 28/11/2023
16h – 19hCredenciamento e entrega de material
19h – 20hSessão solene de abertura
20h – 20h40Conferência
Gestão de custos e a viabilidade de produção do milho safrinha: Uma visão do produtor
Eng. Agr. André Dobashi (APROSOJA-MS) – 40 minutos
20h40 – 22hCoquetel e visita aos estandes 
Horário ManhãQUARTA-FEIRA 29/11/2023
7h30 – 8h30Credenciamento e entrega de material – 60 minutos
8h30-12h30Painel – Estratégias para o manejo de molicutes e viroses

Complexo do mosaico e enfezamentos transmitidos por pulgões e cigarrinhas
Eng. Agr. Roberto Carvalho (LONG PING HIGH TECH) – 30 minutos

Manejo da cigarrinha-do-milho
Eng. Agr. Paulo Roberto Garollo (FITOLAB) – 30 minutos

Manejo de pulgões na cultura do milho safrinha
Eng. Agr. PhD. João Spotti Lopez (USP/ESALQ) – 30 minutos

Discussão
Eng. Agr. PhD. Adriano Augusto de Paiva Custódio (IDR-Paraná) – 30 minutos
10h30-11hIntervalo – 30 minutos
11h-11h40Previne – Programa de enfrentamento a viroses e enfezamentos
Eng. Agr. Dr. André Lourenção, Eng. Agr. Dra. Ana Ruschel, Eng. Agr. Dr. Luciano Del Bem Júnior (FUNDAÇÃO MS) – 40 minutos
11h40-12hDiscussão
Eng. Agr. André Dobashi (APROSOJA-MS) – 20 minutos
12h-14hAlmoço – 120 minutos
Horário TardeQUARTA-FEIRA 29/11/2023
13h30-14hPalestra Bônus: Resultados sumarizados dos ensaios cooperativos de fungicidas no controle múltiplo de doenças foliares do milho
Eng. Agr. PhD. Adriano Augusto de Paiva Custódio ​ (IDR-Paraná) – 30 minutos
14h-16h30Painel – Talentos e Inovações
Apresentação oral de seis trabalhos submetidos pelos participantes – 90 minutos (6x15minutos)

Moderador
Dr. Alexandre Dinnys Roese (EMBRAPA/CPAO) – 30 minutos (6x5minutos) 
16h30 – 18hSessão Poster
Dra. Marciana Retore / Dra. Ana Ruschel (EMBRAPA/FUNDAÇÃO MS) – 90 minutos
18h – 21hVisita aos estandes
Assembleia ABMS
Happy Hour
Horário ManhãQUINTA-FEIRA 30/11/2023
8h-9h30Painel – Principais sistemas de produção

Mato Grosso
Eng. Agr. PhD. Claudinei Kappes (NEMABIO) – 20 minutos

Mato Grosso do Sul
Biol. Dr. Alex Melotto (FUNDAÇÃO MS) – 20 minutos

Paraguai e Bolívia
Eng. Agr. ​Fabiano Augusto de Jesus (AGROFÉRTIL) – 20 minutos

Moderador
Eng. Agr. Dr. Rodrigo Arroyo (EMBRAPA/CPAO) – 30 minutos
9h30-10hIntervalo – 30 minutos
10h-12hPainel – Milho em consórcio para preservação e melhoria do sistema de produção – da teoria à prática

Consórcio de milho safrinha com capins
Eng. Agr. Dr. Gessí Ceccon (EMBRAPA/CPAO) – 30 minutos

Consórcio na integração lavoura-pecuária
Daniel Franco Pereira (FAZENDA GUARÁ)  – 15 minutos

Diversificação e consórcio com capins na integração lavoura-pecuária
Ake Van Der Vinne (FAZENDA CABECEIRA)  – 15 minutos

Debatedor
Eng. Agr. MSc. André Figueiredo (KWS) – 20 minutos

Moderação
Elvio Rodrigues (GRUPO MONTE ALTO)  – 30 minutos
12h – 14hAlmoço – 120 minutos
Horário TardeQUINTA-FEIRA 30/11/2023
14h – 16hPainel – Manejo da fertilidade do solo em milho safrinha visando a melhoria do sistema de produção

Manejo da adubação na cultura do milho safrinha
Eng. Agr. Dr. Aildson Pereira Duarte (INSTITUTO AGRONÔMICO-IAC) – 30 minutos

Adubação de sistema em solos arenosos
Eng. Agr. Dr. Douglas Gitti (FUNDAÇÃO MS) – 30 minutos

Biologia do solo na nutrição e crescimento da cultura do milho
Dr. Marco Antonio Nogueira (EMBRAPA SOJA) – 30 minutos

Debatedor
a confirmar – 20 minutos

Moderador
PhD. Jolimar Schiavo (UEMS) – 30 minutos
16h – 16h30Sessão de encerramento
Cícero Beserra de Menezes / André Lourenção – 30 minutos

Promoção: ABMS, Realizador: Fundação MS, Apoio científico: Embrapa, Co-realização: Aprosoja-MS, Patrocinadores Diamante: Bayer, KWS; Patrocinadores Ouro: Basf e Syngenta; Patrocinadores Prata: Sumitomo Chemical, Agro1, Tendência, Copasul, Eurochem; Patrocinadores Bronze: Mosaic Fertilizantes, Long-Ping High Tech, Coamo.

Related posts

31º Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas: Corteva AgriScience apresenta soluções para controle de plantas daninhas

Mario

ITAL: Sabe a diferença entre iogurtes, leites fermentados e bebidas lácteas fermentadas?

Mario

Quebras de safra mudam a rota do milho nacional e fortalecem comércio interno, revela Tarken

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais