CaféCafé e Mercado

[Marcelo Fraga Moreira] – Mercado do Café – “As Cooperativas estão Cumprindo suas Funções?”

MARCELO FRAGA MOREIRA
[Comentário Semanal – 14 a 18/11/2022]
É um profissional há mais de 30 anos atuando no mercado de commodities agrícolas,

escreve este relatório sobre café semanalmente como colaborador da Archer Consulting –
Assessoria em Mercados de Futuros, Opções e Derivativos Ltda.
www.archerconsulting.com.br

Mais uma semana onde o Dez-22 “derreteu” -10,79% (ficando entre as maiores perdas da semana) e terminou a sexta-feira @ 151,75 centavos de dólar por libra-peso (máxima/mínima/fechamento respectivamente @ 170,10 / 150,75 / 151,75 centavos de dólar por libra-peso). Os fundos + especuladores continuaram “vendendo” o mercado e terminaram o período “vendidos” em -19.917 lotes!

Infelizmente o “squeeze” contra o vencimento Dez-22 não deverá acontecer. Por que? A percepção do mercado mudou muito durante as últimas 2 semanas! O Brasil continua exportando acima dos 3,00 milhões de sacas/mês! A colheita, e a consequente oferta de novos cafés da América Central, Colômbia e Vietnam já começaram a refletir no mercado. Os estoques certificados seguem aumentando. Terminaram a semana com +497 mil sacas e com +570 mil sacas aguardando certificação (em breve deverá voltar a ficar acima dos +1,50 milhões de sacas).

Então, o mercado não aposta mais na falta de oferta no curto prazo. Pelo contrário, está apostando na redução do consumo nos principais países consumidores (em função da guerra e aumento da inflação e taxa de juros tanto na Europa quanto nos  Estados Unidos).

O “spread” Dez-22 x Março-23 voltou a ficar no “carrego” e terminou em +380 pontos (e pensar que chegou a ficar no “invertido” em -1.100 pontos)! O mercado voltou ao normal apostando que não vai mais faltar café durante os próximos 2 anos. Agora, entre Dez-22 e Dez-24 o mercado voltou a ficar no “carrego”. Ou seja, o “mês presente” está sendo negociado mais barato do que o “mês seguinte”… 

Pra não ficar com o “mico do físico” nas mãos os “comprados” (quando perceberam que o mercado não teria problemas com a oferta) liquidaram a posição “long/comprada” e reverteram a posição”. Em 30 dias saíram de uma posição “comprada” em +25.000 lotes para uma posição “vendida” em -20.000 lotes!

Pelas projeções da Cecafé*, o Brasil deverá exportar novamente agora no mês de Nov-22 acima dos +3,50 milhões de sacas! Nos primeiros 5 meses da safra 22/23 o Brasil terá exportado aproximadamente +15,60 milhões de sacas! Mantendo uma “regra de 3” básica, então o Brasil vai exportar +37,40 milhões de sacas até junho-23! Será?

Considerando um estoque de passagem da safra 21/22 para a safra 22/23 em +10,00 milhões de sacas, uma produção (segundo a Conab*) em +50,40 milhões de sacas, um consumo interno ao redor dos -21,50 milhões de sacas, e um estoque de passagem da safra 22/23 para a safra 23/24 em +7 milhões de sacas, então o Brasil poderá/deveria exportar no máximo -32,00 milhões de sacas! Se mantiver o mesmo estoque de passagem em +10,00 milhões de sacas, então só poderá exportar -29,00 milhões de sacas!

Então, com base nos números acima, entre dez-22 até junho-23, durante os próximos 7 meses, o Brasil só poderá exportar +1.90 milhões/mês! Será?

Como justificar tanto café disponível no Brasil? Novamente temos 3 opções: a) o estoque de passagem está errado e deverá ser acima dos +15,00 milhões de sacas; b) a estimativa da Conab* da safra brasileira 22/23 está errada e deve ter ficado entre +55/+60,00 milhões de sacas; c) uma combinação das duas alternativas anteriores!

Agora a pergunta do “1 milhão de dólares”! “1 milhão de dólares” não! A pergunta de alguns “bilhões de dólares”! Quem sai favorecido retendo informações tão importantes, cruciais para mercado?

Essa falta de informações por parte dos líderes/cooperativas/Conab*” custou aos produtores, ao Brasil, aproximadamente -8,20 BILHÕES de DÓLARES em receita na safra 22/23 e 23/24!

Como assim? Fazendo uma “conta burra”, considerando que o Brasil irá exportar aproximadamente +75.000.000 sacas de café durante a safra 22/23 e 23/24, e que o produtor deixou de vender quando o mercado estava acima dos +1.300 R$/saca para a safra 22/23 e acima dos +1.600 R$/saca para a safra 23/24, então o produtor “deixou” na mesa aproximadamente -600 R$/saca!

-600 R$/saca x 75 milhões de sacas = aproximadamente -45.000.000.000 R$ (isso mesmo: 45 bilhões de reais) ou aproximadamente -8,20 bilhões de dólares! Ok. Alguns irão questionar… O produtor já havia feito “travas” para a safra 22/23, 23/24 e 24/25 entre +500/+700 R$/saca… Considerando 50% ainda em aberto, ainda estamos falando em -4,10 bilhões de dólares! É muito dinheiro deixado na mesa!

Os famosos “líderes” e cooperativas deveriam ter “protegido” os produtores, os seus cooperados. Deveriam ter instruído, ensinado, e até mesmo se antecipado e “comprado” seguro. Protegido seus cooperados contra as altas (quando tivemos a geada onde muitos produtores haviam realizado vendas entre +500/+700 R$/saca), e protegido seus cooperados comprando seguro contra essa baixa enorme que tivemos agora!

Como demonstramos aqui inúmeras vezes, o mercado deu várias oportunidades para os “líderes” do setor, para as cooperativas realizarem operações estruturadas onde teria sido possível “comprar seguro” favorecendo o produtor. O produtor estaria hoje tranquilo vendendo / travando as próximas safras 23/24 e 24/25 com preços entre +1.600/+1.800 R$/saca a “custo zero”.

O custo desse seguro contra a baixa teria custado entre +0,00 / +80,00 R$/saca!

As cooperativas possuem “mesas de originação / analistas de mercado / condições financeiras / estrutura” para abrir uma conta no exterior, obter linhas de crédito junto aos bancos e tradings para poder comprar seguros favorecendo o produtor, seus associados! POR QUÊ NÃO FIZERAM?

Pela definição do “Google”, a principal finalidade de uma cooperativa é: “proteger os mais diversos interesses econômicos e sociais dos trabalhadores. Diferente de empresas capitalistas, constituídas para gerar lucro e concentrar capital, uma cooperativa não tem fins lucrativos. Assim, o que visam é a satisfação das necessidades econômicas dos cooperados;

As cooperativas rurais são associações autônomas, compostas de maneira voluntária por produtores rurais e pequenos agricultores, visando o beneficiamento mútuo de seus membros por meio da união de esforços para venda de seus produtos, compra de insumos e capacitação”.

Será que essa finalidade está sendo cumprida a risca?

Se uma cooperativa tinha a visão, a expectativa do mercado cair quando o mercado estava negociando acima dos +1.300/+1.400 R$/saca (NY Dez-22 negociando acima dos +230/+240 centavos de dólar por libra-peso) e quando o Set-24 permitiu ao produtor/cooperativa comprar seguro contra quedas nos preços através da compra de seguro através das opções de venda “put*”, garantindo preços mínimos para o produtor ao redor dos +1.600 R$/saca para a safra 23/24 e 24/25 (NY Set-23 negociando acima dos +200/210 centavos de dólar por libra-peso), então POR QUÊ NÃO FIZERAM?

E agora?

Semana que vem teremos o feriado de “Ações de Graças” nos Estados Unidos. Então termos uma semana com praticamente apenas 3 pregões.

Durante o feriado da próxima semana nossos “líderes”, dirigentes das cooperativas deveriam se unir em reuniões e rever seus objetivos, funções, políticas de risco/vendas/comerciais… Com foco nos seus produtores / associados!

Como sempre, protejam-se! O mercado sempre será soberano.

Ótima semana a todos!

-x-x-x-x-x-x-

** “Call” = opção de Compra

** “Put” = opção de Venda

** “Compra Call-Spread” = compra e venda simultânea de 2 Opções de Compra comprando a Opção com preço de exercício mais baixo vendendo a Opção com preço de exercício mais alto);

** “Venda Call-Spread” = venda e compra simultânea 2 Opções de Compra vendendo a Opção com preço de exercício mais baixo e comprando a Opção com preço de exercício mais alto);

** “Compra Put-Spread” = compra e venda simultânea 2 Opções de Venda comprando a Opção com preço de exercício  mais alto e vendendo a Opção com preço de exercício mais baixo);

** “Venda Put-Spread” = venda e compra simultânea 2 Opções de Venda vendendo a Opção com preço de exercício  mais alto e comprando a Opção com preço de exercício mais baixo);

** “CFTC” = Commodity Futures Trading Commission – agência independente do governo dos Estados Unidos que regula os mercados de futuros e opções das commodities;

** “IBGE” = Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

 ** “Cecafé” = Conselho dos Exportadores de Café do Brasil

** “USDA” = Departamento da Agricultura dos Estados Unidos

** “FAS” = Serviço Agrícola Estrangeiro do USDA*

** “OIC” = Organização Internacional do Café

** “GCA” = Green Coffee Association

** “ABIC” = Associação Brasileira da Indústria de Café

** “Sincal” = Associação dos Produtores do Brasil

** “Pib” = Produto Interno Bruto

** “FED” = Banco Central Americano

** “EUROSTAT”  = Serviço de Estatística da União Europeia responsável pela publicação de estatísticas e indicadores de elevada qualidade a nível europeu que permite a comparação entre países e regiões

** “OPEP” = A Organização dos Países Exportadores de Petróleo

** “COOXUPÉ” = Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé

** “Coccamig” = Cooperativa Central de Cafeicultores e Agropecuaristas de Minas Gerais

** “PIB” = Produto interno Bruto de um país

** “COPOM” = Comitê de Política Monetária, é um órgão do Banco Central. Ele foi criado em 1996 com o objetivo de traçar e acompanhar a política monetária do país. Esse é o órgão responsável pelo estabelecimento de diretrizes a respeito da taxa de juros

** “Bandas de bollinger” = do inglês bollinger bands, é um indicador de volatilidade bastante utilizado para prever se um ativo está sobre-comprado, estável ou sobre-vendido. Ele é formado por duas médias móveis, uma superior e outra inferior que indicam tal informação. São alguns atributos desse indicador:

  • Antever os níveis de preço de um ativo
  • Antecipar topos e fundos de preço no gráfico
  • Mostrar a intensidade de valorização ou desvalorização de um ativo

Portanto, este indicador tenta mostrar se uma ação está barata ou cara, em um determinado período de tempo.

Desse modo, ele é indicado para operações de curto prazo, day trade ou swing trade.

O autor da técnica é o americano John Bollinger (nascido em 1950), analista financeiro e colaborador da área de análise técnica. John lançou o seu livro Bollinger on Bollinger Bands em 2001, mas essa técnica começou a ser desenvolvida por ele ainda na década de 1980. As bandas são derivadas das médias móveis e mostram que, independente de qualquer movimento que o preço faça, ele tende a voltar a um equilíbrio. Portanto, temos aí um “estreitamento das bandas” no gráfico de candlestick.

** “PMI” = A sigla PMI significa, em inglês, Purchasing Manager’s Index e é um indicador que mede a atividade econômica de um país a partir de pesquisas mensais realizadas por uma empresa privada.

Assim, o PMI também é conhecido como Índice de Gerentes de Compra e seu principal objetivo é fornecer informações sobre a temperatura de alguns setores da economia e orientar os diversos profissionais do mercado.

Related posts

[Davi Moscardini] – Novos conceitos para a implantação de cafezais de alto potencial

Mario

[ATLANTICA COFFEE] – Relatório Semanal 05 Jan 2024

carlos

Fertiláqua auxilia cafeicultores a atingir maior nível de produtividade no 27º Seminário do Café

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais