CaféCafé e Mercado

[Marcelo Fraga Moreira] – “Comprados 4 x 0 Vendidos”

MARCELO FRAGA MOREIRA
[Comentário Semanal – 08 a 12/08/2022]
É um profissional há mais de 30 anos atuando no mercado de commodities agrícolas,

escreve este relatório sobre café semanalmente como colaborador da Archer Consulting –
Assessoria em Mercados de Futuros, Opções e Derivativos Ltda.
www.archerconsulting.com.br

Mais uma semana tensa, com os “vendidos” perdendo a batalha. O grande volume das opções de venda “put*” em aberto com vencimento na última sexta-feira deixou o mercado preocupado. Com quase +25.000 lotes em aberto entre os “strikes*” +220 / + 190 centavos de dólar por libra-peso o estrago poderia ter sido enorme. Nos 2 primeiros pregões da semana os “vendidos” tentaram jogar os preços para baixo. Os dias começavam caindo -200/-300 pontos e terminavam subindo +500/+800 pontos respectivamente entre os “lows” e “highs” do dia. Os fundos + especuladores “comprados” voltaram às compras salvando o mercado. Segundo a última posição do CFTC*, aumentaram a posição “comprada” em +2.639 lotes para +16.993 lotes.

 As opções de venda “put*” nos strikes +210 / +205 centavos de dólar por libra-peso (nas 2 primeiras sessões da semana) chegaram a valorizar +200%/+300% com “alguns vendidos” nas opções procurando zerar suas posições a qualquer preço com medo do mercado derreter. Da mesma forma, os que estavam vendidos nas opções de compra “call*” nos strikes +210/+215/+220/+225 centavos de dólar por libra-peso foram surpreendidos já a partir da quarta-feira e pegos no “contra-pé” nos últimos 3 pregões da semana! Essas opções de compra “call*” que estavam “baratas” na semana passada chegaram a triplicar/quintuplicar de valor!

Os “comprados” e o mercado foram salvos com a sinalização da inflação americana vindo mais baixo do que o esperado pelo mercado (“A inflação para o consumidor ainda sobe 8,5% no acumulado em 12 meses, uma desaceleração em relação a junho (+9,1%). Os dados vieram melhor do que o esperado pelo mercado, pois o consenso era de uma alta de 0,2% na base mensal e 8,7% na anua”).

Os dados americanos publicados na quarta-feira pela manhã foram o estopim que o mercado estava esperando. O R$ chegou a valorizar +2,13% (chegou a negociar @ 5,04 R$/US$) e o reflexo no café foi imediato! Já na quarta-feira o Set-22 chegou a subir +900 pontos e terminou a semana com praticamente +2.000 pontos! Após atingir a máxima da semana @ 227,70 centavos de dólar por libra-peso o Set-22 terminou a primeira quinzena do mês de agosto @ 226,60 centavos de dólar por libra-peso.

E agora?

Com a inflação mundial “sob controle” a expectativa é para os bancos centrais começarem a reduzir a intensidade do aumento dos juros nas suas políticas monetária e fiscal e dar um “refresco” para as principais economias mundiais. O banco central brasileiro já sinalizou que a Selic* deverá terminar o ano nos +13,75% ao ano e o mercado já aposta que em 2023 deverá estar abaixo dos +10,00% ao ano. O petróleo voltou a terminar a semana abaixo dos +100 US$/barril. A gasolina americana já voltou a ser vendida abaixo dos +4,50 US$/galão (após chegar a negociar acima dos +5,50 US$/galão em alguns estados americanos). No Brasil a Petrobras voltou a reduzir o preço da gasolina e diesel. No mês de julho o Brasil já teve uma deflação de -0,68% (reflexo das excelentes medidas fiscal/monetária que vem sendo implementadas pelo Ministro da Economia Paulo Guedes – claro que sempre tem os “negativos de plantão” e os que “odeiam” o ministro e suas ações. Mas ainda somos livres para expor nossas opiniões).

Com combustível mais barato (não só no Brasil mas também em outros países) o mercado agora espera ansioso a volta dos consumidores às compras. O consumo mundial para o café continua com estimativa de crescimento ao redor dos +2,00% ao ano.

A safra brasileira 22/23 continua uma incógnita. Na quinta-feira o IBGE publicou nova atualização da sua expectativa de safra, com um “aumento” estimado em +0,80% para +53,20 milhões de sacas (sendo +35,10 milhões de sacas para o café tipo arábica e +18,10 milhões de sacas para o café tipo robusta).   Conab* continua com +53,40 milhões de sacas (deverá publicar nova atualização em breve). Nessa semana o superintendente da Cooperativa Cooxupé (sr. Lucio Dias) gravou uma entrevista confirmando “excesso de otimismo” na safra 22/23 e que o mercado em breve ainda vai “chegar a conclusão dos fatos reais”!

A safra do café tipo robusta já terminou e a safra do café tipo arábica já está praticamente finalizada (+90%). As notícias vindas do campo para o café tipo arábica continuam indicando quebra na colheita acima das estimativas e rendimentos abaixo do esperado. Apesar da qualidade estar vindo acima do esperado o mercado mundial necessita de quantidade para abastecer seus mercados! Se a qualidade está melhor do que o esperado, então as cooperativas e tradings já deveriam já estar pagando um prêmio para esses lotes/produtores – pagando um prêmio e não esmola!

Algumas lavouras do café tipo arábica já apresentaram desenvolvimento do botão floral antes da época e estão sendo colhidas junto com o saldo do café da safra 22/23. Será que a safra 23/24 vai ser “cheia” como o mercado já está antecipando?

Em julho-22, segundo a Cecafé, o Brasil exportou +2.476.437 sacas: -21,24% comparado com junho-22 e -14,88% comparando com julho-21! Para agosto-22 a expectativa está entre +2,80/+3,00 milhões de sacas. Considerando um estoque de passagem em +4,00 milhões de sacas, uma safra brasileira 22/23 entre +50,00/+55,00 milhões de sacas, e um consumo interno em +22,00 milhões de sacas, então o Brasil poderá exportar entre +30,00/+33,00 milhões de sacas X +45,60 milhões de sacas na safra +20/21 e +39,20 na safra 21/22!

Colômbia segue reportando problemas na sua safra; idem no Vietnam. USDA* já revisando a safra do Vietnam para +31,50 milhões de sacas. Estoques certificados terminaram a semana em +570.000 sacas (na sexta feira “apareceram” +230.000 sacas pendentes aguardando nova certificação).

Ao nosso ver, o mercado interno brasileiro está nas “mãos dos produtores” brasileiros! Se tiverem calma e venderem “da mão para a boca” e em “escala de alta”, em breve veremos o café arábica negociando acima dos +1.600 R$/saca e o café tipo robusta acima dos +1.000 R$/saca.

No curto prazo tanto o Set-22 quanto o Dez-22 fecharam acima da média móvel dos 200 dias. O indicador “estocástico’ terminou a semana na posição “sobre comprado”. Próxima semana será importante o Set-22 “segurar” nos +221 / +216 centavos de dólar por libra-peso. Se conseguir ficar acima da média-móvel dos 200 dias @ 225 centavos de dólar por libra-peso poderemos ver novas compras dos fundos + especuladores e indústria levando o Set-22 para buscar os +240 / +256 centavos de dólar por libra-peso.

As eleições estão chegando. Se o R$ ajudar (valorizando) poderemos ver NY negociando nos +250/+280 centavos de dólar por libra-peso em breve. Em uma simulação “básica”, com o R$ valorizando para 4,70 R$/US$ (e considerando uma correlação em 1×1) então NY já iria para +245 centavos de dólar por libra-peso.

Sugestão para a safra 23/24: aguardar para realizar vendas futuras / travas acima dos R$ 1.500 / saca (sempre com proteção/seguro contra eventual quebra na produção). Acompanhar o mercado de perto e se o Set-22 e/ou Dez-22 buscar os +250/+300 centavos de dólar por libra-peso aproveitar a oportunidade para realizar a compra de proteção contra a safra 23/24 e 24/25 contra o vencimento Set-23 comprando opções de venda “put*” e/ou estruturas via opções “put-spreads* vendendo call* e ou call-spreads*”.

A safra 23/24 ainda está muito longe e ainda teremos muita volatilidade até a próxima safra (as chuvas precisam voltar, a florada para a próxima safra 23/24 vingar, e novamente “não gear” durante próximo inverno junho-agosto-23). 

Acredito que os fundamentos seguem positivos para o médio prazo (agosto-22 – maio-23).

Ótima semana a todos!

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

** “Call” = opção de Compra

** “Put” = opção de Venda

** “Compra Call-Spread” = compra e venda simultânea de 2 Opções de Compra comprando a Opção com preço de exercício mais baixo vendendo a Opção com preço de exercício mais alto);

** “Venda Call-Spread” = venda e compra simultânea 2 Opções de Compra vendendo a Opção com preço de exercício mais baixo e comprando a Opção com preço de exercício mais alto);

** “Compra Put-Spread” = compra e venda simultânea 2 Opções de Venda comprando a Opção com preço de exercício  mais alto e vendendo a Opção com preço de exercício mais baixo);

** “Venda Put-Spread” = venda e compra simultânea 2 Opções de Venda vendendo a Opção com preço de exercício  mais alto e comprando a Opção com preço de exercício mais baixo);

** “CFTC” = Commodity Futures Trading Commission – agência independente do governo dos Estados Unidos que regula os mercados de futuros e opções das commodities;

** “IBGE” = Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

 ** “Cecafé” = Conselho dos Exportadores de Café do Brasil

** “USDA” = Departamento da Agricultura dos Estados Unidos

** “FAS” = Serviço Agrícola Estrangeiro do USDA*

** “OIC” = Organização Internacional do Café

** “GCA” = Green Coffee Association

** “ABIC” = Associação Brasileira da Indústria de Café

** “Sincal” = Associação dos Produtores do Brasil

** “Pib” = Produto Interno Bruto

** “FED” = Banco Central Americano

** “OPEP” = A Organização dos Países Exportadores de Petróleo

** “COOXUPÉ” = Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé

** “PIB” = Produto interno Bruto de um país

** “COPOM” = Comitê de Política Monetária, é um órgão do Banco Central. Ele foi criado em 1996 com o objetivo de traçar e acompanhar a política monetária do país. Esse é o órgão responsável pelo estabelecimento de diretrizes a respeito da taxa de juros

** “Bandas de bollinger” = do inglês bollinger bands, é um indicador de volatilidade bastante utilizado para prever se um ativo está sobre-comprado, estável ou sobre-vendido. Ele é formado por duas médias móveis, uma superior e outra inferior que indicam tal informação. São alguns atributos desse indicador:

  • Antever os níveis de preço de um ativo
  • Antecipar topos e fundos de preço no gráfico
  • Mostrar a intensidade de valorização ou desvalorização de um ativo

Portanto, este indicador tenta mostrar se uma ação está barata ou cara, em um determinado período de tempo.

Desse modo, ele é indicado para operações de curto prazo, day trade ou swing trade.

O autor da técnica é o americano John Bollinger (nascido em 1950), analista financeiro e colaborador da área de análise técnica. John lançou o seu livro Bollinger on Bollinger Bands em 2001, mas essa técnica começou a ser desenvolvida por ele ainda na década de 1980. As bandas são derivadas das médias móveis e mostram que, independente de qualquer movimento que o preço faça, ele tende a voltar a um equilíbrio. Portanto, temos aí um “estreitamento das bandas” no gráfico de candlestick.

Related posts

44º Congresso de Pesquisas Cafeeiras: conheça Valéria Vidigal, artista plástica, cafeicultora e empresária

Mario

[Rodrigo Corrêa da Costa] – Mercado de Café – 30/07 a 03/08/2018

Mario

Solenidade Oficial e palestra de Paula Varejão abrem a 2ª FAMCAFÉ – Feira da Alta Mogiana

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais