fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Abelhas

Manual produzido pela UFSCar e UNIR aborda a vida das abelhas voltado ao público infantil.

Com acesso gratuito, o objetivo é contribuir para a preservação das abelhas

Você sabia que existem mais de 20 mil espécies de abelhas? Que nem todas elas vivem em colmeias? E o que aconteceria com o planeta se elas desaparecem? Essas e outras questões são respondidas em um manual produzido por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), intitulado “A vida das abelhas em manual”.

A ideia era abordar temas variados com o intuito de contribuir para a preservação das abelhas. Os desenhos em sua maioria foram baseados na ferramenta midiática Minecraft 1.16, visando atrair, em especial, o público infantil. “O projeto consistiu na produção de um manual com linguagem clara e tom didático-pedagógico que retratasse a vida das abelhas e sua importância para o meio ambiente. A ideia foi abordar pontos que pudessem contribuir para a preservação das abelhas”, explicou Ilka de Oliveira Mota, docente da UFSCar e integrante da equipe. 

O Manual traz informações sobre a estrutura física das abelhas, os tipos de moradia, as abelhas africanizadas e europeias, a importância dos apiários, bem como os modos de preservação desses agentes. Ao final do livro, o leitor poderá fazer atividades com base no conteúdo apresentado e conhecer a equipe de trabalho. Também é apresentado um miniglossário com os principais vocabulários presentes na obra.

A publicação é destinada não somente aos estudantes de Biologia da Conservação, mas também a todas as pessoas interessadas no tema da preservação do meio ambiente, especialmente aos professores do ensino fundamental e crianças em fase de alfabetização.

DOWNLOAD GRATUITO

O Manual é gratuito e pode ser acessado neste link (https://www.sibi.ufscar.br/arquivos/a-vida-das-abelhas-em-manual.pdf). 

CONHEÇA A EQUIPE QUE DESENVOLVEU O PROJETO:

Alessandra de Araújo Silva: mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza, da UNIR, que atuou como autora do manual em parceria com a professora Ludimilla Ronqui.

Ludimilla Ronqui: coautora do manual, é formada em Ciências Biológicas e Pedagogia, mestre em Genética e Melhoramento e doutora em Zootecnia. Atualmente é docente da UNIR.

Anna Paula Quadros Soares: é aluna do perfil 4 do curso de Biologia da Conservação, do Campus Lagoa do Sino da UFSCar, e atuou como desenhista no referido projeto de extensão.

Alberto Luciano Carmassi: atualmente é Diretor do Campus Lagoa do Sino da UFSCar. No projeto, o pesquisador atuou como revisor técnico.

Ilka de Oliveira Mota: é docente do Campus Lagoa do Sino da UFSCar e atuou como coordenadora do projeto de extensão, bem como na elaboração de algumas partes do livro. Também fez a revisão textual.

Tiago Santi: é técnico-administrativo no Campus Lagoa do Sino da UFSCar e atuou, entre outras funções, na editoração eletrônica.

Related posts

[Bethania Sávia Oliveira] – Alimentação artificial para abelhas Apis mellifera L. africanizadas no período da entressafra

Revista Attalea Agronegócios

Colmeias inteligentes ajudam na preservação de abelhas no mundo

Revista Attalea Agronegócios

GeoApis harmoniza lavouras e apiários para benefício mútuo

Revista Attalea Agronegócios

Deixe um comentário