Abelhas

Manual produzido pela UFSCar e UNIR aborda a vida das abelhas voltado ao público infantil.

Com acesso gratuito, o objetivo é contribuir para a preservação das abelhas

Você sabia que existem mais de 20 mil espécies de abelhas? Que nem todas elas vivem em colmeias? E o que aconteceria com o planeta se elas desaparecem? Essas e outras questões são respondidas em um manual produzido por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), intitulado “A vida das abelhas em manual”.

A ideia era abordar temas variados com o intuito de contribuir para a preservação das abelhas. Os desenhos em sua maioria foram baseados na ferramenta midiática Minecraft 1.16, visando atrair, em especial, o público infantil. “O projeto consistiu na produção de um manual com linguagem clara e tom didático-pedagógico que retratasse a vida das abelhas e sua importância para o meio ambiente. A ideia foi abordar pontos que pudessem contribuir para a preservação das abelhas”, explicou Ilka de Oliveira Mota, docente da UFSCar e integrante da equipe. 

O Manual traz informações sobre a estrutura física das abelhas, os tipos de moradia, as abelhas africanizadas e europeias, a importância dos apiários, bem como os modos de preservação desses agentes. Ao final do livro, o leitor poderá fazer atividades com base no conteúdo apresentado e conhecer a equipe de trabalho. Também é apresentado um miniglossário com os principais vocabulários presentes na obra.

A publicação é destinada não somente aos estudantes de Biologia da Conservação, mas também a todas as pessoas interessadas no tema da preservação do meio ambiente, especialmente aos professores do ensino fundamental e crianças em fase de alfabetização.

DOWNLOAD GRATUITO

O Manual é gratuito e pode ser acessado neste link (https://www.sibi.ufscar.br/arquivos/a-vida-das-abelhas-em-manual.pdf). 

CONHEÇA A EQUIPE QUE DESENVOLVEU O PROJETO:

Alessandra de Araújo Silva: mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza, da UNIR, que atuou como autora do manual em parceria com a professora Ludimilla Ronqui.

Ludimilla Ronqui: coautora do manual, é formada em Ciências Biológicas e Pedagogia, mestre em Genética e Melhoramento e doutora em Zootecnia. Atualmente é docente da UNIR.

Anna Paula Quadros Soares: é aluna do perfil 4 do curso de Biologia da Conservação, do Campus Lagoa do Sino da UFSCar, e atuou como desenhista no referido projeto de extensão.

Alberto Luciano Carmassi: atualmente é Diretor do Campus Lagoa do Sino da UFSCar. No projeto, o pesquisador atuou como revisor técnico.

Ilka de Oliveira Mota: é docente do Campus Lagoa do Sino da UFSCar e atuou como coordenadora do projeto de extensão, bem como na elaboração de algumas partes do livro. Também fez a revisão textual.

Tiago Santi: é técnico-administrativo no Campus Lagoa do Sino da UFSCar e atuou, entre outras funções, na editoração eletrônica.

Related posts

Abelhas coordenam estratégia de defesa da colmeia

Mario

Monocultura contribui para sumiço de abelhas e vespas solitárias

Mario

Ainda há vagas para participar do 8º Seminário de Meliponicultura de Franca (SP)

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais