fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Máquinas e Implementos NOTÍCIAS

“Mais Alimentos Internacional”: Agritech conclui entregas de máquinas agrícolas à Gana

Mesmo com a pandemia da Covid-19 e os problemas como geada e crise hídrica, o agronegócio segue com bons índices, se comparado com a média da economia. Neste cenário, os resultados positivos foram impulsionados também pelas exportações de equipamentos agrícolas, ao longo desse ano. A Agritech, pioneira na indústria brasileira ao fabricar linhas de tratores, microtratores e implementos agrícolas voltadas para a agricultura familiar, faz parte dos números, fortalecendo o volume de exportações durante o ano de 2021.

Neste mês de novembro, a empresa exportou mais 68 unidades de motocultivadores TC14 para Gana, concluindo, desta forma, o total de 200 unidades exportadas ao país africano por meio do Programa Mais Alimentos Internacional (PMAI).

De acordo com informações do coordenador de Vendas/Marketing da Agritech, Cesar Roberto Guimarães de Oliveira, os motocultivadores exportados foram destinados aos agricultores familiares do país, para o preparo do cultivo de arroz. “A entrega das unidades faz parte do plano do governo africano de mecanização e melhorias de produção. A boa aceitação das nossas máquinas foi apontada pelos produtores desde as primeiras entregas, realizadas em 2019”, explica Oliveira.

A Agritech é uma das empresas que fazem parte do balanço divulgado, recentemente, pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ). Os últimos dados do setor, segundo o levantamento da associação, apontam um crescimento de 16,7% nas exportações.

Ainda de acordo com a ABIMAQ, o setor, que vinha em crescimento nos últimos meses, reforçou essa recuperação em agosto, com desempenho acima das expectativas, puxado pelas exportações, que registraram um aumento de 17,4% em agosto, na comparação com julho. No acumulado dos oito meses do ano, o crescimento é de 32,6%.

Embora os fabricantes de máquinas e equipamentos apontem que ainda há desafios a serem superados, como a escassez de peças e componentes no mundo todo, e que isso deve durar ainda cerca de nove meses, as vendas devem seguir crescendo porque os produtores estão atentos e querem aumentar a produtividade. Para isso, seguem investindo em tecnologia e novos equipamentos.

“Neste ano tão importante para a empresa, quando completamos 20 anos, os ótimos resultados da Agritech, no mercado interno e externo, reforçam as celebrações e ampliar as boas perspectivas para o futuro. Temos uma expectativa muito positiva para esse 2021, que podem refletir em resultados ainda melhores no ano que vem”, finaliza Oliveira.

FONTE: Glaucia Santinello – ATTUALE COMUNICAÇÃO
glauciasantinello@attualecomunicacao.com.br

Related posts

Secretaria de Agricultura de SP promove encontro sobre Estatísticas Agropecuárias

Revista Attalea Agronegócios

Oeste da Bahia abre mão de R$ 6,5 bilhões em favor da vegetação nativa da reserva legal

Mercado de Cana de Açúcar aposta em novas tecnologias para otimizar produção

Deixe um comentário