fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Image default
ARTIGOS Política Agrícola

[Jônadan Hsuan Min Ma] – Carta da FEBRAPDP ao Governo do Paraná

Foz do Iguaçu, 22 de janeiro de 2019

 

Assunto: Reconhecimento da importância do IAPAR pela FEBRAPDP.

 

Ao Excelentíssimo Senhor Carlos Massa Ratinho Junior

Governador do Estado do Paraná

Com cópia para o Excelentíssimo Senhor Secretário da Agricultura Norberto Anacleto Ortigara

 

A Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP) é uma entidade nacional de utilidade pública, fundada por agricultores do Estado do Paraná em 1992, com o objetivo de promover a adoção do Sistema Plantio Direto (SPD) e da Irrigação no Brasil e no Mundo. Representa os produtores brasileiros praticantes da Agricultura Sustentável e da Irrigação racional nos mais variados ambientes, nacionais e internacionais, valorizando a atividade agropecuária brasileira. Atualmente, organiza, articula e promove a integração entre as esferas pública e privada por meio de debates e discussões relacionados a adoção de boas práticas agrícolas.

Concordamos com as estratégias do atual Governo do Estado do Paraná de reduzir o tamanho da máquina pública, melhorando a eficiência das suas instituições, racionalizando e melhorando a administração pública do Estado, como a redução das Secretarias de Estado de 28 para 15, em um primeiro momento.

Acompanhamos também, a proposta adotada pelo atual Governo do Estado do Paraná em fundir Pesquisa, Extensão e Desenvolvimento em uma única instituição. Para tanto, expressamos nesse documento nossa preocupação em relação a destinação que será dada às instituições Emater-PR e IAPAR, por se tratarem de instituições fundamentais para o progresso e desenvolvimento da agricultura no Paraná e no Brasil. Além disso, o IAPAR é conhecido historicamente como o berço das pesquisas no Sistema Plantio Direto em nosso país, uma vez que foi a primeira instituição pública a se dedicar e a acreditar no SPD desde 1976 (apenas quatro anos após o agricultor pioneiro Herbert Bartz iniciar o SPD em sua propriedade no Norte do PR, seguido anos depois pelos pioneiros de Mauá da Serra e por Nonô Pereira e Franke Dijkstra nos Campos Gerais). E todo esse trabalho, ao longo desses 46 anos, é reconhecido e referenciado internacionalmente. Sendo assim, para os membros da FEBRAPDP é difícil imaginar o fim dessa marca, mesmo sabendo do zelo com que a Vossa Excelência, o Senhor Secretário Norberto Anacleto Ortigara e toda a administração estão tratando a questão.

Diante do exposto, a diretoria da FEBRAPDP solicita que, de alguma forma, o nome IAPAR fosse mantido em seus produtos e que o CNPJ do Instituto também fosse mantido para salvaguardar a condição de Instituição de Ciência e Tecnologia, que lhe confere acesso às verbas de Ciência e Tecnologia, verbas da Lei de Inovação, isenções na aquisição de equipamentos e manutenção de curso de pós-graduação, dentre outras facilidades que não podem ser perdidas.

Reforçamos que novos quadros de pesquisa e de extensão sejam contratados para atender aos desafios da aplicação da Ciência na Agricultura moderna, que é a maior carência destas instituições no atual momento.

No mais, desejamos os melhores augúrios de uma profícua gestão e que a modernização do Estado possa promover uma melhoria nas entregas do novo marco institucional, trazendo maiores benefícios ao povo do Paraná e do Brasil. É o nosso desejo.

 

Atenciosamente,

Jônadan Hsuan Min Ma

Presidente da FEBRAPDP

Related posts

[Henrique Mascarenhas] – A importação do leite em pó e o protecionismo no Brasil

Revista Attalea Agronegócios

Mais Cooperativismo: novo sistema é anunciado por Tereza Cristina na Paraíba

[Eduardo Nunes] – Soluções para os desafios enfrentados pelo jovem agricultor

Deixe um comentário