Image default
ARTIGOSCafé

[Grupo Vittia – Samaritá] – Uso de Aminoácidos na Cafeicultura

LUIZ ANGELO MARIN

Gerente de Produtos Biofertilizantes – Grupo Vittia

 

GRUPO VITTIA = https://www.vittia.com.br

SAMARITÁ = https://www.samaritá.com.br

 

O café é a segunda bebida mais consumida no país, depois da água – em torno de 83 litros/habitante/ano – conforme dados da ABIC 2017 (Associação Brasileira da Indústria de Café). Nossas condições climáticas são bastante favoráveis ao cultivo do cafeeiro. O resultado são grãos com cores, sabores e aromas diversos, além de inúmeras variedades da planta. E com as técnicas adequadas, pode-se alcançar o mais alto padrão de qualidade do grão.

A utilização de aminoácidos na cafeicultura e em diversas culturas tem sido praticada por várias décadas, no Brasil e no mundo. Muitos técnicos / pesquisadores e produtores relatam benefícios na utilização destes produtos.

Os aminoácidos são moléculas de características estruturais em comum, formados por um carbono central, ligado a um grupamento carboxila (COOH), um grupamento amino (NH2) e um átomo de hidrogênio. Além destas três estruturas, os aminoácidos apresentam um radical chamado genericamente de “R”, que diferencia os mesmos.

Os aminoácidos são responsáveis pela formação das proteínas, enzimas e hormônios que são essenciais aos seres vivos. Eles desempenham diversas funções, e todo o desenvolvimento das plantas depende da presença dos mesmos. As proteínas das plantas são compostas a partir de um grande número de aminoácidos, e sintetizá-los requer bastante energia da planta, ainda mais se somado aos estresses – como falta de água; calor; transplante.

Os aminoácidos promovem incremento na produtividade por aumentar a tolerância vegetal a estresses ambientais.

Dentre outras funções, os aminoácidos têm interação com a nutrição de plantas, aumentando a eficiência na absorção, transporte e assimilação dos nutrientes. A complexação de nutrientes de carga positiva [K+ (potássio) ; Mg+ (magnésio); Ca+ (cálcio); Zn(zinco); Co+ (cobalto) entre outros], com aminoácidos gera moléculas sem cargas, reduzindo o efeito das forças de atração e repulsão da cutícula da folha, elevando a velocidade de absorção dos nutrientes. Além disso, estes complexos formados por nutrientes de carga positiva + aminoácidos aumentam a capacidade de circulação de nutrientes pelas membranas, culminando em um importante componente da nutrição das plantas, a translocação de nutrientes pouco móveis pelos vasos do floema.

Existem cerca de 20 aminoácidos essenciais nas plantas, possuindo concentrações e funções distintas. Por exemplo, o triptofano, precursor do mais importante hormônio de crescimento radicular e da parte aérea das plantas, a auxina. Ou a metionina, precursora do etileno, responsável pela maturação dos frutos.

Outros aminoácidos como a tirosina e a fenilanina são os precursores dos compostos fenólicos envolvidos na defesa das plantas e na síntese de lignina, que aumenta a resistência ao acamamento das plantas. A glicina é precursora da síntese de clorofila, além de agir nos mecanismos de defesa das culturas. Focado no desenvolvimento inicial, a valina afeta diretamente a germinação das sementes, e a arginina age sobre o desenvolvimento radicular e eleva a solubilidade e absorção de nutrientes

Quando o cafeeiro absorve os aminoácidos, ele utiliza sua energia em prol de seu pleno desenvolvimento, florescimento, frutificação e maturação. Isso resulta em grãos de alta qualidade (especiais) e padronizados (tamanho e peso). Além disso, a produtividade aumenta, sem que os grãos percam a boa concentração de sólidos solúveis, o que aumenta a qualidade da bebida e do sabor.

É importante enfatizar a forma química que os aminoácidos são absorvidos pelas plantas são os L- Aminoácidos, absorção que pode ocorrer via foliar ou através das raízes.

CASTRO, 2013 verificou efeitos positivos no cafeeiro com a utilização de aminoácidos, influenciando o número médio de grãos que foi superior em plantas tratadas, promovendo o aumento da produção média de café em relação aos demais tratamentos.

Pesquisas realizadas por Brandão (2007), com a cultura da cana-de-açúcar comprovam a eficiência dos aminoácidos sobre o enraizamento; mesmo quando aplicado somente nos toletes o resultado já foi superior ao tratamento testemunha. Demonstrando, deste modo, ser uma tecnologia viável para ser utilizado na agricultura.

O Grupo Vittia possui soluções inovadoras em nutrição e proteção de plantas, com produtos para diversas culturas e fases fenológicas. Dentre estas soluções vale salientar a importância da Integra-las buscando maximizar os resultados nos cultivos.

As linhas que integram as soluções VIT Integra são: Inoculantes, Biofertilizantes, Nutrição, Controle Biológico e Adjuvantes.

A marca Samaritá possui produtos à base de aminoácidos para o manejo de diversas culturas.

Produtos de alta qualidade que resultam em aumento na produtividade e qualidade de frutos, reflexo em maior rentabilidade ao produtor.

Dúvidas referente à Samaritá e aos produtos disponíveis, os técnicos da Samaritá e da Casa das Sementes  (https://www.casadassementes.com.br) estão à disposição para auxiliá-los .

 

Referências Bibliográficas

AGROLINK: Disponível em https://www.agrolink.com.br/colunistas/coluna/uso-de-aminoacidos-na-agricultura_387459.html.

BRANDÃO, R.P. Importância dos Aminoácidos na agricultura sustentável. Informativo Bio Soja, São Joaquim da Barra, inf.5, p.6-8, 2007.

CASTRO, A. M. C.; BOARETTO, A.E. Adubação foliar do feijoeiro com nutrientes, vitamina B1 e metionina. Disponível em: http://revista.ufpr.br/agraria/article/viewfile/1008/834

CASTRO, P.R.C. Efeitos de aminoácidos na produtividade do cafeeiro ‘Icatú’. Piracicaba, 2013b. 21 p.

CASTRO, P.R.C.; CARVALHO, M.E.A. Aminoácidos e suas aplicações na agricultura. Piracicaba, 2014

PICOLLI, E.S.; MARCHIORO, V.S.; BELLAVER, A.; BELLAVER, A. Aplicação de produtos a base de aminoácido na cultura do trigo. Cultivando o Saber, Cascavel, v. 2, n. 4, p. 141-148, 2009.

Related posts

YaraRega®: Grupo Bolsa e Yara lançam fertilizante desenvolvido para fertirrigação

Mario

[Grupo Vittia – Biosoja] – Fertilizantes organominerais fosfatados na cultura do cafeeiro

Mario

[José Donizeti Alves] – Você está preparado para a bienalidade da produção de café?

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais