fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Café Mercado NOTÍCIAS

Fundada em 1957, Café Pacaembu é adquirido pela italiana Massimo Zanetti.

Dona das marcas Segafredo e Puccino, italiana adquire marca brasileira fundada em 1957 por valores não informados.

Para expandir a sua presença no país, a italiana Massimo Zanetti anunciou a aquisição da brasileira Café Pacaembu. O Brasil é o segundo mercado do Mundo em consumo de café.

A fabricante italiana, que fatura US$ 1,2 bilhão por ano e é a maior empresa privada do setor, detém em seu portfólio agora as marcas Pacaembu, Segafredo, Puccino e outras 20 marcas. Por ano, a empresa vende mais de 120 mil toneladas de café. Somente no Brasil, a marca espera faturar R$ 130 milhões anuais.

Fábrica do Café Pacaembu, em Vargem Grande do Sul (SP).

“O Brasil é um mercado muito interessante: além de ser o maior produtor e exportador de café do mundo, é também o segundo mercado em consumo interno, com taxas de crescimento significativas. A aquisição do Café Pacaembu que, com mais de 60 anos de história, representa o café de tradição brasileiro, permitirá ao nosso grupo colher uma evolução rápida e positiva no País”, afirmou em nota os diretores da Massimo Zanetti.

Em nota, ainda, a Massimo Zanetti informa que a gestão e um dos sócios-fundadores da Café Pacaembu continuarão no comando da empresa.

 

FONTE: Modificado de Cristiane Barbieri – Estadão

 

 

Related posts

SIC 2019: A força da mulher no setor do café

Revista Attalea Agronegócios

“Cafeicultor tem que se profissionalizar” garante Wilson Goto, da Yara Internacional.

Produtores do Sul de Minas utilizam plataforma digital para exportar café

Deixe um comentário