fbpx
Revista Attalea Agronegócios
Café Mercado NOTÍCIAS

Fundada em 1957, Café Pacaembu é adquirido pela italiana Massimo Zanetti.

Dona das marcas Segafredo e Puccino, italiana adquire marca brasileira fundada em 1957 por valores não informados.

Para expandir a sua presença no país, a italiana Massimo Zanetti anunciou a aquisição da brasileira Café Pacaembu. O Brasil é o segundo mercado do Mundo em consumo de café.

A fabricante italiana, que fatura US$ 1,2 bilhão por ano e é a maior empresa privada do setor, detém em seu portfólio agora as marcas Pacaembu, Segafredo, Puccino e outras 20 marcas. Por ano, a empresa vende mais de 120 mil toneladas de café. Somente no Brasil, a marca espera faturar R$ 130 milhões anuais.

Fábrica do Café Pacaembu, em Vargem Grande do Sul (SP).

“O Brasil é um mercado muito interessante: além de ser o maior produtor e exportador de café do mundo, é também o segundo mercado em consumo interno, com taxas de crescimento significativas. A aquisição do Café Pacaembu que, com mais de 60 anos de história, representa o café de tradição brasileiro, permitirá ao nosso grupo colher uma evolução rápida e positiva no País”, afirmou em nota os diretores da Massimo Zanetti.

Em nota, ainda, a Massimo Zanetti informa que a gestão e um dos sócios-fundadores da Café Pacaembu continuarão no comando da empresa.

 

FONTE: Modificado de Cristiane Barbieri – Estadão

 

 

Related posts

44º Congresso de Pesquisas Cafeeiras apresenta recorde de trabalhos de pesquisa

Revista Attalea Agronegócios

FENICAFÉ 2019: Qualidade técnica das palestras foi o principal diferencial da maior feira da cafeicultura irrigada do país

EPAMIG avalia alternativas de controle biológico para o combate de pragas na cafeicultura

Deixe um comentário