CaféEVENTOS - DESTAQUES

Fundação Procafé: Dia de Campo divulga resultados de pesquisas realizadas na Fundação Experimental de Franca

Dia de Campo contou com cerca de 20 empreas expositores, sete estações experimentais e reuniu mais de mil participantes.

Anualmente, a Fundação Procafé realiza três dias de campo com o objetivo de divulgar os resultados de pesquisas desenvolvidas em suas três Estações Experimentais de Cafeicultura, sendo duas sediadas no Estado de Minas Gerais (Varginha e Boa Esperança) e uma no Estado de São Paulo (Franca).

Trata-se de um convidativo “ponto de encontro”, em que cafeicultores, engenheiros agrônomos, pesquisadores, técnicos de campo, consultores, estudantes recebem informações através de demonstrações tecnológicas in loco, podendo assim visualizar, na prática, os mais recentes resultados de pesquisas em cafeicultura na Região da Alta Mogiana e no Sul de Minas.

Em Franca (SP), o Dia de Campo da Fundação Procafé foi realizado na manhã do dia 24 de abril e reuniu mais de mil pessoas na Fazenda Experimental do Café da Alta Mogiana (Avenida Doutor Sidney Romeu Andrade, 2750, Jardim Marambaia, Franca/SP).

A solenidade de abertura contou com os discursos de José Henrique Mendonça (presidente da Fundação Experimental do Café da Alta Mogiana), Carlos Yoshiyuki Sato (diretor presidente da COCAPEC – Cooperativa dos Cafeicultores e Agropecuaristas), da vereadora Lurdinha Granzotte, do prefeito Alexandre Ferreira e finalizando com o Engº Agrº Marcelo Jordão Filho, pesquisador responsável pela Fazenda Experimental de Café da Alta Mogiana, da qual a Fundação Procafé é a gestora.

Participaram ainda da solenidade de abertura: Iroá Arantes (SEBRAE-Franca), Saulo Faleiros (vice-presidente da COCAPEC), Daniel Bassi (vereador), Carlinho Petrópolis (vereador), Lucimara Correia do Prado (secretária municipal de Desenvolvimento) e Fátima Lespinassi (diretora da ETEC Profº Carmelino Corrêa Jr.).

José Henrique Mendonça discursa na solenidade de abertura. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios).
José Henrique Mendonça discursa na solenidade de abertura. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios).
A vereadora Lurdinha Granzotte discursa na solenidade de abertura. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios).
Carlos Yoshiuyki Sato discursa na solenidade de abertura (Créditos: Revista Attalea Agronegócios).
Alexandre Ferreira discursa na solenidade de abertura (Créditos: Revista Attalea Agronegócios).
Marcelo Jordão discursa na solenidade de abertura (Créditos: Revista Attalea Agronegócios).

Cerca de 20 empresas do setor participaram como expositores do evento, com destaque para o Grupo Bolsa Agronegócios (Bolsa Irriga e Netafim), Oimasa (Massey Ferguson), Banco do Brasil, Redivo, Região da Alta Mogiana (AMSC), Syngenta, Agro Bayer, Biolmulti, Wiser, Coopercitrus, Fertipar, Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Ihara, Cocapec, dentre outras.

Estande e equipe do Banco do Brasil. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios)

O dia de campo contou com sete estações tecnológicas demonstrativas distribuídas na Fazenda Experimental de Franca, sendo quatro apresentadas por pesquisadores da Fundação Procafé e três apresentadas por empresas patrocinadoras (Ihara, Basf e Spcam Nichino)

Estação de Pesquisa da Basf. (Créditos: Wilker Maia / Casa da Comunicação).
Estação de Pesquisa da Ihara. (Créditos: Wilker Maia / Casa da Comunicação).

Os temas apresentados pelos pesquisadores da Fundação Procafé foram: “Resultados dos Experimentos de Competição de Cultivares”; “Adubação para o Sistema de Podas Safra Zero”; “Prejuízos e Controle da Ferrugem no Sistema Safra Zero”; e “Uso do Drone na Cafeicultura.

(Créditos: Wilker Maia / Casa da Comunicação).
(Créditos: Wilker Maia / Casa da Comunicação).
(Créditos: Wilker Maia / Casa da Comunicação).
(Créditos: Wilker Maia / Casa da Comunicação).

“O Dia de Campo na Fazenda Experimental de Franca foi acima das expectativas. Nós recebemos um público acima de mil participantes, dentre cafeicultores, estudantes, técnicos e interessados na cultura do café. Eles puderam conferir a campo todas as tecnologias que nós programamos para serem apresentadas. Falamos um pouquinho sobre as novas variedades, as mais adaptadas para a região. Falamos também um pouquinho sobre a adubação para o cafeeiro e sobre o controle da ferrugem, dentre outras estações técnicas de campo, todas relevantes para que o cafeicultor aplique no seu dia a dia da lavoura”, explicou o Engº Agrº Marcelo Jordão Filho.

Engº Agrº Marcelo Jordão Filho, pesquisador responsável pela Fazenda Experimental de Café da Alta Mogiana, da qual a Fundação Procafé é a gestora. (Créditos: Wilker Maia / Casa da Comunicação).
Tenda de credenciamento do Dia de Campo de Franca. (Créditos: Revista Attalea Agronegócios).
(Créditos: Revista Attalea Agronegócios).
(Créditos: Wilker Maia / Casa da Comunicação).

Related posts

Divulgados os finalistas do 12º Concurso Coocafé Qualidade Regional

Mario

Colheita eficiente do café reduz custos na lavoura e agrega valor ao produto

Mario

Lavouras de café atingem uma produtividade média de 60 sacas por hectare em Carlinda (MT)

Mario

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais