Image default
Bovinos de Leite

Fazenda Cachoeirinha, de Cachoeira da Prata (MG), aumentou em 44% a produtividade por ha/ano

Propriedade diminuiu produção de gases do efeito estufa para aproximadamente 227 litros de CH4/ha/ano

 

A equipe da Premix assessorou a Fazenda Cachoeirinha, localizada no município de Cachoeira da Prata (MG), no acompanhamento técnico-nutricional de seu rebanho Girolando e Gir Leiteiro. Em dois anos, a propriedade, pertencente a Sérgio França Leão e seu filho, André Bahia França, aumentou em 44% a produtividade por ha/ano e reduziu a produção de metano para aproximadamente 227 litros de CH4/ha/ano, indicando a eficiência ambiental no processo.

A propriedade, atendida pelo representante comercial da Premix, Marcelino Leite e pelo Coordenador de Pecuária Leiteira da Premix, Liéber de Freitas Garcia, é uma das principais cooperadas da CCPR/Itambé, pela Coopersete, e quer se tornar referência em qualidade do leite. Por isso, procurou a Premix para implantar um sistema nutricional em seu rebanho.

O acompanhamento teve início em meados de 2016, quando foram feitas análises de ingredientes e formuladas dietas com custo x benefício condizentes para o objetivo. Para 55 vacas em lactação, que produziam um total de 1.286 litros de leite ao dia, foi destinada uma área de 54.148 hectares, o que representa uma produção de 8.668,65 litros de leite/ha/ano.

Durante 24 meses, a equipe trabalhou na diminuição dos problemas com cascos e melhorou os índices reprodutivos do rebanho. Para a dieta, foram utilizados os produtos Neo Lactus Premium, para as vacas em lactação; Paridouro Aniônico, aditivado com o Fator P, para o pré-parto; Núcleo Leite Vitamínico, também aditivado com o Fator P, para a recria, e Premiphós Leite Pasto, para todas as categorias no cocho saleiro.

O manejo nutricional do rebanho foi o confinado no período seco do ano e mantido em pastejo rotacionado no período chuvoso, o que demandou ajustes frequentes das dietas. “Nesses dois anos, foram aplicadas técnicas nutricionais como o uso de silagem de grão úmido e verificação de partículas da dieta total quando em confinamento”, explica Liéber, responsável pela assessoria.

Após dois anos de acompanhamento nutricional, o número de vacas em lactação subiu para 78 e a produção diária de leite, que era de 23,2 litros por vaca, aumentou para 23,7 litros por vaca. A produção total de leite por hectare ao ano registrou crescimento de 44%, aumentando para 12.470,45 litros de leite/ha/ano. Atualmente, a propriedade produz leite com 3,94% de gordura, 3,31% de proteína e 248.015 de CCS, evidenciando a alta qualidade do produto fornecido à indústria.

Segundo Liéber, com a melhora do quadro reprodutivo houve aumento de 42% de animais em lactação e crescimento de 2,15% na produção diária média. “Se considerarmos o aumento de produtividade de 3.802 litros/ha/ano e que uma vaca perde aproximadamente 6 litros de leite por dia pela perda de 359 g de CH4 entérico, podemos inferir que houve uma redução na produção de metano pela propriedade em aproximadamente 227 kg de CH4/ha/ano, mostrando a eficiência ambiental do processo”, ressalta.

A equipe da Premix já trabalha para intensificar o manejo rotacionado no período das águas e a irrigação no período da seca, com o objetivo de melhorar ainda mais a eficiência econômica nutricional da propriedade e aumentar mais 50% a produtividade com a mesma área.

Sobre a Premix

O Grupo Premix tem como objetivo oferecer soluções em nutrição integradas. Com a missão de contribuir para evolução do agronegócio com um olhar no futuro, por meio de inovação, relacionamento e conhecimento compartilhado, o Grupo reúne as empresas Premix, indústria nacional líder em nutrição animal que atua há 40 anos no mercado, Green Fertilizantes e Sementes Paulista, e possui escritório central em Ribeirão Preto (SP).

A companhia oferece produtos de alta qualidade e consultoria especializada, disponibiliza aos clientes o seu know-how e produtos voltados para a qualidade do pasto, manejo correto e nutrição adequada de bovinos de corte e de leite, equinos, ovinos e caprinos conforme o clima e época do ano em cada região do País, categoria animal e fase de desenvolvimento.

Com moderna estrutura de produção e distribuição, a Premix também possui fábricas próprias em Patrocínio Paulista (SP), Presidente Prudente (SP) e Araguaína (TO), além de centros de distribuição em Juara (MT), Rio Verde (GO), Maringá (PR) e Campo Grande (MS). A companhia investe constantemente em inovação e desenvolvimento tecnológico de novos produtos com pesquisas e parcerias com as mais renomadas instituições de ensino do Brasil.

 

FONTE: Thell de Castro – NEWSPRIME

thell@newsprime.com.br

Related posts

RCC-S promove a separação do quarto infectado e ajuda a reduzir a CCS

Mario

Santa Catarina se prepara para a retirada da vacinação contra febre aftosa em outros estados

Mario

São Paulo lança a última campanha de vacinação contra a Febre Aftosa no Estado

carlos

Deixe um Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais